Santos, invicto com Robinho em campo, é o Campeão Paulista de 2015

Créditos da imagem: Ivan Storti

Contrariando a esmagadora maioria das previsões de início de temporada, o Santos é o Campeão Paulista de 2015.

Quem poderia arriscar esse palpite há quatro, cinco meses? Afinal, os problemas do alvinegro praiano eram muitos àquela altura: a eleição do novo presidente que, sob suspeita de fraude, teve de ser reagendada e acabou por atrasar o planejamento do ano; a sangria econômica que resultou na saída de jogadores expoentes do elenco (Aranha, Edu Dracena, Mena, Arouca, Leandro Damião e, mais recentemente, Thiago Ribeiro); os rivais paulistas supostamente mais preparados (Corinthians e São Paulo na Libertadores e o Palmeiras investindo pesado em contratações). Enfim, penso que o “pé atrás” da torcida e da imprensa com o time era justificável.

Pois bem, aos poucos o Santos foi “arrumando a casa”: realizou contratações à época duvidosas que posteriormente se mostrariam bem sucedidas (Ricardo Oliveira, artilheiro e eleito craque da competição pela Federação é, merecidamente, a mais comentada, mas Vanderlei, Werley, Chiquinho e Valência foram todos muitíssimo bem, enquanto Elano foi o único que não rendeu); e, após o rompimento com Enderson Moreira (um bom técnico, embora tenha pisado na bola ao expor publicamente os meninos da base santista e por insistir pela contratação do roliço Walter), tomou a acertada decisão de promover o então auxiliar Marcelo Fernandes ao comando técnico da equipe, ao lado do ídolo Serginho Chulapa.

Após o empate por 1 a 1 entre Santos e Corinthians em Itaquera (que seria um divisor de águas para ambas as equipes na temporada), escrevi que há muito não via um Santos tão unido e brigador como este de 2015. Talvez instigados pelo descrédito que imprensa e torcida lhe reservavam no início da temporada, coloquei que os jogadores do atual plantel parecem correr uns pelos outros (Robinho, Ricardo Oliveira, Elano e Renato são amigos fora de campo desde quando jogaram juntos a Libertadores de 2003 pela equipe da Baixada), além de possuírem qualidade técnica (na oportunidade, exaltei o Lucas Lima, a quem, aliás, daria o prêmio de melhor jogador do Paulistão, e agora exalto também o Geuvânio, um diamante bruto a ser lapidado. Embora por vezes carregue demais a bola e erre na escolha de algumas jogadas, é talentoso no drible, rápido, e compõe bem a defesa. Trata-se de um jogador moderno, a ser observado com toda atenção. A propósito, entendo que Lucas Lima, Geuvânio, Robinho e Ricardo Oliveira formam o ataque com maior poder de fogo do país, com peças que se complementam).

Outro ponto foi o brio dos atletas, que têm jogado com uma disposição incomum no Santos dos últimos anos, um tanto refém do talento de Neymar, com quem não pode mais contar. São emblemáticas as cenas de David Braz motivando os jogadores à la Zagallo antes das cobranças das penalidades, assim como a permanência da equipe no gramado no intervalo da partida, repetindo o Santos de Giovanni, em 1995, no memorável duelo contra o Fluminense pelas semifinais do Brasileirão daquele ano, quando o Santos conseguiu uma virada histórica no Pacaembu.

Brio que não faltou ao Palmeiras, que poderia – como bem disse Oswaldo de Oliveira – perfeitamente ter ficado com o título (perdeu a chance de “matar” o confronto no Allianz Parque), embora a campanha santista, ainda segundo o técnico, tenha sido mais homogênea (com Robinho em campo, a equipe praiana terminou o Paulistão invicta).

Acredito que o alviverde sai fortalecido da competição e com uma boa projeção para um futuro próximo. Talvez investindo em uma dupla de ataque mais forte (Rafael Marques e Dudu compõem bem um elenco, mas não como titulares de um time ambicioso) e com a efetivação do seu melhor jogador – Cleiton Xavier – na equipe titular, o Palmeiras poderá sonhar alto no Campeonato Brasileiro.

E segue o jogo.

45 comentários em: “Santos, invicto com Robinho em campo, é o Campeão Paulista de 2015

  1. teme pobre santos.nao. tem dinheiro para Pagar suas divida.
    Palmeiras tem melhor elenco. Pode comemora o Paulista porque
    Palmeiras não vai deixa de ganha campeonatos mais importantes…

Deixe sua opinião e colabore na discussão