W3vina.COM Free Wordpress Themes Joomla Templates Best Wordpress Themes Premium Wordpress Themes Top Best Wordpress Themes 2012

Confirmações em Itaquera: Corinthians está na briga e Atlético é o time a ser batido

pp96064

Créditos da imagem: Marcos Ribolli/GloboEsporte.com

A expectativa era grande para o jogo desse sábado à noite, e como tem acontecido neste Brasileirão, foi correspondida. Teve emoção até o fim, bola tocada no chão e grandes atuações individuais, além de muitas oportunidades de gol e times que lutaram pela vitória.

Contrariando as precipitadas previsões apocalípticas feitas após o suposto “desmanche” (que, de efetivo, teve “somente” a inaceitável perda de Guerrero para o Flamengo), o Corinthians prova que é equipe para a disputa do título. Cheguei a ver gente falando em rebaixamento enquanto a equipe circunstancialmente ostentava Mendoza e Romero no ataque (pois Vágner Love estava afastado para condicionamento físico, Luciano na Seleção que disputa o Pan e Malcom na Sub-20) e ainda curtia a ressaca pela saída do ídolo peruano e o clima de “o último que sair apague a luz”.

Com cinco vitórias e um empate nas últimas seis partidas, e um futebol mais solto em relação ao time dos últimos anos (graças às entradas de Uendel e Bruno Henrique nos lugares de Fábio Santos e Ralf, além da movimentação e fluidez de Malcom), Tite está reinventando a equipe que tem tudo para brigar lá em cima até o fim. A defesa é sempre segura; o meio-campo é um dos, senão o melhor do país; o problema é o ataque, mas pode melhorar: Malcom é jovem e voltou recentemente ao grupo, tendo agora a tranquilidade para poder ter sequência e se afirmar; Luciano viverá situação parecida quando retornar do Pan; e se as atuações de Vágner Love realmente dão cada vez menos razões para que o torcedor corintiano tenha esperança, seu histórico como jogador permite isso, e como ela é a última que morre…

Do outro lado, o Galo só saiu engrandecido de campo. Mesmo como visitante, começou a se impor a partir da segunda metade do primeiro tempo e teve o controle do jogo praticamente todo, criando diversas chances de gol. O resultado foi circunstancial, e ainda que se deva considerar a ausência do importantíssimo Jadson para o alvinegro paulista, é bom lembrar que o mineiro esteve sem Dátolo e praticamente não contou com Luan.

Não me lembro de ver uma equipe tão “ofensivamente moderna” no futebol brasileiro quanto o atual Atlético. Com um volume de jogo gigantesco e um ritmo insano (Levir costuma sempre usar todas as substituições, a fim de manter a alta intensidade), tem saída de bola a partir da zaga com o ousado Leonardo Silva (que esteve mal na partida, aliás), um primeiro volante organizador como Rafael Carioca (como eu queria vê-lo na Seleção!) e jogadores participativos, agudos e de movimentação na frente. Assim como nos duelos contra o Inter pela Libertadores – quando cometeu erros individuais nas duas partidas – o Galo saiu derrotado, mas se mostrou superior ao adversário, dando a sensação de que só perderá por acidentes e que “na bola” ninguém está podendo com ele no Brasil. A propósito, se coroar o seu incrível trabalho com mais títulos, Levir será o meu brasileiro preferido para assumir o comando da Seleção.

Entre as muitas boas atuações do jogo, destaco, pelo lado corintiano, o sempre seguro Walter, o subestimado Fágner (é um dos melhores laterais-direitos brasileiros e sempre é contestado) e Gil (que não sei o que precisa fazer para estar na Seleção. Talvez ir para o Catar…). Entre os atleticanos, o muito promissor Jemerson, o talentoso e ousado Giovanni Augusto (esse nome definitivamente não ajuda) e, enquanto teve gás, aquele que é, talvez, o melhor jogador da competição: Thiago Ribeiro.

Se vejo o Atlético como o favorito ao título, o Corinthians vem logo atrás. Resta ainda saber como vai reagir o Fluminense com a chegada do genial e imprevisível Ronaldinho Gaúcho, e até onde pode ir a evolução que o excelente Marcelo Oliveira está imprimindo ao Palmeiras. Para por aí a minha lista de candidatos ao troféu.

Fluminense x Vasco: os dois lados do destino do clássico e o fator Ronaldinho Gaúcho
Pela relativização das expulsões no futebol

Escrito por:

- possui 157 artigos no No Ângulo.

Nascido dias após a seleção de Telê encantar o mundo e não levar o caneco na Copa da Espanha, esse paulistano atua e segue aprofundando estudos nas suas principais paixões: futebol e cidades. Especialista em gestão do esporte, como jornalista também encara o futebol como fenômeno cultural.

Entre em contato com o Autor

8 respostas para “Confirmações em Itaquera: Corinthians está na briga e Atlético é o time a ser batido”

  1. Ta na briga MSM!!!!!!!!!!!!!!

  2. Concordo em 100% com a avaliação do colunista sobre a partida de ontem. E admito que eu era um dos que tinha (e ainda tenho na verdade, em especial pelo baixo poder de fogo do ataque) pé atrás com esse novo Corinthians pós-Guerrero. Mas o Tite, mais uma vez, vem mostrando a sua competência e coloca, aos poucos, o time nos trilhos. Entendo que uma contratação estilo Barcos ou Jonas colocaria definitivamente o Corinthians como um dos postulantes ao título.

  3. Vicente Prado (Coluna do Leitor) Vicente disse:

    O Tite deveria ser o técnico da Seleção Brasileira.

  4. Caio Bellandi disse:

    Não vi o jogo, mas o Corinthians me parece pragmático e o Atlético mais desenvolto.

    O que num campeonato de pontos corridos acaba favorecendo o primeiro.

    Talvez o Corinthians tenha engatado a quinta marcha.

  5. Esse atletico é outro freguês,,,,


Deixe um comentário

Enquete

Qual o maior técnico brasileiro dos últimos tempos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Colunistas

Gabriel RosteyGabriel Rostey

Nascido dias após a seleção de Telê encantar o mundo e não levar o caneco na Copa da Espanha, esse paulistano atua e segue aprofundando estudos nas suas principais paixões: futebol e cidades. Especialista em gestão do esporte, como jornalista também encara o futebol como fenômeno cultural.

Emerson FigueiredoEmerson Figueiredo

Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Redator, repórter, pauteiro e editor-assistente da editoria de Esportes da Folha. Trabalhou também na Folha da Tarde, Agora São Paulo, BOL, AOL e UOL. Paulistano, acompanha de perto o futebol desde a época em que os camisas 10 dos grandes times paulistas eram Pelé, Rivellino, Gérson/Pedro Rocha, Ademir da Guia e Dicá.

José Maria de AquinoJosé Maria de Aquino

Em seus mais de cinquenta anos de carreira, teve passagem marcante pelos principais veículos de comunicação do país, de todos os tipos de mídia, como Rede Globo, SporTV, Revista Placar, O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde e Portal Terra. Além de um expoente do jornalismo esportivo brasileiro, também é advogado de formação.

Gustavo FernandesGustavo Fernandes

Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, não resiste a um bom debate sobre esportes, desde futebol até curling. São-paulino, é fundador e moderador do Fórum O Mais Querido (FOMQ). Não esperem ufanismos e clichês. Ele torce, mas não distorce.

Jorge FreitasJorge Freitas

“Prata da casa” oriundo da Coluna do Leitor, este internacionalista é tão louco por futebol que tratou do tema até em seu TCC. Mestrando em Análise e Planejamento em Políticas Públicas, neste espaço une o gosto por escrever com a paixão pelo esporte mais popular do mundo.

Fernando PradoFernando Prado

Natural de Brasília, mas residente em São Paulo desde que se conhece por gente, é um apaixonado por esportes e pela “sétima arte”. Jornalista e advogado, busca tratar o futebol com a descontração que lhe é peculiar, com o compromisso da boa informação e opinião consistente.

Fernando GaviniFernando Gavini

Jornalista há 19 anos, já cobriu Copa do Mundo, NBA, Nascar, Pan, Mundial de vôlei, Copa do Mundo de ginástica, Libertadores e as principais competições do futebol nacional. Começou no A Gazeta Esportiva, passou pelo site do Milton Neves, Agência Estado, Agora São Paulo, Terra, ESPN e está na TV Gazeta. A trabalho, conheceu 8 países, 18 estados do Brasil e mais de 100 estádios.

Assinatura por e-mail

Arquivos

©2017 No Ângulo - Todos os direitos reservados