W3vina.COM Free Wordpress Themes Joomla Templates Best Wordpress Themes Premium Wordpress Themes Top Best Wordpress Themes 2012

Com alma e coração, São Paulo está vivo na Liberta

rogerioceni_trestacas

Créditos da imagem: saopaulofc.com.br

O São Paulo carregou, ao longo do tempo, a “pecha” de time de Libertadores. Para muitos, o clube sabe entender e jogar como poucos a competição e, não por acaso, é o recordista brasileiro (ao lado do Santos) de títulos conquistados, tendo levantado o caneco por três vezes.

Atribuo muito disso às mágicas campanhas são-paulinas em 1992 e 93, quando o São Paulo de Raí e cia encantou a América e, posteriormente, o mundo – sem dúvida, um dos grandes períodos de um clube brasileiro em toda nossa história futebolística.

Porém, desde a última conquista, em 2005, o tricolor participou da competição mais importante do continente em sete outras oportunidades (contando a atual), tendo fracassado em todas elas (se é que a derrota e o vice em 2006, contra o Inter, pode ser computada como tal), exceção feita à atual, em que a história ainda está sendo escrita.

Nota-se, assim, que a dificuldade do clube em avançar às fases mais agudas da Copa Libertadores nos últimos anos é latente, o que resta evidenciado principalmente nos duelos caseiros, quando o São Paulo, invariavelmente, tem sido derrotado. Foi assim contra o Internacional, Cruzeiro e Atlético, em diferentes edições do torneio.

Pois bem. Esse ano, após a derrota categórica fora de casa contra o arquirrival Corinthians na estreia, parecia que o passado recente de derrotas ganharia mais números para sua estatística.

Parecia! Já que, na partida do Morumbi, após um início animador, com um time envolvente e comprometido (com alma e coração, como havia pedido na véspera do jogo o ídolo-mor tricolor Rogério Ceni), a equipe deu continuidade ao seu domínio após a rigorosa expulsão de Emerson Sheik, aos dezoito minutos da primeira etapa, e conseguiu sacramentar a revitalizante vitória. Merecida e justa, diga-se.

Por isso, a torcida deve sim comemorar o feito de ontem. Ganhar do Corinthians de Tite não é tarefa fácil, ainda mais para um time com baixa autoestima, sem técnico efetivo e recém eliminado do campeonato estadual.

No entanto, acredito que para pensar em alçar vôos mais altos, o São Paulo deve contratar o quanto antes um técnico moderno e com ideias frescas, definir um padrão de jogo e a escalação da equipe (teria Pato tido a vibração de seus companheiros na partida de ontem, caso tivesse atuado?) e continuar a jogar com alma e coração.

Que torcida e clube não caiam naquela balela de “Jason”, de que o clube teria ressurgido após a classificação dramática às oitavas. Em 2013, contra o Atlético-MG, o roteiro foi bem parecido com o atual e todos sabemos no que deu, com o Galo se classificando sem tomar conhecimento do São Paulo, nas oitavas.

Há de se trabalhar e corrigir os muitos erros que vêm sendo cometidos, já que, agora, contra os mineiros do Cruzeiro, o São Paulo tem a chance de escrever uma história diferente e superar mais uma barreira rumo ao tetra.

E segue o jogo.

O Flamengo na intertemporada das incógnitas
Comentários das quartas-de-final da Uefa Champions League

Escrito por:

- possui 223 artigos no No Ângulo.

Natural de Brasília, mas residente em São Paulo desde que se conhece por gente, é um apaixonado por esportes e pela “sétima arte”. Jornalista e advogado, busca tratar o futebol com a descontração que lhe é peculiar, com o compromisso da boa informação e opinião consistente.

Entre em contato com o Autor

41 respostas para “Com alma e coração, São Paulo está vivo na Liberta”

  1. Diego Pereira disse:

    Mundial a um ano ?? Tá “serto” isso aew.

  2. Tuka Cipriano disse:

    O tetraa pode acontecer

  3. Maicon Victor disse:

    Vamo Que vamos tricolor Pra Cima Do Cruzeiro

  4. Frank Almeida disse:

    É isso aee vivemos disso

  5. Natal Junior disse:

    mas nao sai das oitavas

  6. Nunca serão jamais serão kkkk

  7. Sempre tenq ter uma ponba pa comentar fk ai fragays

  8. Vai toma uma lavada Do cruzeiro

  9. Junior Vll disse:

    Que adianta..quando pega inter ja vai voa da libertadores

  10. Vamo q vamo são paulo mostrar pra essas bichas quem manda no territorio brasileiro


Deixe um comentário

Enquete

Qual o maior técnico brasileiro dos últimos tempos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Colunistas

Gabriel RosteyGabriel Rostey

Nascido dias após a seleção de Telê encantar o mundo e não levar o caneco na Copa da Espanha, esse paulistano atua e segue aprofundando estudos nas suas principais paixões: futebol e cidades. Especialista em gestão do esporte, como jornalista também encara o futebol como fenômeno cultural.

Emerson FigueiredoEmerson Figueiredo

Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Redator, repórter, pauteiro e editor-assistente da editoria de Esportes da Folha. Trabalhou também na Folha da Tarde, Agora São Paulo, BOL, AOL e UOL. Paulistano, acompanha de perto o futebol desde a época em que os camisas 10 dos grandes times paulistas eram Pelé, Rivellino, Gérson/Pedro Rocha, Ademir da Guia e Dicá.

José Maria de AquinoJosé Maria de Aquino

Em seus mais de cinquenta anos de carreira, teve passagem marcante pelos principais veículos de comunicação do país, de todos os tipos de mídia, como Rede Globo, SporTV, Revista Placar, O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde e Portal Terra. Além de um expoente do jornalismo esportivo brasileiro, também é advogado de formação.

Gustavo FernandesGustavo Fernandes

Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, não resiste a um bom debate sobre esportes, desde futebol até curling. São-paulino, é fundador e moderador do Fórum O Mais Querido (FOMQ). Não esperem ufanismos e clichês. Ele torce, mas não distorce.

Jorge FreitasJorge Freitas

“Prata da casa” oriundo da Coluna do Leitor, este internacionalista é tão louco por futebol que tratou do tema até em seu TCC. Mestrando em Análise e Planejamento em Políticas Públicas, neste espaço une o gosto por escrever com a paixão pelo esporte mais popular do mundo.

Fernando PradoFernando Prado

Natural de Brasília, mas residente em São Paulo desde que se conhece por gente, é um apaixonado por esportes e pela “sétima arte”. Jornalista e advogado, busca tratar o futebol com a descontração que lhe é peculiar, com o compromisso da boa informação e opinião consistente.

Fernando GaviniFernando Gavini

Jornalista há 19 anos, já cobriu Copa do Mundo, NBA, Nascar, Pan, Mundial de vôlei, Copa do Mundo de ginástica, Libertadores e as principais competições do futebol nacional. Começou no A Gazeta Esportiva, passou pelo site do Milton Neves, Agência Estado, Agora São Paulo, Terra, ESPN e está na TV Gazeta. A trabalho, conheceu 8 países, 18 estados do Brasil e mais de 100 estádios.

Assinatura por e-mail

Arquivos

©2017 No Ângulo - Todos os direitos reservados