W3vina.COM Free Wordpress Themes Joomla Templates Best Wordpress Themes Premium Wordpress Themes Top Best Wordpress Themes 2012

Com Luiz Felipe e Copa do Mundo no Estadual, Grêmio é favorito

felipao_dalessandro_ae_marcoscunha

Créditos da imagem: Marcos Cunha / Ag. Estado

Seria muito difícil fazer um prognóstico de quem vai levar o título gaúcho neste ano se baseando apenas na qualidade e no momento técnico das duas equipes. Grêmio e Inter vem demonstrando rendimentos muito parecidos, e até as campanhas no próprio Gauchão são quase idênticas: enquanto o Colorado chegou à final com um total de 39 pontos, o Tricolor tem 37.

Mas há como diferenciar as duas equipes para esta final pensando sob outros aspectos. E assim, o Grêmio leva pequena vantagem.

Não é apenas a participação do Inter na Libertadores que confere ao Grêmio um certo grau de favoritismo para a final do Gauchão, que começa nesse domingo. Alguns outros fatores devem ser considerados.

O Grêmio, freguês do Colorado há vários anos na competição estadual, desta vez vive um momento muito particular no seu calendário anual: tem apenas o certame local para disputar em muito tempo, já que a Copa do Brasil, diluída ao longo de toda a temporada, não representa desafios importantes nas suas fases iniciais. Não é uma situação comum: em outras temporadas sem Libertadores, a Copa do Brasil esquentava ainda cedo e o clube já tinha adversários mais qualificados em meio ao estadual. Por outro lado, o Inter vive um ano de Libertadores, o que naturalmente dispersa as atenções e ainda credita preferência ao campeonato sul-americano.

Mais: como há muito não se fazia, desde o começo da temporada vem sendo repetido o discurso de que Gauchão é Copa do Mundo. Tanto comissão técnica como direção insistem em valorizar ao máximo a competição, na esteira da meta de contenção de gastos estabelecida desde que o novo presidente assumiu o clube. Cada jogo foi tratado com toda a atenção. Valorizar o regional deixou de ser covarde ou pequeno, tão logo o discurso de economia se afirmou perante mídia e torcida. Para o Inter, trata-se de apenas mais um estadual.

E ainda há o fator Luiz Felipe Scolari. O treinador, cara do Grêmio, sabe como poucos as circunstâncias do clássico e as nuances que fazem uma enorme diferença na hora da disputa. Detalhes sobre animosidade entre jogadores, conhecer o perfil da torcida e saber explorá-la de acordo com cada momento. Foi criado dentro do contexto do futebol gaúcho e acompanhou a história dos Gre-Nais ao longo de toda sua carreira. E as estatísticas confirmam sua habilidade no clássico: tem ótimos números e foi campeão em 1995 em cima do rival com uma equipe mista, o chamado Banguzinho à época.

O Inter defende uma hegemonia que já é notável, e busca um pentacampeonato, algo raras vezes visto na história do Campeonato Gaúcho. Mas está com a cabeça na eterna paixão Libertadores. Enquanto o adversário joga sua temporada, sua honra e o fim de um incômodo jejum de títulos, que já desespera tanto que nem leva mais em consideração a última conquista de relevância, a Copa do Brasil em 2001, mas sim o último sucesso como um todo, com o Campeonato Gaúcho em 2010.

Portanto, pela motivação, pela experiência dentro da comissão técnica e pela disciplina com que foi tratado o campeonato, o Grêmio paga um pouco menos para este 2015.

Final do Carioca, parte I: somente campo e bola, pela primeira vez este ano
Futebol mineiro: supremacia nacional em xeque e o anti-Ipatinga

Escrito por:

- possui 24 artigos no No Ângulo.

Portoalegrense de nascimento e residência desde sempre, é administrador de empresas e tem como dois de seus principais hobbies o futebol e a escrita. É neste espaço que essas paixões poderão se unir: a leitura da bola através da riqueza da palavra.


Entre em contato com o Autor

4 respostas para “Com Luiz Felipe e Copa do Mundo no Estadual, Grêmio é favorito”

  1. Bruno Silva disse:

    vou ter pesadelos com o gol do Khedira

  2. Vai levar 7 do Inter. Kkk

  3. Como assim gremio é favorito? Nao entendi….kk

  4. Goooooollll da Alemanha kkkkk


Deixe um comentário

Enquete

Qual o maior técnico brasileiro dos últimos tempos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Colunistas

Emerson FigueiredoEmerson Figueiredo

Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Redator, repórter, pauteiro e editor-assistente da editoria de Esportes da Folha. Trabalhou também na Folha da Tarde, Agora São Paulo, BOL, AOL e UOL. Paulistano, acompanha de perto o futebol desde a época em que os camisas 10 dos grandes times paulistas eram Pelé, Rivellino, Gérson/Pedro Rocha, Ademir da Guia e Dicá.

Gustavo FernandesGustavo Fernandes

Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, não resiste a um bom debate sobre esportes, desde futebol até curling. São-paulino, é fundador e moderador do Fórum O Mais Querido (FOMQ). Não esperem ufanismos e clichês. Ele torce, mas não distorce.

Jorge FreitasJorge Freitas

“Prata da casa” oriundo da Coluna do Leitor, este internacionalista é tão louco por futebol que tratou do tema até em seu TCC. Mestrando em Análise e Planejamento em Políticas Públicas, neste espaço une o gosto por escrever com a paixão pelo esporte mais popular do mundo.

Fernando PradoFernando Prado

Natural de Brasília, mas residente em São Paulo desde que se conhece por gente, é um apaixonado por esportes e pela “sétima arte”. Jornalista e advogado, busca tratar o futebol com a descontração que lhe é peculiar, com o compromisso da boa informação e opinião consistente.

José Maria de AquinoJosé Maria de Aquino

Em seus mais de cinquenta anos de carreira, teve passagem marcante pelos principais veículos de comunicação do país, de todos os tipos de mídia, como Rede Globo, SporTV, Revista Placar, O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde e Portal Terra. Além de um expoente do jornalismo esportivo brasileiro, também é advogado de formação.

Gabriel RosteyGabriel Rostey

Nascido dias após a seleção de Telê encantar o mundo e não levar o caneco na Copa da Espanha, esse paulistano é especialista em política urbana. Com formação em gestão do esporte, também encara apaixonadamente o futebol como fenômeno cultural.

Fernando GaviniFernando Gavini

Jornalista há 19 anos, já cobriu Copa do Mundo, NBA, Nascar, Pan, Mundial de vôlei, Copa do Mundo de ginástica, Libertadores e as principais competições do futebol nacional. Começou no A Gazeta Esportiva, passou pelo site do Milton Neves, Agência Estado, Agora São Paulo, Terra, ESPN e está na TV Gazeta. A trabalho, conheceu 8 países, 18 estados do Brasil e mais de 100 estádios.

Assinatura por e-mail

Arquivos

©2017 No Ângulo - Todos os direitos reservados