W3vina.COM Free Wordpress Themes Joomla Templates Best Wordpress Themes Premium Wordpress Themes Top Best Wordpress Themes 2012

Dia do Goleiro: tal pai, tal filho

kasper

Créditos da imagem: TalkSport.com

26 de Abril, data na qual comemora-se a profissão mais ingrata do mundo: ser goleiro.

Ingrata pois basta um pequeno deslize para que seja condenado para sempre. Para que seja lembrado negativamente por uma torcida. Que entra para a lista negra de um time.

O goleiro é solitário. Quando faz o gol, que é a sua defesa, ele comemora sozinho e muitas vezes em silêncio. Ele é o único com o direito de pegar a bola com as mãos, mas também é o único proibido de errar. Come poeira, rasteja na grama, fica cheio de lama. Pode ser herói, vilão, protagonista e coadjuvante no mesmo filme. Diferente dos outros jogadores em campo, os goleiros fazem milagres e alguns têm a honra de ser considerados santos, guardiões, protetores ou deuses.

Existem inúmeros guardadores de redes incríveis mundo afora, inúmeras defesas inesquecíveis, frangos que mudaram o caminho de uma partida e histórias para se contar. Mas hoje, uma delas faz mais sentido que qualquer outra. A história de Peter e Kasper Schmeichel.

Eles são pai e filho. Peter foi goleiro da seleção da Dinamarca em 1992 e do Manchester United em 1999, consideradas grandes equipes do futebol mundial nessas épocas. Por isso, é considerado um dos maiores goleiros de todos os tempos. Em 92, foi o paredão da famosa Dinamáquina e peça essencial na conquista da Eurocopa, neste mesmo ano, Peter foi reconhecido como melhor goleiro do mundo. Enquanto jogava a Premier League, fez defesas impossíveis, agarrou uma bicicleta à queima roupa, tinha seus melhores momentos em clássicos, era elástico e ainda fazia gols. O goleiro dinamarquês fez 13 gols em sua carreira, que na verdade, deveriam ter sido 14 caso tivesse marcado um gol de bicicleta pelo Manchester United na FA CUP de 1997.

São números incríveis, vídeos inacreditáveis e um perfil de liderança exímio. Mas o mais surpreendente de Schmeichel, é seu filho. Kasper Schmeichel, atual goleiro do surpreendente Leicester City. O jovem foi revelado no Manchester City e sempre sofreu muito por ser o filho do lendário Schmeichel. Kasper passou por vários clubes da Inglaterra até chegar no Leicester, e logo que chegou, o goleiro se sentiu humilhado e muito decepcionado com o antigo clube por ter sido vendido para a casa nova. Hoje, com certeza, ele se arrepende dessa declaração, pois é um dos principais responsáveis pela promoção à Premier League, permanência nas primeiras colocações por toda temporada e agora, a briga pelo título inglês. A campanha dos Foxes já entrou para a história do futebol e Kasper também já está escrevendo, de forma brilhante, sua parte nela. O que já está trazendo resultados para o goleiro, visto que os principais clubes da Premier League estão na disputa pela contratação do novo Schmeichel, inclusive o clube de seu pai: Manchester United. A ideia dos Red Devils é que Kasper seja o substituto de De Gea e siga os passos de seu pai. Além disso, alguns boatos recentes surgiram sobre a ida do goleiro do Leicester para o Barcelona, e a oferta dos catalães teria sido de 20 milhões de euros.

Que Kasper Schmeichel herdou o talento do pai é fato, difícil mesmo é saber se a torcida do Leicester vai permitir que seu grande ídolo vá embora após o possível (e incrível) título da Premier League.

Não joguem a culpa só no Denis
Análise: os semifinalistas da Champions e as chances de cada um

Escrito por:

- possui 6 artigos no No Ângulo.

Sarah Tonon, paulista, 23 anos, publicitária formada pela PUC-SP e blogueira no Domina FC. Foi a cabeça pensante das chamadas da ESPN por quase 3 anos, liderou um projeto de divulgação de um time de futebol da NASL e já escreveu sobre o maior rival do seu time do coração. Realizou o sonho de trabalhar e vivenciar uma Copa do Mundo. Criativa, jovem e manja um pouco de tudo. Uma mina apaixonada por esportes.

Entre em contato com o Autor

3 respostas para “Dia do Goleiro: tal pai, tal filho”

  1. Essa história é mesmo incrível, Sarah Tonon! E outra coisa que me impressiona neste caso é o pouco espaço de tempo entre um e outro. Até existem outros casos de pai e filho no futebol, como Domingos e Ademir da Guia, Djalma Santos e Djalminha, mas há apenas 17 anos o Peter Schmeichel ainda atuava em primeiríssimo nível, e agora o filho já está prestes a ser campeão inglês 😉

    • Sarah Tonon disse:

      Verdade! Outras coincidências envolvem a relação deles, como a convocação precoce para a Eurocopa, Kasper será o novo substituto do goleiro dinamarquês que, inclusive, substituiu seu pai anos atrás.
      Sem contar o incrível fato do possível título de Kasper da Premier League, que poderá ser comemorado no estádio onde seu pai fez história, o Old Trafford.

  1. […] e dos torcedores. Atletas como Mahrez e Kanté, que zanzaram por divisões inferiores da França. Kasper Schmeichel, o goleiro de 29 anos, era “apenas” o filho da lenda Peter Schmeichel. Huth sempre foi visto como um grandalhão atrapalhado, que servia mais para atacar do que para a […]


Deixe um comentário

Enquete

Qual o maior técnico brasileiro dos últimos tempos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Colunistas

Fernando PradoFernando Prado

Natural de Brasília, mas residente em São Paulo desde que se conhece por gente, é um apaixonado por esportes e pela “sétima arte”. Jornalista e advogado, busca tratar o futebol com a descontração que lhe é peculiar, com o compromisso da boa informação e opinião consistente.

Gustavo FernandesGustavo Fernandes

Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, não resiste a um bom debate sobre esportes, desde futebol até curling. São-paulino, é fundador e moderador do Fórum O Mais Querido (FOMQ). Não esperem ufanismos e clichês. Ele torce, mas não distorce.

Gabriel RosteyGabriel Rostey

Nascido dias após a seleção de Telê encantar o mundo e não levar o caneco na Copa da Espanha, esse paulistano atua e segue aprofundando estudos nas suas principais paixões: futebol e cidades. Especialista em gestão do esporte, como jornalista também encara o futebol como fenômeno cultural.

José Maria de AquinoJosé Maria de Aquino

Em seus mais de cinquenta anos de carreira, teve passagem marcante pelos principais veículos de comunicação do país, de todos os tipos de mídia, como Rede Globo, SporTV, Revista Placar, O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde e Portal Terra. Além de um expoente do jornalismo esportivo brasileiro, também é advogado de formação.

Jorge FreitasJorge Freitas

“Prata da casa” oriundo da Coluna do Leitor, este internacionalista é tão louco por futebol que tratou do tema até em seu TCC. Mestrando em Análise e Planejamento em Políticas Públicas, neste espaço une o gosto por escrever com a paixão pelo esporte mais popular do mundo.

Emerson FigueiredoEmerson Figueiredo

Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Redator, repórter, pauteiro e editor-assistente da editoria de Esportes da Folha. Trabalhou também na Folha da Tarde, Agora São Paulo, BOL, AOL e UOL. Paulistano, acompanha de perto o futebol desde a época em que os camisas 10 dos grandes times paulistas eram Pelé, Rivellino, Gérson/Pedro Rocha, Ademir da Guia e Dicá.

Fernando GaviniFernando Gavini

Jornalista há 19 anos, já cobriu Copa do Mundo, NBA, Nascar, Pan, Mundial de vôlei, Copa do Mundo de ginástica, Libertadores e as principais competições do futebol nacional. Começou no A Gazeta Esportiva, passou pelo site do Milton Neves, Agência Estado, Agora São Paulo, Terra, ESPN e está na TV Gazeta. A trabalho, conheceu 8 países, 18 estados do Brasil e mais de 100 estádios.

Assinatura por e-mail

Arquivos

©2017 No Ângulo - Todos os direitos reservados