Wallace “xerifão”, o seu tiro saiu pela culatra

Créditos da imagem: Extra

No último 26 de abril, foi aniversário do ex-zagueiro e ídolo rubro negro, Rondinelli, que completou 61 anos.

Aproveitando a oportunidade, vale uma pequena comparação com o atual zagueiro e capitão do time, um tal de Wallace.

Um dos grandes ídolos dos torcedores rubro-negros, o ex-zagueiro Rondinelli nunca precisou fincar a bandeira do Flamengo no meio do gramado de qualquer estádio para demonstrar a força do seu time.

Pelo contrário, ele demonstrava a sua valentia defendendo o clube de seu oponente dentro de sua área e, por sinal, o fazia muito bem, diferentemente do atual, que se acha superior a todos – o Pelé da zaga.

flamenguista.jpg_2O que você, Wallace, fez com aquelas crianças rubro-negras no último domingo é algo difícil de encontrar palavras para adjetivar. A sua real intenção foi atingir o Clube de Regatas Vasco da Gama, mas como você é um “xerife” despreparado para tal função, o tiro saiu pela culatra e matou o sonho dos pequenos torcedores flamenguistas manauaras, de pelo menos uma vez na vida entrar em campo de mãos dadas com os seus ídolos do clube de coração, se é que você pode se considerar um ídolo da nação rubro-negra.

O Flamengo não merece esse tipo de capitão para representá-lo dentro de campo.

8 comentários em: “Wallace “xerifão”, o seu tiro saiu pela culatra

  1. Concordo, esse Wallace não tem envergadura moral para ser o capitão do clube com a maior torcida do Brasil.

    Tomara que essa criançada toda vire vascaína! Rsrsrs

  2. Não sei de quem foi esta ideia de jerico, se do Wallace ou da diretoria, mas parece mais um caso dessa mentalidade ainda presente no Brasil de “time de guerreiros”, de mostrar força e “raça” em vez de saber jogar bola. Mostrar algo em campo, que é bom, nada!

  3. Como costuma dizer nosso amigo João Ricardo Lebert Cozac, toda nossa estrutura futebolística precisa ser repensada, também sob o aspecto psicológico. Um capitão de um Flamengo tinha que ser alguém mais preparado! Concorda, mestre José Aquino?

    1. Totalmente, Fernando Prado…Mas os técnicos costumam entregar o cargo para o mais famoso ou para o que está em baixa, como se isso o estimulasse…Tem também os que simplesmente entregam ao zagueiro.

Deixe sua opinião e colabore na discussão