Vitória do Palmeiras no clássico expõe defeitos… do próprio Palmeiras

Créditos da imagem: UOL

Milhões de reais investidos, craques contratados, elenco badalado e estádio cheio. Do outro lado, garotos, jogadores limitados e incontáveis desfalques.

Esse foi o cenário que rodeou o clássico de domingo entre Palmeiras e Santos no Allianz Parque, que terminou com vitória por 2 a 1 dos donos da casa.

Após a vitória vi (e ouvi) muitos colegas palmeirenses se gabando, comemorando o resultado e a manutenção dos 100% de aproveitamento no Paulista.

Se eu fosse fosse torcedor do Verdão, eu estaria é preocupado, pois bater o frágil time do Santos, em casa, apenas por 2 a 1, e ainda sendo inferior ao adversário no primeiro tempo, não é motivo para comemoração.

O Palmeiras faz ótima campanha, é verdade, e tem um super elenco, mas a distância até chegar à formação de um time campeão ainda parece muito grande.

48 comentários em: “Vitória do Palmeiras no clássico expõe defeitos… do próprio Palmeiras

  1. Situações como a desse jogo, muito corriqueiras nos últimos anos, só evidencia cada vez mais o que é esse desprezível futebol moderno (futebol empresa/business/gourmet).

    A safra de craques do futebol mundial está cada vez menor. A quantidade de jogadores acima da nota 7,5 só despenca a cada ano. O resultado disso são os gigantes dos grandes clubes europeus monopolizando o farelo de qualidade que ainda sobrou no futebol, e para os demais sobrando apenas a mediocridade. Assim como o time do Grêmio ano passado, esse time do Palmeiras jamais conseguiria enfrentar de igual para igual um Real Madri ou Barcelona.

  2. Ouso dizer que quando estiver completo (com Gabriel, Bruno Henrique, Vítor bueno, Rodrygo e Lucas Veríssimo) o Santos não perde, de maneira alguma pra esse super badalado e, no máximo, bom time do palmeiras.

    1. tbm acho que não perde não, os últimos jogos contra o Palmeiras Crefisa tem mostrado isso mesmo, ano passado por exemplo ganhamos as duas pelo Brasileirão, nos últimos 10 jogos contra eles, ganhamos mais da metade.

  3. COM VICTOR FERRAZ, VITOR BUENO, BRUNO HENRIQUE, GABIGOL E O NOVO “RAIO” RODRYGO, A HISTÓRIA SERÁ OUTRA NA FASE FINAL.

    (METADE DO TIME SE CONSIDERADOS APENAS OS ATLETAS DE LINHA)

    1. Quando estivermos com Moisés, Edu Dracena, Diogo Barbosa, scarpa 100% a disposição a história será outra.
      (Quase metade do time de linha)

  4. No futebol é complicado falar em “se”, mas SE o Bruno Henrique estivesse em campo, Santos não só não teria perdido, mas poderia até arrancar uma vitória, palmeiras não foi essa máquina toda não, passou 35 minutos sem um chute a gol no 1°T, Eduardo Sasha obrigou o Jaílson a fazer um milagre.

    1. Sofreram pra vencer um Santos todo desfalcado, porque dá última vez que pegaram o Santos inteiro na Arena sem mundial, deu Santos rs
      Inveja de bi rebaixado? Eu é agradeço por levar esse íngua do LL.

  5. Belo comentario,fiquei mais feliz com meu Peixe ainda em formação,do que o todo poderoso Palmeiras,que continua sem apresentar um grande futebol,apesar de mt bons jogadores…as vitorias disfarçam os defeitos deles…

  6. O Vinicius fez um comentário perfeito. O safra é ruim demais. O time do palmeiras tem jogadores no nível do willian bigode, keno, Borja, tchê tchê, etc; e os mesmo são apontados como grandes jogadores, quando na verdade não passam de jogadores medianos. É ridículo ver um time pagar 800 mil por mês pra um jogador como o Lucas Lima. O futebol brasileiro passa por um momento terrível e a maior vítima desse “momento” é o palmeiras. Pagando rios de dinheiro por jogadores medianos e achando que tem um elenco extraordinário. Pra isso ficar mais evidente, basta pegar os times titulares dos principais clubes do Brasil e fazer um comparativo com o time do palmeiras. Vai ser um disputa de igual pra igual e em varias situações, o palmeiras vai ter um time titular inferior. A única vantagem é que tem jogadores medianos pra repor os seus jogadores medianos.

    1. Richard Anderson típico torcedorzinho que representa o povo brasileiro. Não tem vocabulário e nem argumentos pra um debate, então se resume a kkkkk e otario. Se tivesse um nível intelectual um pouco mais elevado, seria interessante debater sobre o assunto. Mas como se mostrou desprovido de inteligência……

  7. O que eu vi foi um Palmeiras vencer sem fazer muito esforço, Vocês prescisam diferenciar o que vocês queriam que tivesse acontecido do que aconteceu realmente, o Palmeiras mereceu a Vitoria pq jogou melhor, é bom lembrar que é só começo de temporada e não seria nescessario da parte do Palmeiras usar força para ganhar do desfalcado Santos, e Ganhou!
    Não vejo motivo pra essas páginas clubistas falarem algo…

    1. Caro, o que antes era opinião, virou corneta. Vi um santos sem força, lento, previsível. Esperava mais taticamente. Aliás, vou falar agora. O santos e demais para o caminhãozinho do Jair Ventura. Me cobre depois.

  8. O Palmeiras não fez esforço pra ganhar o jogo tanto que passou a maior parte do tempo controlando o jogo sem ser ameaçado.
    Qual jogada o Santos construiu para levar algum perigo pro Palmeiras? O pouco de perigo que o Santos levou ao Palmeiras foi em bola alçada na área.
    Em resumo, o Palmeiras ganhou do jeito e na hora que quis do Santos.

  9. O Santos com muitos desfalques não jogou Bruno Enrique Gabi Gol Vitor Bueno Vitor Ferraz os dois Zagueiros titular e a Globo não falou isto éo Rodrigão que jogou contra a inda km(kkkk

  10. Só badalação, com um time desfalcado, Luiz Felipe sem condições de jogo teve que ser substituído por um jogador inexperiente Robson Bambu, com Sacha sem condições de retornar pro segundo tempo ainda assim quase empatamos com uma cabeçada do próprio Sacha, tivemos maior posse de bola no primeiro tempo e não levamos nenhum sufoco, quando voltar Bruno Henrique, Gabigol, Vitor Bueno vamos dar muito trabalho

  11. Por essa lógica:
    “Se eu fosse fosse torcedor do Real Madrid, eu estaria é preocupado, pois bater um frágil time sul-americano como o Grêmio em campo neutro, apenas por 1 a 0, não é motivo para comemorar.”

Deixe sua opinião e colabore na discussão