Melhor do mundo? O que um verdadeiro “parça” de Neymar deveria dizer a ele

Créditos da imagem: BOL

Pela primeira vez, acho que Neymar pisou feio na bola. Sem boa assessoria e evitando – no que faz bem – ser guiado por jornalistas que gostam de mandar (mas não fazer), acho que um de seus “parças” bem que poderia falar algumas coisinhas nos ouvidos dele

Tenho idade, mas não sou velho. Perguntam quantos anos tenho e respondo que, imagino, uns quatro, cinco… Quando olham feio, explico que os anos que já tive somam 84. Ninguém tem o que já gastou. Tratando-se de anos, os que já viveu. Por isso se deve viver e gastar bem. Da melhor forma possível. Que é aquela da qual não se arrepende. Quer ser “porra louca”? Seja. Quer ser “careta”? Seja. Só não se arrependa e lamente depois. Como evitar isso? Esse aborrecimento? Pensar sempre três vezes antes de decidir. Após isso, um abraço.

Tenho idade, mas não sou velho. Velho é a… Não, não vou dizer que é a mãe, porque tem tantas mães jovens e belas. Tantas mães jovens com cabeça mais antiga que as avós. Mães chegadas aos 70/80, de cabeça mais leve e atual que netas. E vamos por aí. Tem garotão que curte funk e está na dele. Tem garotão – falando só de tempo vivido – que curte música clássica, tango, samba, valsa etc, e está na dele. Tem garotão que curte rock e pop. Até andam falando que o Rock in Rio não é mais rock porque é pop… Mas é bom não insistir nessa tese, para que os organizadores não acabem bronqueando, por quererem rebatizar a festa para Pop in Rio.

Tenho idade para falar de Zizinho, mas não falo de Leônidas da Silva. Vi vários jogos de um e só dois ou três do outro. Não falo pelo que ouvi em rádio ou ouvi falar.

Tenho idade, vi, aplaudi, entrevistei, sou fã e conheço de perto, de papos informais, de Zico, Paulo César Caju, Jairzinho,Rivelino, Gérson e tantos outros. Entre eles, claro, Pelé. Vi Cruyff, Kempes, Neskeens, Ruud Gullit, Alonso, Eusébio, uma pá de apelidados “Pelé” branco, moreno, negro… Nenhum, nem de longe, igual a ele, o Rei.

Vi Maradona e vejo Messi, este mil vezes melhor que aquele. Modesto e sem marketing. Bola nos pés dele para as redes. Boca fechada, ao contrário do gordinho. Craque sim. Mas longe do “mudinho”. Não é por falar muito que Maradona, sim, um craque, é inferior a Messi. É pelo que um fez e o outro faz e ainda fará por mais sete anos – tem 30 – em campo. Com a cabeça, os pés e nada mais.

Menos craque, mais falante, assim também cabe falar de Cristiano Ronaldo. Jogador e goleador. Um ponto abaixo de Messi, jogador, goleador, cérebro de um time. Sim, Messi faz tudo que Cristiano Ronaldo faz e mais – arruma o time. Cria, vai e decide. Se tivesse um time e pudesse, claro, contrataria os dois. Se desse só para um, nem piscaria os olhos – Messi.

Tenho idade, mas não me apego ao passado nem tenho medo ou bronca do presente – e tenho os olhos sempre voltados para o futuro. Falando só de esportes, não ligo, não critico e, em muitos casos, até elogio o que alguns fazem quando fora do trabalho. Acho mesmo que os parças Hamilton e Neymar têm mais é que curtirem a vida quando longe das pistas e dos campos. Amar as baladas e as belas mulheres que os procuram. Se você acha que elas os procuram por causa da fortuna que ganham, critique a elas. No mais, é pura inveja.

Mas, quando estão trabalhando, a coisa muda de figura. Tirando as exageradas encenações e uma ou outra “frescura” para humilhar os adversários, bato palmas para as jogadas de Neymar. A facilidade com que toca na bola, com que encara o adversário e chega ao gol. Nasceu bafejado por Deus e tem tudo para ser coroado o melhor do mundo nas eleições de revistas e da Fifa, como Messi e Cristiano Ronaldo têm sido. “Amando” belas mulheres e marcando gols, dando espetáculos. Esforçando-se ou não para ser coroado. Só não deve, não precisa, forçar a barra. Não precisa evitar concorrentes. Ao contrário, deve vencê-los. Fazer por onde exijam que ele cobre também os pênaltis, e não exigir cobrá-los.

Todos sabem do que estou falando. Algum dos “parças” que ele curte – e faz muito bem – poderia contar a ele que um dia um árbitro expulsou Pelé de campo e a torcida exigiu que ele voltasse – saindo o árbitro.

Leia também:

– Menos, Neymar, menos. Mas menos você também, Cavani!

11 comentários em: “Melhor do mundo? O que um verdadeiro “parça” de Neymar deveria dizer a ele

  1. Que gosto dá de ler este texto, Mestre José Maria de Aquino!

    Concordo totalmente! Embora eu não ache que o Neymar tenha sido o único a errar (penso que o Cavani também pisou na bola), desta vez foi incontestável e para o mundo todo ver! Se já procuram fazer tudo se voltar contra o Neymar, até quando ele está certo, imagine em um caso desses… e é sempre ele quem tem mais a perder.

    Aliás, eu DETESTO esse prêmio da FIFA de “Melhor do Mundo”. Desde que isso ganhou projeção, parece que é mais importante do que tudo!

    1. Cavani era o cobrador de pênaltis antes do Neymar chegar. Cavani sofreu a falta. Seria justo que cobrasse, pelos dois motivos. Se o Neymar quer ser o cobrador – tornar-se artilheiro – devia conversar antes, ou logo em seguida, com o comando. Obrigado pelas palavras

    1. também acho. E que ele quer ser artilheiro, fazer nome mais ainda. Talvez até tenha cláusula no contrato garantindo gasna por gols…rrss. Só acho que escolheu o momento errado para dizer quem é o xerife…

  2. Caro Jose Aquino, hoje, agora, tomei conhecimento desse site ao trocar ideias e posts com o Emerson Figueiredo, de quem sou amigo. Muito boa a qualidade dos textos em geral e dos seus em particular, bem como dos temas tratados. Muito muito interessante mesmo. Sobre Neymar, gostaria de saber sua opinião sobre as sua transferência ao Barcelona que me parecere meio mutretada, mal contadas, aparentemente gerando prejuízos a quem, se não estou errado, mais do que apenas ter parcela nos contratos, foram quem investiu e acreditou no jogador antes dele ser o Neymar. Todo esse imbróglio gerou ações judiciais variadas aqui e na Espanha. Uma coisa mais se me permite, porque a cobertura desse assunto é tão acanhada?
    Obrigado e parabéns a equipe pela qualidade do site.

Deixe sua opinião e colabore na discussão