Curtinhas do San-São

Créditos da imagem: Yahoo Esportes

– O Santos ganhava merecidamente e tinha a partida sob controle, até Zeca – que precisa ser repreendido, pois é muito infantil dentro de campo, seja cometendo faltas bobas, seja reclamando da arbitragem – quebrar o galho do adversário ao cometer um pênalti bobo e colocar o São Paulo de volta no jogo;

– Cueva é ótimo jogador, criativo e excelente na flutuação entre meio de campo e ataque;

– A experiência de Vanderlei, Renato e Ricardo Oliveira fizeram falta para o nervoso Peixe;

– Rogério Ceni ganhou o jogo ao tirar de campo o inoperante Neílton e colocar o inspirado e promissor Luiz Araújo, o melhor homem em campo;

– Por falar em inoperante, Rodrigão é fraco e tira o espaço de Kayke como reserva imediato de Ricardo Oliveira. Deveria ser negociado com um clube menor. E por falar em promissor, acredito que não demorará para que o completinho Vitor Bueno esteja em alguma convocação futura da Seleção Brasileira. O “jogador-revelação” do último Brasileirão impressiona cada vez mais pela técnica apurada e consciência nas jogadas;

– Gilberto tem jogado muito bem, mas não dá para não imaginar um São Paulo do meio para frente com Jucilei, Thiago Mendes e Cueva; Luiz Araújo, Wellington Nem e Pratto. E ainda com o curinga Cícero como opção para qualquer uma das funções. Pode e deve dar samba;

– Thiago Ribeiro bem (física e psicologicamente) é o melhor segundo atacante do elenco santista. Um jogador moderno, que já foi artilheiro de Libertadores. Melhor até que o incansável Copete. Que tenha mais chances, assim como Bruno Henrique e Hernández;

– Sidão fez uma defesa dificílima em um cabeceio quando a partida estava 2×1 para o São Paulo. Assim como Luiz Araújo, foi determinante para a construção do resultado. Denis, o ex-titular da posição, aparenta ser um profissional sério e esforçado, mas cada vez mais resta evidente que suas qualidades técnicas estão aquém da grandeza do clube em que joga;

– Dorival está sofrendo com os desfalques na zaga e não quis colocar Cleber – voltando de contusão – na fogueira. Acertou. Mas errará se continuar insistindo com a insegura dupla de zaga formada por Lucas Veríssimo e Yuri na próxima partida. Como errou ao escalar Lucas Lima, claramente contundido e sem condições de atuar em alto nível. Deveria ter sido poupado;

– Rogério Ceni tem estrela e parece ser daqueles tipos que é bom em tudo que se propõe a fazer. Eu boto fé no “Mito”;

– O jogo foi movimentado, o São Paulo mereceu o resultado e mostrou que em duelos de times da mesma grandeza, qualquer placar é normal. Até quando o rival é mais bem montado, entrosado e atua em casa.

E segue o jogo.

8 comentários em: “Curtinhas do San-São

  1. O São Paulo está com motivação máxima em cada partida, e isso é muito legal em tempos de “motivação seletiva”! E o que mais deve animar o torcedor são-paulino, para mim, é que o time está com um caráter forte: vencer o Santos de virada, na Vila, é bem animador!

  2. Detalhe:os desfalques formam a espinha dorsal do Santos, e aí fica muito mais difícil serem preenchidos. Determinante

Deixe sua opinião e colabore na discussão