Após derrota para o Sport, Palmeiras vira um barril de pólvora

Créditos da imagem: UOL

O Palmeiras perdeu uma ótima oportunidade de voltar ao G4 do Brasileirão. Após o empate do Santos diante do Figueirense, bastaria uma vitória para roubar a quarta colocação do Peixe.

A torcida compareceu em bom número ao Pacaembu, disposta a apoiar o time em um jogo tão importante para as suas pretensões no campeonato, já que o adversário era concorrente direto por posições na tabela (tanto que ultrapassou o Alviverde após a vitória de ontem).

Por todos esses motivos, é muito difícil entender a atitude do técnico Marcelo Oliveira. O treinador optou por entrar em campo com uma equipe reserva, pensando na mesma estratégia que teve diante do Avaí, na rodada anterior. Porém, Marcelo parece ter esquecido que o renascido Sport de Falcão provavelmente apresentaria – e apresentou! – muito mais dificuldades para o seu time. Não deu outra, além de perder o jogo, o Palmeiras conseguiu irritar e tirar a paciência de boa parte da torcida.

A opção de poupar um ou outro atleta mais desgastado soa razoável, agora, optar por um time cheio de reservas em um jogo de extrema importância, parece um verdadeiro “tiro no pé”.

Curiosas foram as declarações do treinador verde após a partida, de que a partida era fundamental para o clube e que a equipe não poderia nem pensar em sair derrotada.  Pois bem,  reconhecendo isso, por que a estratégia de mandar a campo uma equipe tão desfigurada?  Não dá pra entender…

Marcelo Oliveira criou um ambiente negativo para o jogo da volta com o Fluminense, no meio da próxima semana. Até lá, serão três dias completos de descanso e sem a necessidade de fazer nenhuma viagem desgastante. E a torcida já deu o aviso: a classificação é obrigação.

Esse aparente erro de planejamento da comissão técnica pode custar caro ao Palmeiras. O clube poderia ir mais confiante e tranquilo para o duelo contra a equipe carioca, ostentando a vaga no G4 e sabedor que caso algo desse errado e a classificação não viesse, o Brasileirão seria uma ótima alternativa para tentar a vaga na Copa Libertadores do ano que vem, algo tão fundamental para esse caro elenco palmeirense.

Marcelo Oliveira deve estar preocupado, já que as suas decisões transformaram o seu time em um barril de pólvora prestes a explodir.

Como diz o outro, Marcelo “procurou sarna pra se coçar”.

Se vai dar certo? A conferir.

2 comentários em: “Após derrota para o Sport, Palmeiras vira um barril de pólvora

Deixe sua opinião e colabore na discussão