Razões para apostar em André

Créditos da imagem: Gustavo Garcia – GE

André foi o escolhido do Corinthians para o lugar de Vágner Love, vendido para o exterior no “sacolão corintiano” desse início de temporada.

Contratação polêmica, já que o ainda jovem jogador (hoje com 25 anos) possui uma carreira, digamos, instável e tumultuada fora de campo.

André, assim como seu antecessor, partiu de forma prematura em busca do “sonho europeu” e, quando retornou ao futebol brasileiro, segundo consta, rendeu-se aos “prazeres da vida noturna”, por assim dizer.

E pagou – e ainda paga – caro por isso.

“Menino da Vila”, o talentoso camisa 9 apareceu para o Brasil em 2010 jogando o fino da bola ao lado de Neymar, Ganso e Robinho, naquele inesquecível e encantador Santos comandado por Dorival Júnior.

Com grandes atuações, que fariam com que o então técnico da Seleção Brasileira, Mano Menezes, o convocasse para o escrete canarinho àquela altura, André receberia, ainda em 2010, uma proposta polpuda do Dínamo de Kiev, da Ucrânia, e partiria para essa fria aventura, que, se já seria difícil para uma pessoa madura e instruída, que dirá para um menino de origem humilde, nascido e criado na quente cidade de Cabo Frio, no Rio de Janeiro.

A fim de não me alongar muito, resumirei a trajetória do jogador a partir daí. Do fracasso na Ucrânia, André partiu emprestado para o Bordeaux, da França, e o retorno para o Brasil (já no segundo semestre de 2011) reservou passagens pelo Santos, Vasco, Atlético-MG (duas vezes) e Sport, este, o último clube do jogador, depois de passagens frustrantes especialmente por Vasco e Atlético, ambas marcadas por problemas extracampo (ainda que tenha sido eleito o craque do Campeonato Mineiro de 2012, superando, então, até mesmo o ídolo cruzeirense Montillo, e recebido mais dois prêmios individuais).

Em Recife, depois de procurar ajuda profissional com psicólogos e ser bem recebido pelo povo nordestino, André pôde, novamente, mostrar-se o goleador de outrora. Além de mais maduro.

Ótimo finalizador, o jogador tem no cabeceio um de seus pontos fortes, é dinâmico, faz a “parede” como poucos centroavantes do país e, com muito vigor físico e fluidez de jogo, deve se encaixar perfeitamente no futebol coletivo empregado com maestria por Tite.

A mistura do talento de André com a competência e sabedoria do treinador corintiano, mais a grandeza do clube e de seus projetos para 2016, levam-me a pensar que a aposta tem boas chances de dar certo. Há elementos para tanto.

A conferir.

E segue o jogo.

49 comentários em: “Razões para apostar em André

  1. Muito bom o texto.
    Faz sentido a análise e eu, como bom Corinthiano torço desde já para que de fato o menino tenho colocado a cabeça no lugar e volte a apresentar um ótimo futebol.

    A cobrança aqui eh gigante, a responsabilidade idem……eh melhor para todos que o texto se configure em realidade.

    1. Thiago, o vídeo e os relatos devem ter sido analisados pelos peritos daquele país, onde há muitos relatos de OVNIs.Ao que parece, esse ET (ou intraterreno etc.), não tinha muito o que fazer no seu mundo e resolveu antecipar o Dia das Bruxas ( Halloween ) para &#01&8;ZOAR2#8222; os incautos policiais mexicanos. A astrônoma já deu o parecer que se espera de qualquer acadêmico.Como o próprio investigador disse: “TODAS AS POSSIBILIDADES ESTÃO ABERTAS”, então, só nos resta escolher a que melhor convier a cada um.Só faltava essa, alienígenas engraçadinhos!

  2. André faça o que vc sabe que e jogar futebol com prazer e viva sua vida de boa mas lembre se o Corinthians e outro nivel pode te levar ao céu ou ao inferno cuide se pois a fiel apóia mas se vacilar já viu em boa sorte

    1. This is great. Works very well, and as an added bonus, I can insert the PayPal link on the page below the frame! At last, my clients do#2n8&17;t have to leave before they lock in and pay! Thank you!

Deixe sua opinião e colabore na discussão