Estatísticas e curiosidades do Brasileirão na “era dos pontos corridos”

Créditos da imagem: Portal Terra

Chegamos ao final do 1º turno do Brasileirão 2015, competição bem animada e das mais disputadas dos últimos anos.

Abaixo, algumas curiosidades da “era dos pontos corridos”, iniciada em 2003:

– O Corinthians poderá conquistar nessa edição, o tricampeonato Brasileiro por pontos corridos. A equipe venceu em 2005 e 2011. Até hoje, apenas o São Paulo (2006, 2007 e 2008) e o Cruzeiro (2003, 2013 e 2014) conseguiram a façanha;

– Boa notícia para a equipe comandada por Tite (foto), atual líder isolada da competição: em apenas três edições dos campeonatos por pontos corridos a equipe que venceu o 1º turno não foi campeã. Os campeões São Paulo (2008) e Flamengo (2009) terminaram a primeira etapa da competição com oito pontos atrás dos líderes, enquanto o Fluminense conseguiu tirar uma diferença de quatro pontos e terminar na dianteira em 2012;

– O clube de Parque São Jorge está também em busca de um novo recorde – o de invencibilidade -, que inclusive é do próprio time, que ficou 19 jogos seguidos sem perder, em 2011. A equipe de Tite fechou o turno com 11 partidas sem perder;

– O São Paulo é a equipe que mais pontuou somando-se todas as edições. Foram ao todo 717 pontos, seguido pelo Cruzeiro, com 668, e Internacional, com 663;

– A maior pontuação ao término de um primeiro turno foi do Atlético-MG, em 2012, e do Cruzeiro, em 2014, com 43 pontos conquistados por cada equipe, apenas três a mais que o Corinthians na atual edição. Em 2012, o Galo perdeu o título para o Fluminense, já no ano passado, o Cruzeiro sagrou-se campeão;

– Em todas as edições dos pontos corridos, a equipe última colocada ao término da primeira fase foi rebaixada para a Segunda Divisão. Triste estatística para os torcedores do Vasco, atual lanterna do campeonato;

– Por falar em estatística, o Vasco tem a pior defesa (31 gols sofridos) e o pior ataque (com apenas 8 gols marcados) de toda a competição. Pra se ter uma ideia de quão pífios são os números do ataque vascaíno, Ricardo Oliveira, artilheiro máximo do torneio, já anotou 10 gols, dois a mais que a soma de todo o elenco da equipe carioca;

– No quesito artilharia, eis um assunto sobre o qual o torcedor do Atlético-PR deve se orgulhar. O maior artilheiro da era dos pontos corridos é Washington “Coração Valente”. Em 2004, vestindo a camisa do Furacão, o jogador anotou 34 gols. Porém, uma ressalva: naquele ano, o campeonato ainda era disputado por 24 times, totalizando, dessa forma, oito jogos a mais a serem disputados por cada clube. O maior número de gols em Brasileiros com apenas 20 clubes envolvidos é de Jonas (defendendo o Grêmio, em 2010) e Borges (pelo Santos, em 2011), com 23 gols cada;

– Na disputa pela artilharia do Brasileirão 2015, os principais favoritos são Ricardo Oliveira (atual artilheiro, com 10 gols marcados), Alexandre Pato (segundo colocado, com 8) e Lucas Pratto (com 7). O Santos poderá ser tricampeão no quesito artilheiro da “era dos pontos corridos”, já que Kléber Pereira (2008, com 21 gols) e o já mencionado Borges conquistaram a façanha pelo Peixe. O Atlético-MG – de Pratto -, já teve esse privilégio com Diego Tardelli, em 2009, com 19 gols feitos. Já o torcedor do São Paulo ainda não sentiu esse gostinho, será que Pato conseguirá quebrar a escrita?;

– Já que estamos falando em gols, para a tristeza do torcedor brasileiro, esse já é o campeonato com a segunda pior média de gols marcados. Os times balançaram as redes apenas 421 vezes, uma média de 21 gols por rodada, ficando à frente apenas do torneio de 2014, que o número de gols, nesse período, era de 400. Esperamos que os atacantes possam nos dar mais alegrias no 2º turno;

– Turno este que promete ainda mais equilíbrio. O corrente Brasileirão é o mais equilibrado dos últimos anos. Foram ao todo 190 jogos, dos quais 47 terminaram empatados. Podemos dizer que, se continuar assim, na segunda metade do campeonato, a cada 4 jogos, teremos um empate. Outro dado interessante é que, na atual edição, apenas 39 vezes os times visitantes saíram vitoriosos;

– Temos equipes muito fortes que não fizeram um bom 1º turno. E que, provavelmente, buscarão a recuperação nessa segunda metade do torneio, o que promete acirrar ainda mais a disputa na competição. O Internacional de Porto Alegre, por exemplo, fez a sua pior campanha da história dos pontos corridos, com apenas 25 pontos conquistados. Os fortes Santos (atual Campeão Paulista), Cruzeiro (atual Bicampeão Brasileiro) e Flamengo (clube de massa agora comandado pelo experiente Oswaldo de Oliveira e que conta com alguns ótimos jogadores como Guerrero e Emerson Sheik), estão logo atrás, e com toda certeza serão adversários bastante indigestos nesse returno;

– Para inspirarmos nossos atacantes, podemos buscar na memória as maiores goleadas dos campeonatos desde 2003. Naquele ano, Goiás e Cruzeiro venceram Juventude e Bahia, respectivamente, por 7×0. Já em 2004, foi a vez do São Paulo registrar essa marca, vencendo o carismático Paysandu pelo mesmo placar. No campeonato de 2015, a maior goleada entrou para a história, e foi no Grenal: 5×0 para o tricolor gaúcho, fora o baile!

Vamos ao 2º turno, que role a pelota!

Deixe sua opinião e colabore na discussão