W3vina.COM Free Wordpress Themes Joomla Templates Best Wordpress Themes Premium Wordpress Themes Top Best Wordpress Themes 2012

Meu testemunho sobre a “Invasão Corintiana”

imagem_57450_original

Créditos da imagem: corinthians.com.br

Meus amigos, em 1976, eu era casado de novo e uma das coisas que mais sinto foi não ter presenciado o jogo Corinthians x Fluminense, de 05/12/1976.

Foi o maior deslocamento popular por causa de um evento esportivo.

No sábado que antecedeu o jogo, ainda tentei conseguir alvará em casa para viajar para o Rio. Não teve jeito. Resolvi então ir ver os ônibus da Gaviões da Fiel estacionados na rua Santa Efigênia que sairiam à meia-noite. Nem na rodoviária se via tantos ônibus. Veio um rapaz meio choramingando perto de mim falando: por favor, compre a minha passagem, não poderei ir, minha mãe está doente. Puxa, que tentação. Mas lembrei-me do ultimato recebido em casa: se você for não precisa voltar.

No domingo, desde as 10h, a Jovem Pan estava a postos com a equipe de Osmar Santos. Quando deu 1h da tarde, metade do estádio estava tomado pela torcida paulista e o presidente Francisco Horta falou ao vivo na Pan: “Sensacional, nunca vi nada igual. Vou imediatamente clamar para a torcida do Fluminense comparecer em massa”.

E foi isso que aconteceu. Público de 146.043 pagantes (!).

Lembro-me que desde as 11h fiquei concentrado na sala à espera da partida na TV. Com gols de Carlos Alberto Pintinho aos 18 e Ruço aos 29 do primeiro tempo, tivemos o jogo terminado em 1 x 1 . A chuva que caiu beneficiou o Corinthians, menos técnico. Nos pênaltis, Corinthians 4 ( Neca, Ruço, Moysés e Zé Maria) x Fluminense 1 ( Carlos Alberto Pintinho ). O herói nas penalidades foi o goleiro Tobias.

Apresentar um treinador em março dá nisso
Um filme romântico que não comove mais

Escrito por:

- possui 2 artigos no No Ângulo.

Gilberto Maluf é um apaixonado por futebol, já tendo colaborado com cerca de 500 artigos para o Blog História do Futebol.

Entre em contato com o Autor

9 respostas para “Meu testemunho sobre a “Invasão Corintiana””

  1. Caro Gilberto Maluf, embora sequer tivesse nascido à época da “invasão”, eu, assim como você, queria ter estado lá e testemunhado esse grande momento do nosso futebol. Obrigado por nos proporcionar essa viagem no tempo. 😉

    • Eu que agradeço Fernando Prado. Como você colocou, existem momentos marcantes através dos tempos.

    • Fernando Prado, um amigo carioca escreveu sobre o evento : Esta passagem me fez reviver mais uma das inesquecíveis tardes que
      vivenciei no Maracanã. A imprensa carioca badalou este jogo durante toda a semana,
      conclamando a torcida não só do Fluminense, mas a carioca para impedir a
      anunciada invasão Corintiana no nosso templo sagrado do futebol. Creio que
      não havia muita crença de que o fato acontecesse e, caríssimo amigo,
      aconteceu! Foi um dos mais belos e inacreditáveis espetáculos que tive o
      privilégio de presenciar.

      Grande parte da caravana Corintiana chegou ao R.J. ainda na parte da manhã
      e antes da ida para o Maracanã fizeram um tour pela cidade. O espetáculo
      despertou entre toda a imprensa um frenesi pelo ineditismo do acontecimento.
      Ainda assim havia certa incredulidade se realmente a torcida ocuparia metade
      das arquibancadas, e aconteceu! Um fato histórico deste quilate,
      só poderia acontecer no Maracanã. Desculpe-me, mais em nenhum outro lugar,
      seria tão apropriado. A alegria da torcida contagiou e emocionou a todos os
      presentes. Acredite que talvez tenha sido um dos jogos em que concentrei as
      minhas atenções muito mais nas monumentais arquibancadas do que no gramado,
      e
      olha que o FLU tinha um timaço, conhecido por aqui como a máquina tricolor.
      Foi simplesmente deslumbrante! Até hoje não sei como classificaria a
      qualidade do jogo, porque o grande espetáculo nos foi proporcionado pela
      fiel torcida do Corinthians. Foi a mais bela demonstração a que assisti de
      amor de uma torcida pelo seu clube. Metade do Maracanã transformou-se, para
      nossa surpresa, em um mar de bandeiras branco e preto. Nos penaltis
      realmente o grande herói foi o Tobias.

    • Que maravilha! Será que o José Aquino cobriu esse jogo?

    • O José Aquino fala que somente 5.000 corintianos foram ao jogo, rs.

    • É incrível ler o texto do Nelson Rodrigues sobre a Invasão! Também vale a pena um texto do Nelson Motta num livro do Fluminense.

  2. Ademir Tadeu (Coluna do Leitor) Ademir Tadeu disse:

    Apesar dos meus nove anos nessa época, tenho na lembrança a história desse jogão e de uma invasão histórica. Como é bom relembrar esses momentos!

  3. Silvio Sep disse:

    Descurtindo essa pagina escrota lixo imunda em 3….2……1


Deixe um comentário

Enquete

Qual o maior técnico brasileiro dos últimos tempos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Colunistas

Gabriel RosteyGabriel Rostey

Nascido dias após a seleção de Telê encantar o mundo e não levar o caneco na Copa da Espanha, esse paulistano atua e segue aprofundando estudos nas suas principais paixões: futebol e cidades. Especialista em gestão do esporte, como jornalista também encara o futebol como fenômeno cultural.

Emerson FigueiredoEmerson Figueiredo

Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Redator, repórter, pauteiro e editor-assistente da editoria de Esportes da Folha. Trabalhou também na Folha da Tarde, Agora São Paulo, BOL, AOL e UOL. Paulistano, acompanha de perto o futebol desde a época em que os camisas 10 dos grandes times paulistas eram Pelé, Rivellino, Gérson/Pedro Rocha, Ademir da Guia e Dicá.

José Maria de AquinoJosé Maria de Aquino

Em seus mais de cinquenta anos de carreira, teve passagem marcante pelos principais veículos de comunicação do país, de todos os tipos de mídia, como Rede Globo, SporTV, Revista Placar, O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde e Portal Terra. Além de um expoente do jornalismo esportivo brasileiro, também é advogado de formação.

Gustavo FernandesGustavo Fernandes

Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, não resiste a um bom debate sobre esportes, desde futebol até curling. São-paulino, é fundador e moderador do Fórum O Mais Querido (FOMQ). Não esperem ufanismos e clichês. Ele torce, mas não distorce.

Jorge FreitasJorge Freitas

“Prata da casa” oriundo da Coluna do Leitor, este internacionalista é tão louco por futebol que tratou do tema até em seu TCC. Mestrando em Análise e Planejamento em Políticas Públicas, neste espaço une o gosto por escrever com a paixão pelo esporte mais popular do mundo.

Fernando PradoFernando Prado

Natural de Brasília, mas residente em São Paulo desde que se conhece por gente, é um apaixonado por esportes e pela “sétima arte”. Jornalista e advogado, busca tratar o futebol com a descontração que lhe é peculiar, com o compromisso da boa informação e opinião consistente.

Fernando GaviniFernando Gavini

Jornalista há 19 anos, já cobriu Copa do Mundo, NBA, Nascar, Pan, Mundial de vôlei, Copa do Mundo de ginástica, Libertadores e as principais competições do futebol nacional. Começou no A Gazeta Esportiva, passou pelo site do Milton Neves, Agência Estado, Agora São Paulo, Terra, ESPN e está na TV Gazeta. A trabalho, conheceu 8 países, 18 estados do Brasil e mais de 100 estádios.

Assinatura por e-mail

Arquivos

©2017 No Ângulo - Todos os direitos reservados