Há três anos uma trama envolvendo muita gente tirou a Portuguesa da Série A, e a olham caindo até a D. Por que não tentam reparar o erro?

Créditos da imagem: Montagem / No Ângulo

Futebol se alimenta de gols, no gramado. Quanto mais, melhor. E de rivalidade sadia fora dele. Quanto maior, melhor.  Essas duas verdades se mostram mais nítidas quando entre os “litigantes” há equilíbrio.

Seria um desastre para o esporte se, por exemplo, Internacional ou Grêmio desaparecessem do mapa. Ou mesmo um deles se tornasse tão mais fraco que o outro, a ponto de “sumir” a rivalidade que de fato os sustentam. É como o veneno nas cobras.

Vale para os times gaúchos e vale para todos em todos os estados e países. Real e Barcelona precisam ser sempre fortes na rivalidade para serem nos gramados. Ponte Preta e Guarani. Botafogo e Comercial. Flamengo-Vasco-Fluminense-Botafogo, no Rio. E assim vai…

No futebol paulista, como se canta na marchinha de Carnaval  – “zum-zum, zum-zum, zum-zum tá faltando um”. No quinteto tradicional, está faltando a Portuguesa. Primeiro time de tantos, segundo time de todos. Um erro que precisa ser corrigido.

Não falo do erro – que muitos dizem ser criminoso -, cometido por pessoas, na certa mais de uma, no caso do jogador Héverton, de forma safada (quero crer) escalado, quando não podia, em uma partida pelo Brasileiro de 2013, que levou a Lusa a perder quatro pontos. O bastante para derrubá-la da 12ª colocação para a 17ª. E, como consequência, para a Série B. Depois para a C. Agora na D.

Não quero tratar da condenação dos culpados, um caso de polícia, que dizem ter sido bem apurado, chegando-se, até, à grana depositada no Uruguai – esse Uruguai que – quem diria? – foi muito além da liberação dos cigarrinhos e dos charutões fabricados com a erva dos sonhos – para se tornar um paraíso fiscal, lavador de dinheiro, depositário de diamantes.

Quero dizer é que, se não acham uma boa encanar os envolvidos, “para evitar males maiores”, que pelo menos ajudem a recuperar a parte mais fraca, inocente, desse embrulho todo, o clube, a sociedade, o time. Salvar como, brincando ou não, graças à boa rivalidade, corintianos e palmeirenses dizem que há muitos anos salvaram o São Paulo fazendo o “jogo da barrica”.

Como o governo brasileiro fez com o Botafogo, tomando General Severiano para quitar dívidas e depois o devolvendo como presente. Como o governo espanhol de Franco fez com o Real.  E, de alguma forma, como estão fazendo com a Chapecoense. Não quero que o governo se envolva nessa tarefa. Não quero que perdoem suas dívidas, como de resto de nenhum outro. Não é por aí.

Acho que a tarefa de devolver à Lusa, três vezes Fita Azul, duas vezes campeã do Rio-São Paulo, a oportunidade de voltar a ser um timaço como foi nos tempos de Muca, Djalma Santos, Nena, Brandãozinho, Ceci, Julinho, Renato, Pinga, Simão, Eneas, Leivinha, Dener – épocas diferentes – é da Federação, da CBF, dos clubes.

Da CBF, que fingiu que a escalação do Héverton foi só um erro administrativo do clube. Da Federação. Do São Paulo, que vendeu para ela o Canindé. Do Santos, que não pode esquecer a divisão do título em 1973, ajudado pela anulação de um gol legítimo de Cabinho. Não haveria o erro de Armando Marques na contagem dos pênaltis. Do Palmeiras, que levou Leivinha na maciota. Do Corinthians, que “roubou” dela Ditão, Nair, Zé Maria, além da chance daquele título de 1998, graças ao árbitro argentino Javier Castrilli…

Um passo nesse sentido está sendo dado por Emerson Leão, tão contestado, criticado, fazendo consultoria sem receber. Por uma nova e jovem diretoria sem recursos próprios, mas cheia de disposição. É muito pouco, ainda. Que os culpados tomem uma atitude, ainda que seja pelo remorso.

16 comentários em: “Há três anos uma trama envolvendo muita gente tirou a Portuguesa da Série A, e a olham caindo até a D. Por que não tentam reparar o erro?

  1. Perfeito, Mestre José Maria de Aquino! Vários clubes se mobilizaram por causa da comoção (mais do que acertada) que houve em relação à Chapecoense, mas nada fazem para evitar o desaparecimento da Portuguesa, que foi apunhalada e tem quase um século de tradição!

    Adorei a sua ideia, deveria virar uma campanha!

    1. Laudo Natel comemorou há poucos dias 95 anos bem vividos…Sobre salvar o Bambi não sei do que se trata…rss

  2. Porque o nosso Futebol é vendido… E a Portuguesa não rende PODER E DINHEIRO A NINGUÉM!!!! Infelizmente essa é a realidade de um Futebol que é comandado por Dinossauros, despreparados, e a Dona CBF que poderia ser justa com os clubes menores… Da as costas pra quem não lhe da Dinheiro e Podres Poderes… A Portuguesa com seus Dirigentes incompetentes foi vendida por tão pouco, e não soube mais voltar, muito triste, mas, corre-se o risco de alguns não mais existir a Querida e Tradicional Lusa do Canindé… Que já deu tantos CRAQUES e alegrias aos amantes do Futebol Brasileiro. Agora, como bem escrito nesse texto, estão tentando através do Professor Emerson Leão (POSSO CHAMA-LO DE PROFESSOR, POIS JÁ FUI SEU ALUNO, EM UM CURSO PARA TREINADORES DE FUTEBOL) um cara extremamente competente… Capaz de ajudar, se o deixarem trabalhar, para quem sabe com outros Profissionais tirar a querida Lusa desse Mar de lama… #segueObaile

  3. O governo não devolveu General Severiano. O Botafogo trocou um valorizado terreno na praia de Botafogo pela sede , que por ser tombada, tinha pouca ou quase nenhuma atratividade para a Vale do Rio Doce , sua proprietária desde 1977
    No terreno da praia de Botafogo , a Vale construiu o sofisticado Centro Empresarial Mourisco

  4. Parabéns pela precisa e cronológica crônica , à décadas a Portuguesa de Desportos vem sendo roubada, esbolhada , surrupiada é usada como massa de “rolos” , por que seus “dirigentes” imbuídos de má fé.Pena conseguiram acabar com uma comunidade esportiva , briosa , gloriosa (o time de futebol Brasileiro que mais o dignificou ,antes de ser campeão em 1958). Num País sem memória , seria muito querer que se lembrem da PORTUGUESA e sua HISTÓRIA .

  5. PARA DE UMA VEZ POR TODAS ENTENDER O QUE OCORREU NO “CASO HEVERTON”…

    a matéria do globo esporte que dizia, através do “vazamento” fajuto de um e-mail do flamengo, que o jurídico do flamengo admitia erro na escalação do andré santos, fazia parte da armação, será que é dificil entender?? a “matéria” é um “vazamento” proposital da caixa de e-mail do flamengo, onde sua diretoria “assume” que “errou” na escalação” do andré santos…. ora, se o flamengo errou e foi punido, a armação está feita… punem-se “times grandes e com grande torcida” e, “igualmente”, e “supostamente sem distinção entre um e outro”, também punem-se times com torcidas menores e com menor “força política”, como a Lusa, de forma a “aparentar isonomia” na punição e no tratamento aos dois clubes…. tudo uma armação, de forma a passar a mensagem mentirosa e subliminar de que, caso não houvesse a punição do heverton, o “rebaixado” seria o flamengo, claramente uma lorota, que gerou até um “livro” dum palhaço torcedor do fluminense chamado coronel paul, onde “vende a versão” de que o flamengo comprou a Portuguesa para não ser rebaixado, claramente para desviar o foco e “criar uma lenda”, dentre tantas outras “lendas” do futebol brasileiro, com “mil e uma versões” fantasiosas propositalmente divulgadas e “promovidas” pela globo e outros meios de comunicação, num óbvio “corporativismo midiático” para proteger a globo, visando “confundir” o torcedor comum e “criar a ilusão de um caso insolúvel” …. o flamengo, na armação, fez uma ponta na novela para ajudar a salvar o fluminense, numa armação de bastidores que envolveu unimed/fluminense, flamengo, cbf, globo, stjd, sestário e o fdp do “manuel da lupa”, que vendeu a vaga para a unimed e fudeu a Portuguesa…. a Lusa não tem culpa, está quebrada por causa disso…. o dinheiro não foi pro Canindé… a Portuguesa é a maior vítima da tramóia!

    assim como lula é ladrão, e não faz de nosso povo um povo de ladrões, igualmente um ladrão que lesa um clube não faz desse clube um clube de ladrões, embora “infelizmente tenha outros” lá no Canindé…. agora já pensou aonde iria parar a credibilidade da globo ao provarem que ela participou da armação para proteger um patrocinador de 15 anos do campeonato brasileiro, a unimed ???? além de patrocinar as cotas da globo por 15 anos (lembram das placas da unimed ao redor do campo, em todos jogos transmitidos pela globo, isso durante 15 anos????) a unimed tinha investido uma fortuna adicional em 2013, passando a “patrocinar” também a cbf para a copa, visando alavancar a marca na copa do mundo do Brasil e internacionalizar o plano de saúde (lembram de todas entrevistas na granja comary na copa com banners da unimed atrás dos entrevistados, o plano de promover o fred e vender para o barcelona depois da copa, que acabou comprando o luiz soares, e o amistoso “arranjado” às vésperas da copa entre fluminense e seleção da Itália????) kkkkkkkk!!!!!!

    e ainda tem a “atuação teatral” do advogado da cbf, o ex-presidente dos bambis carlos miguel aidar, posteriormente expulso da presidência do são paulo por roubar o clube, que “costurou um acordo sinistro de bastidores” com o então promotor público roberto senise, afastado pouco tempo depois do ministério público também por denúncias de envolvimento em casos de corrupção (o mesmo promotor que, além das reuniões com carlos miguel aidar, também teve “reuniões de averiguação” com os conselheiros da Portuguesa alexandre barros (eleito presidente da Lusa nas últimas eleições de dezembro/2016) e luis yauca, com manuel da lupa e com josé maria marin, então presidente da cbf, hoje preso pelo fbi em nova iorque )….
    http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2013/12/troca-de-e-mails-expoe-discordia-no-flamengo-sobre-caso-do-stjd.html

  6. Ah parem de chorar seus lunáticos…. a Lusa só caiu por culpa dela mesma, de ter um time de chuta chão, com péssimos dirigentes… agora façam o favor, parem de chorar e tratem de apoiar os jogadores a jogar mais futebol, sem mais !

Deixe sua opinião e colabore na discussão