Gigante Flamengo

Créditos da imagem: lancenet.com.br

Em entrevista publicada recentemente no Estado de São Paulo, o Presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, entre outros assuntos, falou a respeito da dívida do clube. Segundo o dirigente, o montante, que era de 750 milhões de reais no final de 2012, hoje estaria por volta de 570 milhões. Isto quer dizer que, no período de dois anos, o Flamengo reduziu a sua dívida em impressionantes 180 milhões de reais!

Com atitudes corajosas e responsáveis logo no início de seu mandato, como a contratação de uma empresa internacionalmente reconhecida de auditoria (Ernest & Young); a devolução do então caríssimo Vágner Love ao seu antigo clube na Rússia e a dispensa de atletas olímpicos como César Cielo e Diego Hypolito (uma pena, mas compreensível pelo momento financeiro), Eduardo Bandeira de Mello vai dando mostras de que é possível gerir e despertar um gigante adormecido e endividado.

E, falando do futebol dentro de campo, vai conseguindo montar uma equipe forte e equilibrada, com alguns bons reforços pontuais, como Everton e Marcelo Cirino.

Fazendo alguns retoques (investimento na base e em um centro de treinamento à altura do Flamengo) e não “perdendo o prumo” (vejo com reservas, por exemplo, a contratação do Montillo, especulada para o meio do ano, não pela qualidade do jogador, mas pelos altos valores que se comentam), Eduardo Bandeira de Mello tem tudo para fazer do Flamengo uma referência de gestão esportiva no Brasil e um gigante em nível mundial.

Que torcida e imprensa tenham inteligência e grandeza para compreensão desse momento, que pode vir a ser um marco do nosso futebol.

Flamengo x Vasco
Diante do temporal que tornou impraticável o futebol entre as equipes no Maracanã, acredito que o Flamengo possa sim curtir a quebra da invencibilidade do seu rival Vasco, já que a vitória não deixa de ser um feito por si só, mas, por outro lado, penso que não deve abalar a confiança do Vasco, time organizado e bem conduzido pela grata surpresa Doriva. Porém, faço a ressalva de que, para o Brasileirão, o time cruzmaltino deve se reforçar, a fim de não correr riscos e, quem sabe, almejar algo além da permanência da equipe na primeira divisão.

Guerrero e Ricardo Oliveira
Ao lado de Leandro Damião, que dá sinais de plena recuperação no Cruzeiro, Guerrero e Ricardo Oliveira, ambos com contrato perto do fim com seus respectivos clubes, têm sido os melhores camisas 9 do ano atuando no Brasil.
Que jogadores e clubes cheguem a um consenso razoável para todas as partes e o “fair play financeiro” (termo que a FIFA adora) prevaleça.
Caso a pedida seja alta demais, além da capacidade financeira dos clubes, que estes mirem-se no exemplo de austeridade do Flamengo e agradeçam aos atletas – genuinamente, sem rancor ou qualquer ponta de ironia – pelos serviços prestados e que cada um siga o seu rumo.

E segue o jogo.

2 comentários em: “Gigante Flamengo

Deixe sua opinião e colabore na discussão