O título do Flamengo está nas alturas

Créditos da imagem: Rodrigo Gazzanel / RM Sports

O Flamengo jogou a briga pelo título para os ares em apenas uma semana.

No sábado retrasado, contra o Palmeiras, aos 37 minutos do segundo tempo, Paquetá recebeu livre, quase da marca do pênalti, e mandou por cima.

Ontem, contra o São Paulo, Vitinho recebeu de maneira açucarada, quase que na pequena área, só ele e o goleiro, aos 45 minutos da segunda etapa, e mandou por cima um dos lances mais inacreditáveis deste Campeonato Brasileiro.

Por cima também foram quatro pontos, que hoje deixariam o Flamengo a apenas um ponto do líder Palmeiras, situação teoricamente muito mais fácil do que esta que o clube vive hoje, apenas na terceira colocação e com seis pontos de distância para o virtual campeão.

Vitinho, contratado junto ao CSKA por 10 milhões de euros, não compensa o que vale, algo parecido com o que Flamengo fez com Guerrero e Henrique Dourado.

Paquetá, vendido ao Milan por R$ 150 milhões, joga o tanto que vale, e fará muita falta ao clube, já que os grandes lances costumam sair de seus pés.

Já diria Winston Churchill, “por mais brilhante que seja a estratégia, é necessário olhar os resultados”. O Flamengo, de tantos pensamentos de gestão financeira, erra e corre o grande risco de ficar mais uma temporada no quase.

Deixe sua opinião e colabore na discussão