A Republica Socialista Imperialista da RÚSSIA

Hora de conhecermos a fundo a exuberante Republica Socialista Imperialista da RÚSSIA, país mais espaçoso do mundo.

Berço do comunismo, a chamada Desunião Soviética teve seu apogeu graças ao comércio de Salada Russa.

O relevo é caracterizado pelas famosas Montanhas Russas, onde a única diversão (além dos parquinhos) é uma antiga tradição de tiro esportivo, a popular Roleta Russa.

Na música, os maiores marcos nacionais são Stravinsky, Tchaikovsky e Renato Russo.

A moeda é metálica e redonda, com inscrições soviéticas indecifráveis.

A língua é enrolada, o Produto Interno é bruto e o clima é coisa de macho bronco.

O regime de governo é o presidencialismo de uma nota só: dó maior.

A capital Moscou tem esse nome pela enorme quantidade de moscas que a habitavam antes da chegada dos bons e velhos jesuítas mongóis.

Os pratos típicos são o Alce a passarinho, bem sequinho… e o Ensopado de miolos de urso, uma verdadeira iguaria.

A bebida mais popular, além da vodka, é o Coquetel molotov cowboy.

O maior produto de exportação são os espiões e o tradicional patê de testículo de rena, imperdível.

Na economia, invariavelmente, a coisa fica russa.

O principal ponto turístico é a janela do quarto da Sharapova.

Outros destaques nacionais são o boxeador Drago, de Rocky 4, e o mítico Aranha Negra, que celebrava no próprio nome próprio a preservação dos aracnídeos e afrodescendentes.

No futebol, o gigante euro-asiático teve aquele êxito histórico naquela saudosa Copa de 53, com aquela memorável linha ofensiva: Engov, Xisnov e SoLov, o Bailarino da Grama!

O técnico era o então maestro Yuri Kuriovsky, ele que usava suspensórios e tocava violino no vestiário para incentivar a equipe! Queeem não se lembra?!…

Meu cOmprimento.

3 comentários em: “A Republica Socialista Imperialista da RÚSSIA

Deixe sua opinião e colabore na discussão