Em entrevista exclusiva, treinador do sub-20 do Fla diz que maratona pesou na derrota para o Flu

Créditos da imagem: Site Oficial do Flamengo

Definitivamente, a última quarta-feira, 19, não foi um bom dia para o Flamengo. Além da derrota no primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil para o arquirrival Vasco, o rubro-negro foi eliminado do Brasileirão sub-20 ao ser batido pelo também rival Fluminense, em pleno estádio da Gávea, por 2 a 0, placar que acabou ficando barato diante do futebol apresentado pelas equipes.

O time sub-20 do Flamengo ficou devendo no jogo decisivo e acabou fora da final do torneio. Talvez pela maratona de jogos a que foi submetida (foram 9 em 26 dias), a equipe estava visivelmente cansada em campo e apresentou um futebol apático.

Entrevistei o técnico Zé Ricardo após o jogo. O treinador atribuiu a derrota exatamente a esse fator, além dos desfalques de jogadores importantes no elenco como Jackson e Pedro Pires (se recuperando de lesões), e Jorge e Jajá (incorporados ao elenco profissional).

Para ele, o balanço no ano é bom, muito por conta da conquista do Carioca, após 7 anos, e do aproveitamento de alguns nomes pela equipe de cima. Zé Ricardo ainda listou alguns jogadores para serem observados pelo torcedor rubro-negro para o futuro.

Abaixo, os principais trechos da entrevista:

 

Maratona de jogos

Chegamos perto do nosso limite, tanto físico, quanto mental. Fechamos uma sequência de 9 jogos em 26 dias, todos decisivos. Nós esperávamos que em algum momento poderia acontecer essa exaustão, mesmo trabalhando em cima do descanso e da concentração dos jogadores.

Estratégia de se poupar

Enfrentamos uma grande equipe, bem montada, com jogadores experientes, então montamos uma estratégia de segurar o jogo no primeiro tempo, apesar de precisarmos da vitória, para no segundo tempo, nos lançarmos à frente. Mas o gol de pênalti, ainda aos 20 minutos de jogo, quebrou a estratégia. Fomos obrigados a sair para o ataque antes do planejado e o desgaste acabou fazendo a diferença contra nós.

Desfalques

São coisas que acontecem. Infelizmente, perdemos alguns jogadores por contusão, além dos meninos que subiram para o profissional. Então, realmente houve uma mexida grande em comparação com a equipe que começou a temporada. Mas isso já era esperado e ficamos felizes quando alguns jogadores são puxados para o time de cima, esse é o grande objetivo da base.

Saldo positivo

Esse ano foram 52 jogos até agora e apenas 4 derrotas. Então, o saldo é muito positivo, menos de 10% de resultados negativos. Conquistamos o Carioca, que há 7 anos não ganhávamos, além da subida de alguns jogadores para o profissional, que é o mais importante. Ainda recuperamos alguns meninos que estavam menos cotados no elenco, e que hoje estão numa condição legal. Então, acho que o trabalho está bem feito e reconhecido.

Apostas para o futuro

Acredito que todos que sobem do juniores para o profissional não estão completamente prontos. Há ainda um estágio para cumprir, uma adaptação que é difícil. Mas temos alguns bons meninos. Apesar da partida ruim de hoje, temos bons nomes. O Thiago Santos é um atacante muito rápido, que rompe bem a defesa adversária. O Matheus Sávio vinha jogando bem, apesar de não ter feito uma boa partida hoje. A nossa dupla de zaga, Ronaldo e Trindade, é uma boa dupla. Tem o Pedro Pires, que é um jogador talentoso, veio do futsal, que acabou se lesionando no melhor momento dele. É um jogador interessante, inteligente, e que tem que ser olhado com carinho.

 

A nação flamenguista assim espera.

Deixe sua opinião e colabore na discussão