Futebol “en passant”

Créditos da imagem: Portal Terra

Cai Muricy

Em 18 de março, publiquei uma coluna (“É Muricy?”) dedicada ao agora ex-técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, oportunidade em que opinei que técnicos medalhões de sua geração e que trazem consigo como principais qualidades a liderança e o comando (o que não é pouco, Felipão chegou a ganhar uma Copa do Mundo assim), precisam se mexer, pois a necessidade de excelência nos aspectos físicos e táticos estão a cada dia – e partida – mais evidenciados. Sendo assim, vi com bons olhos a declaração do presidente são-paulino, Carlos Miguel Aidar, de que gostaria de contar com um técnico com experiência internacional e conhecimento científico sobre o futebol. Que o discurso seja coerente e se confirme. Sabellla, técnico vice-campeão mundial pela Argentina na última Copa do Mundo é tido como o favorito ao posto. Que a “Era” dos “disciplinadores” e “paizões”, com a formação de suas “famílias”, fique para trás. Para o bem do nosso futebol.

BBBB

Botafogo Bom Bonito e Barato. Melhor do que se podia supor, o Botafogo rapidamente juntou os cacos após a queda no Brasileirão do ano passado e, com um competente Renê Simões, fez contratações baratas e, de maneira surpreendente, conquistou a Taça Guanabara. Tem tudo para faturar a Série B no segundo semestre e começar 2016 de maneira mais forte e condizente com o seu tamanho.

Gigante Flamengo II

Após os elogios ao clube rubro-negro, em coluna publicada em 23 de março (“Gigante Flamengo”), mais uma vez a administração do Presidente Eduardo Bandeira de Mello marca um gol no ângulo ao aprovar a “Lei de Responsabilidade Fiscal Rubro Negra”, a qual viabilizará uma prática de gestão mais profissional, responsável, transparente e honesta. O Flamengo, colocando “a casa em ordem”, promete! Que sirva de exemplo.

Cantando de Galo

O Atlético teve trabalho, mas fez o dever de casa contra o bom time do Santa Fé, da Colômbia. Destaque para a boa atuação da equipe (com os titulares, é muito forte e uma das favoritas ao título) e o gol de Guilherme, jogador muito técnico e com personalidade, que voltou de contusão após alguns meses no estaleiro. Embora o líder do grupo seja o Colo-Colo (com 9 pontos), acredito que os classificados serão o Atlético e o Santa Fé, ambos com seis pontos (o Atlas, do México, tem 3). Aguardemos.

Tudo azul no Cruzeiro

Com um lindo gol de Arrascaeta, Leandro Damião “voando” e virando líder de seu grupo, o time do excelente Marcelo Oliveira vai entrando nos trilhos e também começa a fazer jus ao “rótulo” de um dos favoritos à conquista da Copa Libertadores. Outro destaque é o zagueiro Paulo André, que, além de grandes idéias a respeito dos bastidores do futebol, também contribui muito dentro de campo. Contratação “cirúrgica”. É o tipo de jogador que engrandece um elenco. Que Fabrício (lateral-esquerdo contratado junto ao Internacional, depois do inexplicável “piti”, quando tirou a camisa e ofendeu os torcedores do próprio time) tenha longas e produtivas conversas com o zagueiro. Tem muito a aprender.

Atlético-MG x Cruzeiro e um muro

Por todo o exposto acima, Libertadores à parte, tem tudo pra ser uma grande semifinal no Campeonato Mineiro, da qual penso não haver favorito. Tomara que o jogo tenha muitos gols e alivie um pouco a depressão desse que é mais um dos nossos esvaziados estaduais.

E segue o jogo.

2 comentários em: “Futebol “en passant”

  1. Muricy: vai tarde, ultrapassado e pedante

    Botafogo: pra quem tem pouco, Taça Guanabara é um alento

    Flamengo: tá mandando bem demais, tomara que continue nessa pegada

    Galo: vem forte

    Cruzeiro: vem forte tb

  2. Fico em dúvida se é uma fria para um treinador hoje em dia assumir o SP ou se é uma boa, já que tem muito a melhorar esse time.

Deixe sua opinião e colabore na discussão