Botafogo joga melhor, mas perde. Agora o empate é do Flu

Créditos da imagem: Nina Lima / Agência O Globo

Geralmente, o primeiro jogo das decisões disputadas em ida e volta são partidas mornas nas quais as equipes procuram atacar com cautela para não expor suas defesas, pensando em decidir nos 90 minutos finais. No sábado, os pouco mais de 17 mil presentes no Maracanã viram um jogo bem diferente disso. Não que esta partida de ida entre Botafogo e Fluminense, pelas semifinais do Campeonato Carioca, tenha sido técnica e bonita de se ver, mas sim, marcada pelo duelo tático dos treinadores, bastante “pegada“, vibrante por parte dos jogadores dentro de campo e sim, muito gostosa de se ver.

A equipe tricolor iniciou o jogo disposta a reverter a vantagem de jogar por dois empates conquistada pelo alvinegro por ter ficado à frente na tabela de classificação da primeira fase da competição, que acabou por culminar com a conquista a Taça Guanabara. Mas esse ímpeto tricolor não durou muito tempo, aos poucos a equipe do técnico René Simões foi tomando conto do jogo, criando situações claras de gol que foram desperdiçadas uma a uma, principalmente por Jobson e Bill, que tiveram atuações muito apagadas. Aos 41 minutos, então, de uma bola perdida pelo ataque do Botafogo, nasce o primeiro gol da partida: Gerson recebe bola em profundidade pela lateral direita e cruza para Fred, livre de marcação na área, marcar seu gol de número 300 pelo Fluminense.

O segundo tempo começa e a necessidade botafoguense de empatar o jogo e reconquistar a vantagem que estava se perdendo fez com que o time de General Severiano desse espaço para o meio campo adversário trabalhar os contra-ataques. E foi justamente isso que o técnico Ricardo Drubscky fez com a entrada de Marlone, que, após desperdiçar uma chance clara de contra-ataque, praticamente no lance seguinte fez o cruzamento que acabou na mão do lateral-direito Gilberto. Pênalti assinalado pelo árbitro e convertido pelo Fred, assumindo isoladamente o posto de sexto maior artilheiro da história do Tricolor das Laranjeiras com 150 gols.

Quando o resultado parecia resolvido e a torcida do Fluminense já comemorava, aos 40 minutos, Fernandes fez lançamento primoroso para Willian Arão dentro da área, que dominou com tranquilidade e tocou com categoria na saída do goleiro Diego Cavalieri para diminuir a vantagem tricolor e devolver a esperança do outro lado da arquibancada. O Botafogo ainda teve uma última oportunidade de empatar a partida, também nos pés de Willian Arão, que livre desperdiçou finalizando para fora.

Fim de jogo no Maracanã com as duas torcidas comemorando. As equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado, às 18:30, desta vez com o Tricolor jogando pelo empate, o que o coloca com favoritismo (e com moral alto por ter batido o adversário nas duas vezes em que se enfrentaram no campeonato). Apesar disso, a classificação está totalmente aberta e a partida deve ser emocionante, pois uma vitória alvinegra pelo placar mínimo leva a decisão para os pênaltis.

12 comentários em: “Botafogo joga melhor, mas perde. Agora o empate é do Flu

  1. Assisti esse jogo. Concordo com a opinião do autor, apesar do fluminense ter revertido a vantagem, o gol no final do jogo deixou totalmente em aberto a vaga na final. Acredito que o maracanã vai estar lotado no sábado que vem

    1. Também concordo com vocês, Rodrigo!

      Depois de todo o purgatório que foi essa fase de classificação do Campeonato Carioca (bem como de todos os estaduais), e do péssimo Flamengo x Vasco de hoje, não dá pra negar que as partidas de volta prometem emoção com casa cheia 😉

      1. I’m not sure I understand. Is he saying it’ll cost $10 even to play my existing DLC? Th821#at&7;s insane.If it’s just $10 for the RB2 on-disc songs, I’ll probably live without them for now.

Deixe sua opinião e colabore na discussão