A surpresa e a última chance: a quarta-feira da Libertadores

Créditos da imagem: Montagem / No Ângulo

Os quadrifinalistas da Libertadores serão finalmente conhecidos nesta semana. De oito times no início da competição, o Brasil chega com seis candidatos a ficar entre os oito melhores do torneio: Palmeiras, Atlético-MG, Santos, Atlético-PR, Botafogo e Grêmio.

De favoritos à disputa de todos os títulos no início do ano, quatro times desse sexteto chegam a esta quarta-feira com resquícios daquelas que podem ser as últimas gotas de sangue e de suor de uma temporada decepcionante, completamente ao contrário do que se imaginava no início.

Com exceção do Grêmio, vivíssimo ainda na Copa do Brasil e no Brasileirão; e do Botafogo, também semifinalista da copa nacional e sem ter tanta pompa no início do ano; os outros quatro já estão eliminados da Copa do Brasil, sem grandes chances no Brasileirão e têm a dura missão de se manterem vivos no único campeonato que ainda sobrou para não passarem a temporada sem nem um título importante, sendo que dois deles, Furacão e Peixe, se encontrarão em um duelo que será tudo para um e nada para outro.

Quem diria!

Os clubes de grandes contratações jogam a última cartada já em agosto, a quatro meses do fim da temporada.

Você imaginava Palmeiras, Santos e Galo, em 2017, brigando apenas por vaga na Libertadores? Pois é, esta semana será tudo ou nada.

Culpa do aproveitamento espantoso do Corinthians, mas também do calendário apertado que afunila competições importantes no segundo semestre e do mau planejamento, fruto de cartolas desqualificados e soberbos. Mais uma vez.

5 comentários em: “A surpresa e a última chance: a quarta-feira da Libertadores

  1. É surreal mesmo pensar que Palmeiras e Atlético, especialmente, podem ficar sem nenhum objetivo maior agora, praticamente no meio do ano! O Santos não chegou a ser tão badalado, e ainda pode sonhar com o Brasileiro (por mais difícil que seja). Mas os outros dois estão em dívida total mesmo!

    1. Impressionante que dois já encerraram, hein José Renato Melhem!

      O pior é que, nesse sentido, foi mais negócio a eliminação do Flamengo na fase de grupos, pelo menos garantiu a vaga na Sul-Americana…

Deixe sua opinião e colabore na discussão