Tite merece uma segunda chance

Créditos da imagem: Reuters

O sentimento de fim de festa vai demorar a passar, mas de todas as eliminações que eu vi, essa foi a que me deixou mais triste. Acreditar, acreditei em todas, porque sou um otimista inveterado (para o bem e para o mal). Mas a decepção de 2006 pela falta de conjunto daquele time não existe. Nem a resignação de 2010, por saber que Dunga foi teimoso, do jeito mais burro possível. Nem a… bom, 2014 deixa para lá. Há um sentimento que eu realmente não tinha experimentado, o de que podíamos mesmo ter ganhado e que perdemos porque, no fim das contas, era só futebol. Nem a guerra de 2010, nem a histeria coletiva de 2014. Apenas a provável melhor geração belga de todos os tempos, que jogou de forma coletiva e irrepreensível na eliminação brasileira.

Houve erros. Muitos por sinal. Tite não levou Arthur, é verdade, mas cabe aqui uma ressalva: se o levasse insistiria naquele que para mim foi seu principal erro, insistir e bancar jogadores sem condições de jogo. Uma coisa é bancar Neymar, o craque do time. A outra é bancar Fred e Renato Augusto lesionados, além de tentar recuperar Fagner e Danilo. Sim, nossos dois laterais-direitos tiveram problemas físicos. Mas Arthur, pouca gente lembra, se lesionou no meio de maio. Fosse para a Copa e seria mais um do terceiro grupo formado nessa Copa. O Brasil inovou: além de titulares e reservas, a Seleção teve na Copa um terceiro grupo, de jogadores “em recuperação”. Gente demais para um torneio de tiro tão curto.
Tite também errou ao insistir em Paulinho, embora eu ache que o jogador não tem lá tanta culpa. No Brasil das Eliminatórias, Paulinho era indispensável, mas o Brasil da Copa era diferente. Era um Brasil com outro sistema, de mais posse de bola, menos vertical. Mais criativo também, porém, menos à moda de Paulinho. Faltou um meia mais “meia”, o que não tinha no banco.

E ah, Tite cometeu um erro que pode lhe custar –em breve– o apoio irrestrito que tinha da opinião pública. Tite, bem antes da derrota, começou a encarnar a personagem de guru motivacional. Ele tem todo o direito de fazer propaganda, ou coisa que o valha, mas tem de tomar cuidado na dose de palestrante de autoajuda que ele se tornou. Isso cansa, e quando faltar futebol –como agora- pessoas mal-intencionadas não vão hesitar em atribuir a razões simplistas como esse lado do treinador.

Mas no fim de tudo isso, o que resta para mim, é que Tite tem uma ideia de como jogar futebol, de como fazer o certo do jeito certo, coisa que não vejo em mais nenhum treinador do futebol brasileiro. Com todo respeito ao trabalho brilhante de Renato Gaúcho no Grêmio, eu não sei como ele pensa o futebol. E sejamos justos, Tite tem o mérito pelo resgaste da autoestima dessa Seleção. Se chegamos a sonhar com o Hexa, foi graças a muito trabalho dele e da sua Comissão. A ressaca vai passar, mas o pior que pode acontecer ao fim dela é nos vermos de novo sem nenhuma direção. Tite tem seu mapa, e espero que ele nos leve ao Catar.

8 comentários em: “Tite merece uma segunda chance

  1. Olha, eu fiquei decepcionado com o Tite, especialmente pelas decisões de escalação. Cada vez mais tenho a impressão que quanto mais tempo o técnico da Seleção tem de trabalho, pior para a Copa 😀

  2. Tite que já havia se revelado o técnico mais chato do Mundo, revelou-se também um TEIMOSO insuportável. Outrossim, não conseguiu dominar o rebelde e insuportável NEYMAR.
    Para mim, na seleção, com toda a sua “chatura”, ele vai perder novamente.

  3. A continuidade de Tite atrelada a construção e implementação de um conceito, ótimo ! Porém, se não, qualquer um com pensamento resultadista de curto prazo serve pois os resultados continuarão sendo os mesmos.

  4. Fiquei triste com o Tite mas bola para frente convocação para seleção tem que ser por merecimento não porque joga no Corinthians ou na Europa e o Neimar um mala sem alça ele acaba com a seleção

  5. Pra jogar na seleção tem que jogar bola não pq tem nome nome não ganha jogo joga bola sim em tem que aprender com esa copa pra 2022 não comete um mesmo erro viu

Deixe sua opinião e colabore na discussão