Análise: os semifinalistas da Champions e as chances de cada um

Créditos da imagem: goal.com

MANCHESTER CITY/ING x REAL MADRID/ESP

Ida: 26/04 – Etihad Stadium.

Volta: 04/05 – Santiago Bernabéu.

MANCHESTER CITY

Campanha Geral: 10 j, 6 v, 2 e, 2 d, 14 gp, 7 gc.

Artilheiro: De Bruyne e Sterling, com 3 gols cada.

Fase de Grupos: Vencedor do Grupo D (Juventus, Sevilla e Monchengladbach).

Oitavas: Eliminou o Dínamo Kiev/UCR, vencendo por 3×1 fora e empatando por 0x0 em casa.

Quartas: Eliminou o PSG/FRA, empate de 2×2 fora e vitória por 1×0 em casa. Enfim, os Citizens chegaram entre os 4 melhores da Europa. Manuel Pellegrini vai se despedindo de forma sensacional. Em um confronto muito acirrado, eliminou o PSG empatando fora e fazendo o dever de casa. Na vitória em Manchester por 1×0, Pellegrini não teve pudor em deixar a bola com o PSG e se defender muito bem. Os milhões pagos por Kevin De Bruyne vão valendo a pena. O belga foi decisivo nas quartas, marcando nos 2 jogos. Na temporada derradeira antes do início da “era Guardiola”, o City pode fazer história.

REAL MADRID

Campanha Geral: 10 j, 8 v, 1 e, 1 d, 24 gp, 5 gc.

Artilheiro: Cristiano Ronaldo, com 16 gols.

Fase de Grupos: Vencedor do Grupo A (PSG, Shakhtar e Malmo).

Oitavas: Eliminou a Roma/ITA, com duas vitórias por 2×0.

Quartas: Eliminou o Wolfsburg/ALE, perdendo por 2×0 fora e vencendo por 3×0 em casa. O sonho da 11ª Champions quase foi por água abaixo para os Merengues. Em um confronto duríssimo contra o Wolfsburg, o Real teve que se agigantar para reverter o 2×0 da ida. Por falar em gigante, Cristiano Ronaldo mostrou os motivos que fazem dele um “semideus” para os madridistas. Com os 3 gols marcados na volta contra os alemães, CR7 chegou a inacreditáveis 16 tentos em 10 jogos. A incrível reviravolta das quartas aliada à toda tradição e grandeza, fazem do Madrid um forte candidato ao título.

OPINIÃO

O Real Madrid carrega todo o favoritismo para esse confronto. De desacreditado e com um ambiente conturbado, os comandados de Zidane mostraram que além da camisa pesada, o time tem muita qualidade. Do lado inglês, o Manchester City vai como franco-atirador. Mas não se pode subestimar um time que conta com tantas estrelas. Acredito que o sonho europeu do City termina no Bernabéu. Real Madrid vai para a final, em Milão.

 

ATLÉTICO DE MADRID x BAYERN DE MUNIQUE

Ida: 27/04 – Vicente Calderón.

Volta: 03/05 – Allianz Arena.

ATLÉTICO DE MADRID

Campanha Geral: 10 j, 5 v, 3 e, 2 d, 14 gp, 5 gc.

Artilheiro: Antoine Griezmann, com 6 gols.

Fase de Grupos: Vencedor do Grupo C (Benfica, Galatasaray e Astana).

Oitavas: Eliminou o PSV/HOL por 8×7 nos pênaltis, após 2 empates por 0x0.

Quartas: Eliminou o Barcelona/ESP, perdendo por 2×1 fora e vencendo por 2×0 em casa. Ah, esses fantásticos colchoneros. Eu já havia citado em minha análise sobre as oitavas, que eles seriam os piores adversários para o Barça. Mas não acreditava que passariam. E passaram. Ao contrário do que muitos pensam, não é apenas um time raçudo e copeiro. Além disso é um time quase perfeito taticamente e com um Griezmann no melhor momento de sua carreira. Diego “Cholo” Simeone mais uma vez mostra toda sua capacidade. Pode se esperar tudo desse time, o Atlético é muito forte, dentro e fora de casa.

BAYERN DE MUNIQUE

Campanha Geral: 10 j, 7 v, 1 e, 2 d, 28 gp, 9 gc.

Artilheiro: Lewandowski e Thomas Müller, com 8 gols cada.

Fase de Grupos: Vencedor do Grupo F (Arsenal, Olympiakos e Dinamo Zagreb).

Oitavas: Eliminou a Juventus/ITA, vencendo a prorrogação por 2×0, após 2 empates por 2×2.

Quartas: Eliminou o Benfica/POR, vencendo por 1×0 em casa e empatando por 2×2 fora. Pep Guardiola em sua última temporada e o Bayern em busca de sua sexta Champions. Engraçado observar o Bayern jogando. O time parece ter a certeza absoluta de que vencerá a partida. E isso gera fortes emoções, como por exemplo, as dificuldades contra Juve e Benfica. Mas é certo que o jogo coletivo e de posse de bola, torna o Bayern um adversário muito complicado de ser batido.

OPINIÃO

Que privilégio será assistir a essa aula tática, com 2 estilos tão antagônicos. A posse de bola quase perfeita do Bayern contra a compactação e as linhas intransponíveis do Atlético. Um encontro de técnicos tão diferentes, mas que se assemelham em um aspecto: o de fazer seus comandados acreditarem fielmente em sua proposta de jogo. Equilíbrio total, mas acredito no poder de decisão de alguns jogadores e no fator campo em favor do Bayern.

Veja também:

O impressionante Simeone

– Guardiola no City e o “pedigree” dos grandes

10 comentários em: “Análise: os semifinalistas da Champions e as chances de cada um

  1. Excelente análise, Juliano Ravanelli! Eu sinceramente não consigo fazer apostas, acho que estão realmente muito equilibradas. Tenho um pressentimento de que passará o City.

    Mas acho interessante como de qualquer maneira a final será interessantíssima! Vejamos:

    – City x Bayern e tudo o que envolverá a transferência do Guardiola;
    – City x Atlético de Madri e a luta pelo título inédito;
    – Bayern x Real Madrid, o duelo dos gigantes e a revanche de 2014;
    – Real Madrid x Atlético de Madri, a rivalidade local e a revanche de 2014 😀

Deixe sua opinião e colabore na discussão