Análise: as possíveis escalações dos grandes de São Paulo nesta temporada

Créditos da imagem: globo.com

Copinha (cada vez mais desinteressante) à parte, vai começar a temporada 2017 do futebol brasileiro!

Verdade que o mercado permanece aquecido (com o Corinthians ainda sonhando com Jadson, o Palmeiras com Pratto, o Santos com Robinho e o São Paulo com Calleri), mas acredito que já dê para fazer um esboço de cada time.

Então vamos lá:

 

Corinthians

Cássio (Walter); Fagner, Vilson (Yago), Balbuena e Uendel (Arana); Gabriel (segundo consta, muito próximo de ser anunciado), Rodriguinho, Guilherme e Giovanni Augusto; Marlone (Romero ou Marquinhos Gabriel) e Jô (Kazim)

Técnico: Fabio Carille

Análise: aposta caseira diante da falta de recursos, Fabio Carille tem um time que pode fazer boa temporada, principalmente se confirmar a contratação do aguerrido volante Gabriel e se Jô conseguir resgatar o seu bom futebol de outrora. Com boa vontade, percebe-se que o Corinthians tem alguns bons nomes no elenco e que poderão render mais na atual temporada.

Palmeiras

Fernando Prass (Jailson); Jean, Vitor Hugo, Mina e Zé Roberto (Michel Bastos); Tchê Tchê, Moisés, Felipe Melo e Guerra; Dudu e Alecsandro (Róger Guedes, Leandro Pereira, Barrios, Erik, Keno ou Rafael Marques)

Técnico: Eduardo Baptista

Análise: o campeão brasileiro perdeu Cuca e optou pelo promissor Eduardo Baptista (de quem tenho boa impressão) como seu substituto. Ainda, após perder Gabriel Jesus, contratou o excelente venezuelano Guerra (meia de criação que faltava no elenco e que liderou o Atlético Nacional na última Libertadores, da qual foi eleito o melhor jogador) e resolveu apostar em Felipe Melo e Michel Bastos (jogadores experientes e muito bons tecnicamente). Se por um lado o time ganha em “casca”, algo importante em torneios internacionais (vale lembrar que no ano passado o clube caiu logo na primeira fase da Libertadores), perde no quesito entrosamento. Veja: como será que Moisés, na minha opinião o jogador mais determinante para a conquista do último Brasileirão, vai se comportar atuando com Guerra e Felipe Melo no meio de campo? E Dudu, voltará a ser atacante? Logo ele, que parecia ter se encontrado como “quarto homem”? Mas calma, torcedor palmeirense, talento nunca é demais. E com um elenco cada vez mais forte (Keno, revelação do Santa Cruz que jogou muita bola em 2016, também foi contratado e um 9 de peso – fala-se em Pratto ou Borja – ainda pode chegar), o ano deve ser novamente saboroso para o palmeirense.

Santos

Vanderlei; Victor Ferraz, Cleber, David Braz e Zeca; Leandro Donizete (Thiago Maia), Renato, Lucas Lima e Vitor Bueno; Copete e Ricardo Oliveira

Técnico: Dorival Júnior

Análise: após as contratações de Cleber, Leandro Donizete, Kayke e outros, o Santos corrige o principal defeito da equipe na temporada passada: a falta de elenco qualificado. Sem falar na continuidade do ótimo trabalho de Dorival Júnior no comando técnico e na manutenção dos principais jogadores no grupo. Com Cleber e Leandro Donizete entre os titulares (Thiago Maia é cru e despencou após a Olimpíada), o estabanado David Braz deve dar conta do recado até o retorno dos contundidos Gustavo Henrique e Luiz Felipe aos gramados. O ano promete também para o Peixe.

São Paulo

Sidão; Bruno, Rodrigo Caio, Maicon e Buffarini; João Schmidt (Wesley), Thiago Mendes, Cueva e Cícero; Wellington Nem e Chávez (Neílton)

Técnico: Rogério Ceni

Análise: Rogério Ceni é a grande novidade e uma aposta que eu também faria. Competente, inteligente e vaidoso, penso que fará de tudo para se dar bem na nova carreira, e quem se beneficiará dessa “obsessão” será o São Paulo. Assim como ocorre com o Corinthians, entendo que o Tricolor também tem alguns bons nomes no elenco e que poderão render mais na atual temporada. Cueva, por exemplo, tem tudo para ser “o cara” do time e um dos principais jogadores do futebol brasileiro em 2017. Já Wellington Nem foi uma ótima contratação, é muito bom atacante. A ver…

 

 

E segue o jogo.

32 comentários em: “Análise: as possíveis escalações dos grandes de São Paulo nesta temporada

  1. Sou santista mas gostaria de falar do time do São Paulo. Não sei se o Rogério seria audacioso a este ponto, mas eu escalaria Tiago Mendes e Cícero de Volantes, com Cueva mais a frente e Nem e Neilton nas pontas, indo e ajudando na recomposição defensiva (como jogavam Jorge Henrique e se não me engano William bigode no Corinthians em 2012) e chavez de centro avante.

    1. Leandro Donizete so sera titular caso o Dorival realmentetenha coragem de implantar o sistema com1 zagueiro.

      Nesse caso jogaria…
      Vanderlei

      Ferraz, Cleber, Zeca

      Renato, Donizete e Maia

      Lucas Lima

      Bueno Oliveira Copete

Deixe sua opinião e colabore na discussão