Minha seleção do Campeonato Brasileiro 2017

Créditos da imagem: Montagem / No Ângulo

Como estamos na época de indicação dos melhores jogadores e técnicos do Campeonato Brasileiro, arrisco aqui indicar os que considerei melhores em 2017. É importante esclarecer que é uma eleição dos melhores do BRASILEIRO, não da temporada nem da Libertadores, Sul-Americana ou Copa do Brasil.

Gatito Fernández
O goleiro do Botafogo foi salvador em vários momentos importantes do Campeonato. Deixou o ídolo Jefferson no banco e teve atuações marcantes. Por estar em um time que surpreende pelos resultados obtidos com um elenco reduzido, o considero titular, à frente de Vanderlei (Santos) e Cássio (Corinthians), que também merecem elogios.

Fagner
O lateral corintiano mantém um padrão regular de boas atuações. É peça fundamental no esquema de Fábio Carille. Está à frente de Marcos Rocha (Atlético-MG) e Edilson, que se recuperou no Grêmio do terrível período de Corinthians.

Geromel
Mesmo poupado em alguns jogos do Brasileiro, mostrou qualidade quando acionado, ficando à frente de Pablo (Corinthians) e Mina (Palmeiras), que foram prejudicados por contusões.

Balbuena
É o xerife da excelente zaga corintiana. Teve atuações muito boas como líder da defesa e responsável pelas saídas de bola para o ataque. Superou o incansável Juan (Flamengo) e a promessa Lucas Veríssimo (Santos).

Guilherme Arana
Apesar de ter caído de produção no segundo turno, a atuação do corintiano Arana no primeiro foi de alto nível. No conjunto, e pela colaboração dada no título de seu time, fica à frente de Diogo Barbosa (Cruzeiro) e  Victor Luis (Botafogo).

Arthur
O volante gremista é uma das mais agradáveis revelações do ano. Suas atuações consistentes lhe deram até uma chance na Seleção. Supera Gabriel (Corinthians) e Petros (São Paulo).

Hernanes, Moisés e Ramiro
O Profeta Hernanes transformou o São Paulo. É talvez o maior responsável pela sobrevivência do time na Primeira Divisão. O palmeirense Moisés tem rara qualidade na ligação para o ataque. E o gremista Ramiro pode não ter o futebol mais vistoso, mas tem uma dedicação e a consciência de posicionamento que o fariam titular em qualquer time do país. Estão à frente de Diego (Flamengo), Thiago Neves (Cruzeiro) e de Rodriguinho (Corinthians).

Luan
O gremista, mesmo poupado e contundido em algumas partidas, se consolidou como um dos grandes atacantes do Brasil, em que pese ter tido concorrentes de muito talento como Dudu (Palmeiras) e Bruno Henrique (Santos).


Essencial para o heptacampeonato corintiano. Deu a volta por cima com sobras. E teve concorrentes de peso como Dourado (Fluminense) e Ricardo Oliveira (Santos).

Fábio Carille
Excelente trabalho à frente de um elenco inferior em quantidade e qualidade a muitos rivais. Foi superior a Renato Gaúcho. Menções honrosas a Carpegiani, que deu um salto com o Bahia, e a Dorival Júnior, que conseguiu remontar o São Paulo a partir do zero.

Craque do campeonato: Jô

14 comentários em: “Minha seleção do Campeonato Brasileiro 2017

  1. Legal a seleção! Acho que discordo principalmente no gol (colocaria o Cássio) e jogaria com o Bruno Henrique na ponta.

    O meio é o setor em que mais dá variação nas seleções deste ano, né?

      1. PESQUISE QUANTAS DEFESAS CADA UM FEZ, QUANTAS DEFESAS DIFÍCEIS CADA UM FEZ, QUEM FOI MAIS DECISIVO PARA O SEU TIME…

        UM DOS MELHORES CAMPEONATOS DE GOLEIRO QUE EU JÁ VI NA VIDA!

        PARA QUE TIME OS AMIGOS AÍ TORCEM, HEIN?!

  2. CADÊ O VANDERLEI, MEU AMIGO?

    GATITO É SACANAGEM, NESSA RETA FINAL ATÉ OS BOTAFOGUENSES RECLAMARAM DELE!!!

  3. Ninguém jogou 1/3 do que o Vanderlei jogou. Santos está na fase de grupos graças a ele. Liam foi um monstro na libertadores, mas estamos falando de seleção do BR né!? Onde o Bruno Henrique foi 100x melhor que o luan. Mas, cada um escreve aquilo que quer.

  4. Únicos responsáveis por colocarem o fraco elenco do Santos em 3º foram Vanderlei e Bruno Henrique.

Deixe sua opinião e colabore na discussão