O mote “campeonato manchado” já está manjado

Créditos da imagem: espn.uol.com.br

O presidente do Santos, Modesto Roma Jr, não foi nada original ao reclamar da arbitragem do jogo Internacional 2 x 1 Santos. Parafraseando Levir Culpi, disse que o “campeonato está manchado” por supostos erros do juiz na expulsão de Lucas Limas e nos cartões mostrados para Ricardo Oliveira e Victor Ferraz, o que tirou o trio do clássico contra o Corinthians.

Quando Levir fez esta acusação, no Brasileiro de 2015, se referia a erros que teriam sido cometidos em benefício do Corinthians, seu rival direto na corrida pelo título. O então técnico do Atlético Mineiro tentou ali fazer uma pressão para deixar a arbitragem e a CBF sob pressão dos torcedores e da mídia. Mesmo que ele tivesse razão nos erros apontados, o Corinthians ganhou o hexacampeonato com autoridade, incluindo um sonoro 3 x 0 sobre o Galo no estádio do Horto, no jogo considerado final antecipada do Brasileiro.

No caso de Modesto Roma Jr., porém, parece haver uma forçada de barra. Primeiro, porque o jogo era contra o Inter, um tricampeão brasileiro, time de grande prestígio, que amargava uma série longa de jogos sem vitórias e estava na lista da degola para a Série B. O resultado tirou o Inter das últimas colocações. Normalmente, a reclamação deveria ser contra um eventual favorecimento ao Colorado, afinal haveria razões de sobra para isso.

E Modesto realmente tocou nessa hipótese, ao dizer que o resultado favoreceu times que brigam para não cair. Mas resolveu ampliar o alcance de sua platitude: disse que o juiz tinha também o objetivo de interferir na briga do G4. Aí forçou a barra. O Brasileiro deste ano caminha cada vez mais para uma definição entre Palmeiras, Flamengo e Atlético Mineiro. São os três melhores times até agora e ninguém parece com muita possibilidade de se meter no meio do trio de líderes.

O Palmeiras lidera, com 46 pontos, à frente de Flamengo (46 e um jogo a mais) e Atlético (42). O Corinthians é o quarto, com 40, e se mantém no G4 mais pela gordura conquistada ainda na era Tite, e que vem sendo consumida com rapidez preocupante por Cristóvão Borges. O Santos está a quatro pontos do Corinthians e a dez do Palmeiras. Imaginar que se constrói um esquema para fazer o time corintiano, em queda de produção e reformulação, superar os três líderes é, como dizem jovens não tão jovens mais, “viajar na maionese”. Até em relação à briga por uma vaga na Libertadores, quando ainda faltam 45 pontos para cada time disputar, é exagerar nas teorias conspiratórias.

Os dirigentes já deveriam ter percebido que o Campeonato Brasileiro é o principal produto nacional no futebol. Movimenta milhões em direitos de transmissões, marketing, licenciamento, publicidade, transação de jogadores, venda de ingressos etc. É um jogo que não pode apenas ser correto, tem que parecer correto. Quando pairam dúvidas, há repercussões diretas na arrecadação, venda de ingressos e de pacotes de per-pay-view. Todos perdem. Além de acabar incentivando a violência dos vândalos infiltrados nas torcidas.

Pedir a cabeça de juízes, de diretores da arbitragem e acusar campeonato de “manchado” é coisa de amador, que não vê o prejuízo que pode causar a todos os participantes da competição-empreendimento, inclusive seu próprio clube.

É preciso que os dirigentes sejam mais inteligentes e atuantes. Há tempos, o futebol brasileiro padece com um STJD obsoleto, com um preparo precário de trios de arbitragens, com a falta de tecnologia para corrigir erros claros, com a divisão desigual de recursos dos campeonatos entre os clubes etc. Seria interessante que os dirigentes se mostrassem modernos e eficientes no enfrentamento destas questões e não arcaicos e falastrões com comportamentos que lembram a época da várzea.

33 comentários em: “O mote “campeonato manchado” já está manjado

  1. Perfeito, Emerson Figueiredo! É um total absurdo que dirigentes ou profissionais se sintam no direito de “denunciar” isso seriamente. Afinal, se fazem isso, é porque “revelam” que o futebol não é sério e coisas assim acontecem.

    Mas se são capazes de fazer isso, que amanhã ou depois aceitem que suas conquistas sejam diminuídas também, afinal, ferem a credibilidade do esporte como um todo.

    Tem que ter é punição pesada mesmo!

    1. Porque não foi o seu time que foi prejudicado. Por tal é simples concordar com o texto, mas beleza, eu não creio que haja favorecimento ao Corinthians mas sim algo claro e mandatório para ajudar o inter.

  2. PODEMOS USAR EUFEMISMOS, OUTROS SINONIMOS, MAS O CAMPEONATO ESTÁ MANCHADO SIM. UMA GRANDE BANDALHEIRA A FAVOR DO INTER E DO TIMINHO DA MARGINAL SEM NÚMERO (COMO SEMPRE).

  3. Galo nao ganha isso nunca
    Pro galo ganhar titulo tem q ser da libertadores ou da sulamericana brasileiro disputando com time do eixo sempre rola aquela ajuda
    Ano passado o corinthias foi beneficiado 6 jogos seguidos e o galo prejudicado
    Ta dando preguiça de torcer pro futebol

  4. Eu discordo totalmente. É de conhecimento de todos que a CBF manipula o futebol brasileiro, ele não dirige ele, e que quem manda na CBF é a Globo. Alguém aqui é capaz de discordar disso? A Globo faz pra que o futebol brasileiro se transforme em algo parecido com o espanhol, por exemplo. A anos ela vem tentando elitizar os 2 times de maior torcida e isso é fato. Basta ver a diferença nas cotas de TV. Claro que eles merecem ganhar um pouco mais, só que ganho 3-4x mais que alguns clubes, isso é desaparelho e desleal e a Globo não abre mão disse. Ela controla horário e tudo mais no futebol. Aí eu lhes pergunto: se o Santos sai com um empate ou até mesmo com uma vitória diante do internacional e faz valer seu mando no jogo de hoje, pra onde o Corinthians iria? Estaria fora do G4. Olhe a sequência deles e olhe a do Santos. Seria mais fácil pro Santos se manter go G4. Está na hora de parar de achar quebrou erro ou isso e aquilo. Tudo gira em torno de interesses. Pra eles é perfeito ter esses 2 clubes entre os 4 primeiros. Já pensou na audiência com os dois na libertadores o ano que vem? O sr Raposo entrou em campo com o propósito de tirar jogadores do santos do jogo de hoje. Enquanto vocês acreditarem que tudo é erro e ainda criticarem quem quer apontar a falcatrua, estamos fadados a viver e vivenciar campeonatos como os de 95, de 2005, de 2015. Como o próprio Dualibe disse: o campeão de fato e direito, é o internacional.

    1. Pelé, Mengalvio, Coutinho, Pepe, Giovani, Robinho, Diego, Ganso, Neymar, FelipeAnderson, Gabigol, Geovanio e por aí vai…se for pra falar de todos vou ficar aqui escrevendo vários dias, e seu time seu lixo?? Kd!!!!!

    2. Verdade!
      Antigamente eu não sabia desse futriqueira no futebol.maa depois começar a pesquisa e saber mais o q rola atrás do futebol,e descobri q hoje futebol é negócio e interesses.a ponto de manipular ….o futebol de hoje tá manchado por sujeira q muitos amantes do futebol não sabem ainda .
      Futebol de hoje não mais antigamente q agente iaa torce pros time mas não sabendo quem en vencer ou ganha.hoje não ,os jogos q acontece são tudo manipulado ja entram em Campo aquele time vencedor .

    3. Thierry Tiago Marques você é o típico torcedor que faz a alegria da globo. Aquele torcedor sem cérebro, aquele torcedor fácil de ser manipulado. Eu nem ia te responder, pois você é uma pessoa sem argumentos, talvez até, com a falta de capacidade de argumentar. Mas é isso aí, típico torcedor brasileiro.

  5. Sempre gostei dos textos do noangulo. Mas com toda certeza esse foi o mais infeliz. Óbvio que o Corinthians na Libertadores é algo mais que necessário pra uma enorme parcela de pessoas (principalmente o próprio time da marginal com sua enorme crise financeira, e claro, para toda a mídia). Ou devemos fechar os olhos para o lances bizarros contra Cruzeiro e Figueirense? E coincidentemente bem no pré clássico, o Raposão resolve jogar fora sua carreira por mera implicância ao time santista?
    O que fizeram no Beira Rio mancha MAIS UMA VEZ a credibilidade do futebol, como ja visto em 95 e 2005, entre centenas de outras vezes. É uma pena que o senhor como jornalista, seja condizente com uma sujeira dessa.

  6. É claro que não houve nada demais, foi tudo uma coincidência. O juiz só amarelou e vermelhou 4 dos principais jogadores do Santos sem motivo, só isso. Não há do que reclamar. Na próxima véspera de confronto direto eles expulsam cinco, seis jogadores do Santos e tá tudo certo. Depois convocam mais não sei quantos e o Santos passa 90% do campeonato incompleto.

    Muita justiça. Campeonato imaculado.

  7. É claro que não houve nada demais, foi tudo uma coincidência. O juiz só amarelou e vermelhou 4 dos principais jogadores do Santos sem motivo, só isso. Não há do que reclamar. Na próxima véspera de confronto direto eles expulsam cinco, seis jogadores do Santos e tá tudo certo. Depois convocam mais não sei quantos e o Santos passa 90% do campeonato incompleto.

    Muita justiça. Campeonato imaculado

  8. Se for pra fazer campeonato de pontos corridos assim, que volte o mata-mata. O Santos não consegue repetir duas vezes a mesma escalação, sempre uma penca de convocados, juiz mandado pra amarelar pendurado, janela de transferências no meio do campeonato. O Brasil quer copiar e Europa mas começa pelo teto ao invés de começar pela base. Não dá pra fazer um campeonato de longo prazo nessas condições e achar que tá tudo legal.

  9. Já vi texto tendencioso , mas como este é difícil de engolir, com certeza foi escrito por um corintiano, da para ver a alegria do arbitro ao dar os cartões contra o Santos, ele sabia que numa tacada só estaria tirando um da degola e favorecendo o queridinho da mídia por o Santos jogar desfalcado dos três, só que o imbecil foi afastado por ter dado e expulsado os jogadores errado pois todo mundo sabe que quem ultimamente não esta jogando nada é o Lucas Lima e o Ricardo Oliveira, quando eles não jogam ganhamos com muito mais facilidade é só ver os dois ultimos jogos, e quem não tem condições de ganhar dos dois que estão na nossa frente, o Palmeiras por acaso ganha do Santos na Vila? Só o Flamengo que o Santos vai pegar fora e já viu o histórico das ultimas partidas entre ambos

Deixe sua opinião e colabore na discussão