Hoje tem Grêmio – e Geromel – na Libertadores

Créditos da imagem: Zimbio

GeroDEUS, contra o óbvio

Entre as coisas mais difíceis do planeta, certamente está ser zagueiro em time gaúcho, principalmente no aclamado, caracterizado e definido Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense.

Que diabos fez um rapaz de cabelo “global” e sem cara de carrancudo tornar-se o maior zagueiro pós-Rivarola no Tricolor dos Pampas?!

Sua impiedosa qualidade.

Meados de dezembro de 2013 e Rui Costa – relação amor e ódio – anuncia o “tal” Pedro Geromel, vindo da “Segundona Espanhola”. Primeiro “óbvio” saiu na apresentação: absolutamente ninguém se empolgou. Justo. Tchê, o vivente estreou fazendo gol contra e isso aqui no Sul é praticamente assinar a rescisão contratual, não importa quem seja, ainda mais um vivente estranho, meio que “molenga” e vindo do “glorioso” Mallorca.

O segundo “óbvio” vem aí: não entendemos absolutamente nada, somos uma tropa de insanos que atrás do gol canta e alenta pelo clube do coração. Foi dada uma segunda chance pro vivente e aí, rapaz… Começamos a ficar sem assunto. Quem somos? Sem poder cornetar um zagueiro com tais absurdas características? Nada.

Pedrinho, Pedrão, Pedroca, ou simplesmente GEROMITO começou uma caminhada dentro do clube que emudece eu e todos que queríamos um novo Domingos, quem sabe um Claudiomiro melhorado, sem cometer dezessete penais por jogo… Fomos traídos, o Grêmio nos traiu com essa absurda contratação. Hoje não é possível imaginar um Grêmio sem Geromel, é tipo “Eduardo e Mônica”.

A convocação para a Seleção foi mais uma “obviedade” e não há um único GAÚCHO – leia-se gremista e colorado – que não julgue que Geromel merece estar entre os 4 defensores da Amarelinha (ainda dá, Tite).

Nós, arrependidos e humilhados, hoje, aplaudimos, enaltecemos e pedimos aos deuses tricolores que Geromito siga conosco para todo sempre.

O “novo” Grêmio COPERO é GeroDEUS e mais 10.

Rumo ao título de mais uma Copa Libertadores!

 

Prováveis escalações:

BARCELONA-EQU
Banguera; Velasco, Aimar (Luis Caicedo), Arreaga e Pineida; Minda, Oyola; Esterilla, Damián Diaz e Vera; Ariel Nahuelpán
Técnico: Guillermo Almada

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Arthur; Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios
Técnico: Renato Portaluppi

 

Leia também:

Análise: com feitos relevantes nesta edição, Barcelona de Guayaquil deve dificultar a vida do Santos nas quartas da Libertadores

6 comentários em: “Hoje tem Grêmio – e Geromel – na Libertadores

  1. Os brasileiros são muito prepotentes, o Barcelona tem tudo para eliminar o Grêmio, este que está longe de seus melhores dias.

  2. Normalmente eu detesto este argumento, mas para o Geromel eu acho que realmente se aplica: se ele jogasse no eixo Rio-São Paulo, certamente teria tido muito mais chances na Seleção!

Deixe sua opinião e colabore na discussão