Pela quinta vez em dez anos, deu Botafogo!

Créditos da imagem: Vitor Silva/SSPress / Divulgação

A sofrida vitória da Taça Guanabara pelo Botafogo, na última quarta-feira, representou a quinta conquista do clube nas últimas dez edições da competição. É isso mesmo: desde 2006, o clube da Estrela Solitária tem um aproveitamento muito bom de títulos não só na Taça Guanabara, como também na Taça Rio (cinco conquistas até 2013, já que a partir de 2014 deixou de ser disputada pelos grandes).

Apesar das mudanças impostas pela FERJ, que desconsiderou uma tradição de décadas ao não classificar o campeão diretamente para a final do estadual, não podemos relativizar tanto assim a importância de uma Taça Guanabara. Ainda que antes ela fosse mais importante, sempre vai ter a sua relevância histórica. Além do vencedor ter o direito de jogar por dois empates na semifinal e final, a marca “Taça Guanabara” se confunde com a história do antigo Estado da Guanabara – extinto em 1975 – e do próprio futebol carioca. Sempre foi um troféu desejado por todos os clubes.

O título em si serve para recuperar um pouco o ânimo do clube e de seus torcedores, que sofreram bastante no final do ano passado com o segundo rebaixamento no Campeonato Brasileiro em 12 anos.

Tecnicamente falando, a equipe ainda é muito carente em valores individuais. Mas com o clube combalido nas finanças, não havia outra alternativa a não ser a montagem de um grupo barato e que privilegiasse o coletivo. Independentemente do resultado nas semifinais, já podemos considerar como vitoriosos os primeiros meses de 2015 do clube de General Severiano. No entanto, este ano só poderá ser considerado bom caso o clube consiga superar o desafio da Serie B do Brasileirão.

Até sábado – data da semifinal – a torcida segue comemorando esse aproveitamento de 50% nos títulos da “Taça GB” nas dez últimas edições.  São números expressivos. Para exemplificar, os rivais Vasco e Fluminense têm aproveitamentos pífios nas últimas décadas da competição: o Vasco ganhou pela última vez em 2003, e o Fluminense – adversário de sábado – tem como conquistas mais recentes a de 1993 (tendo como destaque o falecido Ézio) e 2012, quando venceu o Vasco na final, saindo de uma fila de dezenove anos.

Se o ano de 2015 do Botafogo ficar resumido a esta taça conquistada, será uma temporada fraca. Entretanto, com a vantagem de jogar por dois empates nos jogos decisivos, o alvinegro pode surpreender e até ganhar o Campeonato Carioca.

4 comentários em: “Pela quinta vez em dez anos, deu Botafogo!

  1. Concordo plenamente com o autor do texto e ainda acrescento: o ano de 2015 do Botafogo ainda não comecou, só começará em maio.
    Excelente texto!

Deixe sua opinião e colabore na discussão