W3vina.COM Free Wordpress Themes Joomla Templates Best Wordpress Themes Premium Wordpress Themes Top Best Wordpress Themes 2012

Mais uma vitória na Santa Fé da reconstrução de Tite

56d7a57e9c0bf

Créditos da imagem: Lance/Miguel Schincariol

Imagine se, depois de abrir o Mar Vermelho para a passagem dos filhos de Israel, Moisés fosse procurado por um anjo com a seguinte mensagem: “essa foi boa, mas vamos ter que fazer a mesma prova no Oceano Pacífico”. Ou se Hércules, após cumprir sua penitência de 12 trabalhos, recebesse a mensagem dos Deuses de que teria mais duas séries pela frente: uma de 24 e outra de 36. Haja paciência!

Guardadas as proporções, Tite pode falar a mesma coisa. Depois de montar o time que foi campeão mundial, teve que fazer uma equipe totalmente renovada chegar ao hexa brasileiro. E, agora, precisa mesclar reforços modestos com ex-reservas para armar um time em condições de encarar o ano de 2016, começando pela Libertadores. Haja paciência!

Mas a vida implica muitas vezes em mudanças. E mudanças bem feitas requerem sempre perseverança. Isso Tite parece ter aos montes. Também é preciso confiança da torcida. Nisso, parece que ele também tem doses consideráveis – algo que sempre requer confirmação.

Ver o jogo desta quarta-feira contra o Santa Fé foi um sofrimento grande na comparação com o que se via no time do hexa de 2015. E aquela equipe de 2015 foi muitas vezes um sofrimento em relação ao time campeão brasileiro, da Libertadores e do Mundial na epopeia de 2011/2012.

Diante de tudo isso, Tite mantém a energia no banco. Está evidente que o time foi bem treinado, sabe como jogar. O problema é que alguns não conseguem o desempenho que precisariam. Mas é esta a realidade do futebol brasileiro. Duas vitórias em dois jogos na Libertadores, sem convencer ainda, é mais do que se esperava em resultados, mesmo que com menos do que se deseja em desempenho. Isso é o que o Corinthians tem hoje. Só resta desejar toda força ao Adenor.

Análise: Dunga erra ao convocar os “chineses” Gil e Renato Augusto. E mais
Crise “Made in China”

Escrito por:

- possui 94 artigos no No Ângulo.

Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Redator, repórter, pauteiro e editor-assistente da editoria de Esportes da Folha. Trabalhou também na Folha da Tarde, Agora São Paulo, BOL, AOL e UOL. Paulistano, acompanha de perto o futebol desde a época em que os camisas 10 dos grandes times paulistas eram Pelé, Rivellino, Gérson/Pedro Rocha, Ademir da Guia e Dicá.

Entre em contato com o Autor

7 respostas para “Mais uma vitória na Santa Fé da reconstrução de Tite”

  1. É bem isso, parece que são dadas missões cada vez mais difíceis para o Tite.

    É sempre muito arriscado fazer projeções, mas eu ainda acho que pode resultar em um time forte. Comparando com os jogadores do ano passado, penso que o elenco do Corinthians ganhou em talento, poder de fogo e dinamismo.

    Eu ainda estou surpreso com o que vem jogando o Rodriguinho. Alguém imaginava que ele pudesse jogar isso?

    • Rodriguinho já foi “o cara” do América-MG (onde atuava quando eu comecei a ouvir falar dele) e vira e mexe era sondado para ir para o Santos, o que acabou não acontecendo. Parece que está engrenando no Corinthians e tem sido decisivo em 2016. O Tite está se mostrando – entre outras coisas – um verdadeiro recuperador de jogador, é disparado o que temos de melhor por aqui.

    • Nossa mano,como é bom ouvir quem entende de futebol,eu vi variad pessoas dizendo quê perdemos no elenco kkk .

  2. Quando esse time começar a perder vai ser um apagão geral

  3. Aí eu pergunto !
    Oque faz um palmeirense aqui no link do Corinthians?
    Resposta; procurando o mundial kkkkkkkkk


Deixe um comentário

Enquete

Qual o maior técnico brasileiro dos últimos tempos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Colunistas

Gabriel RosteyGabriel Rostey

Nascido dias após a seleção de Telê encantar o mundo e não levar o caneco na Copa da Espanha, esse paulistano atua e segue aprofundando estudos nas suas principais paixões: futebol e cidades. Especialista em gestão do esporte, como jornalista também encara o futebol como fenômeno cultural.

Emerson FigueiredoEmerson Figueiredo

Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Redator, repórter, pauteiro e editor-assistente da editoria de Esportes da Folha. Trabalhou também na Folha da Tarde, Agora São Paulo, BOL, AOL e UOL. Paulistano, acompanha de perto o futebol desde a época em que os camisas 10 dos grandes times paulistas eram Pelé, Rivellino, Gérson/Pedro Rocha, Ademir da Guia e Dicá.

José Maria de AquinoJosé Maria de Aquino

Em seus mais de cinquenta anos de carreira, teve passagem marcante pelos principais veículos de comunicação do país, de todos os tipos de mídia, como Rede Globo, SporTV, Revista Placar, O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde e Portal Terra. Além de um expoente do jornalismo esportivo brasileiro, também é advogado de formação.

Gustavo FernandesGustavo Fernandes

Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, não resiste a um bom debate sobre esportes, desde futebol até curling. São-paulino, é fundador e moderador do Fórum O Mais Querido (FOMQ). Não esperem ufanismos e clichês. Ele torce, mas não distorce.

Jorge FreitasJorge Freitas

“Prata da casa” oriundo da Coluna do Leitor, este internacionalista é tão louco por futebol que tratou do tema até em seu TCC. Mestrando em Análise e Planejamento em Políticas Públicas, neste espaço une o gosto por escrever com a paixão pelo esporte mais popular do mundo.

Fernando PradoFernando Prado

Natural de Brasília, mas residente em São Paulo desde que se conhece por gente, é um apaixonado por esportes e pela “sétima arte”. Jornalista e advogado, busca tratar o futebol com a descontração que lhe é peculiar, com o compromisso da boa informação e opinião consistente.

Fernando GaviniFernando Gavini

Jornalista há 19 anos, já cobriu Copa do Mundo, NBA, Nascar, Pan, Mundial de vôlei, Copa do Mundo de ginástica, Libertadores e as principais competições do futebol nacional. Começou no A Gazeta Esportiva, passou pelo site do Milton Neves, Agência Estado, Agora São Paulo, Terra, ESPN e está na TV Gazeta. A trabalho, conheceu 8 países, 18 estados do Brasil e mais de 100 estádios.

Assinatura por e-mail

Arquivos

©2017 No Ângulo - Todos os direitos reservados