Seleção de Pernas de Pau do Campeonato Brasileiro de 2016

Créditos da imagem: Mario – Blog Futebolarte

Inspirado pela seleção do colega Emerson Figueiredo, resolvi fazer o inverso e montar a minha seleção….de pernas de pau deste Campeonato Brasileiro. No 4-3-3, esse escrete foi promessa de muita bizarrice dentro – e fora – das quatro linhas. E pessoal é uma lista crítica e bem-humorada, só sobre o que fizeram neste Brasileirão, ok? As brincadeiras também fazem parte do futebol!

Goleiro: Vagner
Se teve algo ou alguém que ameaçou o título do Palmeiras foi o goleirão Vágner. Bizarro embaixo das traves, o arqueiro entregou os pontos em mais de uma partida e impressiona que por um momento ele barrou o paredão Jaílson. Sorte do torcedor palmeirense que essa aventura só durou por algumas rodadas.

Zagueiro: Paulão
Não dava para confiar neste campeonato todo a sua zaga às mãos do Paulão. Não à toa, o torcedor colorado conheceu pela primeira vez a segunda divisão. O presságio era claro: logo na primeira rodada o zagueirão perdeu um pênalti em um jogo que terminou 0 x 0 com a campeã sul-americana Chapecoense.

Zagueiro: Gum
Gum foi constante durante 38 rodadas. Mal ou pior, assistir jogo do Tricolor das Laranjeiras era sempre certeza de que algo estranho aconteceria com o experiente zagueiro. Bicampeão brasileiro, se Gum não matou alguém do coração neste ano já vale um graças a Deus.

Lateral-direito: Lucas
Estabanado e perdido em campo, o jogador colecionou expulsões e não teve capacidade sequer de se firmar como titular no limitado elenco do Cruzeiro. E pensar que já vestiu a amarelinha…

Lateral-esquerdo: Mena
Meu amigo, o que Mena (não) fez neste campeonato foi brincadeira. Pergunte para seu amigo são-paulino o que ele acha do chileno. A resposta vai explicar o porquê de ele vestir a 6 desta “seleção”.

Meia: Alex
Seu fraco futebol foi uma das âncoras que levaram o Inter ao fundo do poço. Incapaz de decidir, ainda passou pelo papelão de se revoltar ao ser substituído no jogo contra o Palmeiras, quando estava absolutamente nulo em campo. Não vale mais o tanto que ganha. Uma bucha para o Colorado resolver.

Meia: Cristian
Em caso muito parecido com o companheiro de Internacional, o corintiano Cristian ganha uma bolada e há tempos não faz absolutamente nada em campo. Pior, joga dois jogos e se machuca. A desculpa de Roberto de Andrade sobre enxugar a folha ao liberar os grandes jogadores parece piada quando vemos que o volante black power ganhar o que ganha para apenas passear em campo.

Meia: Anderson
Ainda me pergunto se foi este mesmo o jogador que Sir Alex Ferguson tanto elogiou. Grosseiro, pesado e sem classe nenhuma, ainda protagonizou cenas inacreditáveis ao brigar no treino com o companheiro, quando de si era de se esperar uma postura mais responsável devido ao seu grande currículo. E agora ainda carrega o estigma de ser o único jogador a ser rebaixado tanto por Grêmio quanto por Internacional.

Atacante: Romero
Pode parecer injusto já que o paraguaio foi o artilheiro do ano do Timão, mas impressiona que um jogador que demonstrou este nível seja o responsável pelo ataque do então atual campeão brasileiro. Sempre pediu chances, agora as teve e pouco fez. Muito esforço e pouco futebol.

Atacante: Bolaños
Fez o gol do título da Copa do Brasil, mas todo mundo sabe que foi uma negação durante o Campeonato Brasileiro – e é deste torneio que estamos falando aqui. Contratado por alto investimento, esquentou o banco para jogadores formados na base do Tricolor Gaúcho. É bom de bola, mas neste Brasileirão não valeu nem parte do que por ele foi pago.

Atacante: Barrios
Pôs no currículo o título brasileiro de 2016, mas pouca gente ainda se lembra dele. É reserva do reserva do reserva, mas ganha mais que todo mundo. Apesar dos acertos, Alexandre Mattos também tem seus erros, e Barrios é um dos maiores deles – senão o maior.

Técnico: Argel Fucks
Chegou na última rodada vendo seus dois últimos trabalhos brigando ao mesmo tempo para fugir do rebaixamento. Por sorte, caiu o Inter e vai ganhar um selinho de “salvador da pátria” no Vitória, sendo que todos sabemos que ele tem culpa – e muita – no cartório!

E a sua seleção dos pernas de pau deste Brasileirão, qual é?

11 comentários em: “Seleção de Pernas de Pau do Campeonato Brasileiro de 2016

  1. Essa seleção dos pernas de pau tá mais plausível, a da ESPN tinha 3 jogadores do Sport e 2 do Grêmio, enquanto só tinham 2 jogadores dos 4 times que caíram

  2. Cara, o Argel ia conseguir a proeza de rebaixar 3 clubes nesse ano. Não é possível que ninguém veja isso. Por mais que sejam elencos limitados, mas mesmo assim isso é vergonhoso

  3. Tem muito estrangeiro nessa seleção, acho que são eles os menos culpados dos fracassos de seus times.
    Podem até estranhar, mas gostaria de ver o Romero no meu time, gosto de sua entrega ao jogo, pode até ser que dei sorte, mas todo jogo do Corinthians que vi, teve atuação de destaque.
    Sou torcedor Flamengo, acho o Marcio Araujo horroroso, mas não fez um campeonato pra ser eleito como perna de pau.

  4. É uma lista concordável, exceto quando se fala de que Argel Fucks é um dos culpados pela queda do Inter a segunda divisão, isso só pode ser brincadeira, né? Quando ele deixou o Inter o time era nono colocado, ainda muito longe da zona de risco, e digo mais, com ele no comando até o final o time do Inter brigaria por G6 com toda a certeza. Depois ele passou pelo Figueirense onde nem o Guardiola auxiliado por Mourinho evitaria a queda desse time super limitado. Já no Vitória com 3 ou 4 jogadores de bom nivel ele conseguiu uma proeza, que foi salvar o time do rebaixamento e fazer o Marinho apresentar seu melhor futebol na carreira. Na minha lista de pior treinador estaria Osvaldo de Oliveira, Ricardo Gomes ou o maravilhoso Celso Roth!

Deixe sua opinião e colabore na discussão