Até quando esse amadorismo, São Paulo?

Créditos da imagem: exportiva.com.br

No meio do caminho tinha uma *pedra. Tinha uma pedra no meio do caminho.

* (onde se lê “pedra”, leia-se “contrato mal redigido”)

vagnernunes14

No ano 2000, o talentoso volante Vágner (foto), um dos melhores jogadores do São Paulo naquele ano, ficou fora dos jogos finais da Copa do Brasil (contra o Cruzeiro) em razão de um contrato encerrado – e obviamente não renovado – antes do término da competição.

Em 2006, foi a vez do então são-paulino Ricardo Oliveira ficar fora da finalíssima da Libertadores contra o Internacional.

E agora no corrente ano – pasmem! -, o São Paulo poderá novamente ficar sem um dos jogadores mais emblemáticos de sua campanha na atual edição da Libertadores: Maicon tem vínculo a ser encerrado antes dos jogos semifinais contra o perigoso Atlético Nacional, da Colômbia. Se o Tricolor não atender aos pedidos do Porto, “dono” dos direitos federativos do zagueiro (e, convenhamos, agora “com a faca e o queijo na mão” em eventual negociação), tchau, tchau, ora pois! Bauza poderá ficar na mão.

E essa incompetência (ou seria pouca crença no jogador ou no time?) fica ainda mais evidente se considerarmos que, em relação ao atacante Calleri, as devidas precauções contratuais foram tomadas. Ou seja, em caso de eventual classificação à final do torneio, a manutenção do argentino no elenco está garantida e amparada por uma cláusula que prevê a prorrogação automática do seu contrato nessa circunstância.

Ora, por que diabos não fizeram o mesmo com Maicon?

Coincidência ou não, em 2000 e em 2006 o Tricolor saiu derrotado de seus confrontos.

Será que esse novo erro administrativo custará caro ao clube mais uma vez?

Até quando esse amadorismo, São Paulo?

E segue o jogo.

6 comentários em: “Até quando esse amadorismo, São Paulo?

  1. O SÃO PAULO ADORA “POSAR” DE ORGANIZADINHO, MAS É FARINHA DO MESMO SACO!

    NINGUÉM SE SALVA NO FUTEBOL BRASILEIRO!

    UMA PENA, MAS É A MAIS PURA VERDADE…

  2. Muito bem observado, Fernando Prado! É impressionante como instituições gigantes como o São Paulo e demais grandes brasileiros frequentemente se sujeitam a coisas inaceitáveis.

  3. O Maicon foi uma contratação de última hora e devido ao pouco tempo para inscrição na libertadores não ouve o tempo necessário para se discutir cláusulas como essa renovação, Eh muito fácil criticar a diretoria ao invés de parabenizar por trazer um grande zagueiro de última hora para a disputa da libertadores ! Post apenas pra ganhar likes mais sem fundamento !

  4. Sem querer defender o SPFC mas lembre-se que à época do contrato, o time estava louco por um zagueiro urgentemente e pelo que ouvi o Porto sabe que Maicon tem mercado na Europa, então ñ há pq falar em amadorismo

Deixe sua opinião e colabore na discussão