Believe it or not – Diniz ainda tem sua patrulha de apoiadores

Créditos da imagem: Montagem / No Ângulo

Pedrinho e Ana Thaís Matos são expoentes da nova leva de comentaristas do SporTV. Ele com a bagagem de um dos maiores jogadores que os departamentos de fisioterapia já conheceram. Ela com a vantagem de ser imune a discordâncias. Quem se arriscar será acusado de machismo ou mansplainning. Sendo assim, pra todos os efeitos estou discordando de Pedrinho, que concordou com Ana Thaís. Instituiu a nova pérola em defesa de Fernando Petro Paulo Diniz: o problema é que ele está deixando seus princípios de lado pelo futebol de resultados. Sensacional! Agora levar gol todo jogo, não vencer e ser eliminado da Libertadores virou “jogar pelo resultado”. Ele revoluciona tudo o que faz!

O Super-herói Americano (Reprodução)

Diniz prova que a fábula da roupa nova do rei não passa de uma fábula. Sim, aquela do traje, feito por dois golpistas, que só os inteligentes seriam capazes de ver. Na historinha, o menino grita “o rei está nu” e todos caem em si. Na vida real, a criança seria ridicularizada e levada à terapeuta. Diniz é o traje. O São Paulo, obviamente, é o soberano peladão. Não que as roupas anteriores fossem boas. Mas eram roupas mesmo. Diniz não é roupa. Digo, não é técnico. No universo metafórico da cultura inútil, quando muito é o “Super-herói americano”. Aquela série que passou no SBT, nos anos 80. O sujeito encontrou um uniforme com superpoderes, trazido por ETs. Faltou o manual de instruções. O protagonista vivia se arrebentando pelos ares. Diniz se arrebenta e arrebenta quem estiver por perto. A música da série era legal. A de Diniz é o velho “fuó, fuó, fuó, fuó”…

Outro que insiste em ver a lindeza do traje, direto de sua poltrona em Belo Horizonte, é Tostão. É um dos colunistas mais respeitados do Brasil. Mas aquela bolada no olho, que quase o tirou da Copa de 70 e depois encerrou sua carreira, deve provocar arroubos de miopia. Até aí, todo mundo erra. O desagradável é que Tostão também pratica o péssimo esporte de rotular discordantes. Não gosta de Diniz? Então é um imediatista e defensor do atraso. Pelo contrário! Colocá-lo no rol dos modernos é que pode retardar, por anos, a modernidade. Seria o mesmo que, em vez de investirem nas tecnologias dos irmãos Wright e outros, as futuras empresas aéreas apostassem no 14 Bis. Que só dava pulinhos, não virava e se espatifou no segundo voo. Até Santos Dumont se tocou e fez o Demoiselle. Já Diniz prefere continuar com seu avião ao contrário. A culpa é da gravidade.

Poderia desafiar os dois, Tostão e Pedrinho, a defender que seus times de coração (Cruzeiro e Vasco) apostassem suas fichas no semitécnico. Só que já imagino a resposta de ambos: falta elemento humano pra executar o que ele quer. É a lógica do escalonamento que explica como, a cada fracasso, Diniz sobe um degrau na carreira. Assim como a roupa nova do rei é muito sofisticada para olhos ignorantes, os métodos de Fernando Diniz só podem ser entendidos e aplicados pelos gênios. Explicando: ele não serve pro time amador do seu bairro. Porém, se um dia a Terra reunir seus melhores expoentes pra um jogo de vida ou morte com os marcianos, só Diniz seria capaz de levar o planeta à sobrevivência. Eu tenho uma ideia melhor: colocá-lo treinando os alienígenas. Mas sou apenas o menino que berra sobre a nudez real.

Ah, não poderia deixar Muricy Ramalho de fora. Sim, minha eterna mula também se diz fã da roupa imaginária. Agora comentarista, por pouco não será o chefe de Diniz em 2021. Explico: a campanha de Júio Casares garante que já tem tudo acertado com Muricy. Ele será coordenador técnico da nova gestão. Sim, todas as equipes (incluindo a base) serão coordenadas pelo criador do Muricybol. Meu maior medo é que, como condição pra aceitar, ele exija a permanência ou a recontratação de Diniz. Receio que o Universo não esteja pronto pra esta junção. Por via das dúvidas, vou direto ao Google pesquisar aluguel de embarcações. Vem aí a Arca de Mironga.

3 comentários em: “Believe it or not – Diniz ainda tem sua patrulha de apoiadores

  1. Quanto mimimi você hein… só você é o foda das opiniões. O Pedrinho é conhecido pelos departamentos de fisioterapia, e você? O que você fez no futebol pra ser reconhecido além de ficar chorando nesse blog por um time que acumula 12 anos de fracassos quase ininterruptos. A culpa é do treinador, dos comentaristas, do politicamente correto… vá se tratar chorão.

Deixe sua opinião e colabore na discussão