Neymar inverte a lógica e tentará ser melhor do mundo no PSG

Créditos da imagem: Christian Hartmann/Reuters

Desde que começaram as especulações de uma possível saída de Neymar do Barcelona para o Paris Saint-Germain, pipocaram discussões sobre as possíveis razões dessa transferência. Uma das mais especuladas é a vontade de Neymar tornar-se o melhor jogador do mundo e sair de vez da sombra de Lionel Messi.

Assim que foi confirmada a transferência mais cara da história em sua conta no Instagram, Neymar já se explicava: “Sou movido a desafios”.

Pois bem, Neymar não só enfrentará novos desafios, como terá que inverter a história. Na realidade, terá que criar uma nova história em busca do prêmio de melhor jogador do ano.

O prêmio da revista France Football, através do Ballon D’Or foi o principal até a década de 1990. Até então, apenas jogadores europeus concorriam. A partir de 1991, tivemos a premiação da FIFA, denominada Player Of The Year, que foi entregue até 2008, quando as duas instituições se uniram e passaram a entregar o mesmo prêmio (união que acabou na última temporada, e voltou a ser como era).

Desde então, apenas um jogador por uma equipe francesa ganhou o prêmio de melhor do mundo, da mesma forma que jamais um jogador estrangeiro conseguiu ficar entre os três melhores do mundo atuando por uma equipe francesa. Se conseguir, Neymar será o primeiro.

O feito ocorreu em 1991, quando Jean-Pierre Papin, era o principal nome do Olympique de Marseille, justamente um clube que disputava as fases finais da Liga dos Campeões, sendo vice-campeão em 1991 e conquistando o título em 1993, único no país até hoje. Papin ganhou o prêmio de melhor do mundo pela revista francesa, e ficaria em segundo lugar no prêmio da FIFA. Desde então, nunca mais um jogador da Ligue 1 apareceu entre os três melhores em qualquer das duas listas.

Enquanto isso, o Barcelona é justamente o clube que mais levou um jogador ao topo pela France Football, ao lado de Real Madrid, Milan e Juventus (cada um levou 6 jogadores diferentes), com Luis Suaréz, Johan Cruyff, Stoichkov, Rivaldo, Ronaldinho e Messi. Na premiação da FIFA, o Barcelona lidera sozinho, com Romário, Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho e Messi. Dessa forma, Neymar deixa de fazer parte do ilustre hall de jogadores, caso um dia viesse a ganhar o prêmio.

Mesmo alguns jogadores franceses históricos nunca levaram o prêmio por uma equipe francesa:

Just Fontaine ficou em 3º lugar atuando pelo Stade Reims, em 1958, temporada na qual foi artilheiro da Copa do Mundo pela seleção francesa (quando fez 13 gols, até hoje recorde absoluto em uma só edição)
Michel Platini levaria o prêmio em três oportunidades, todas como jogador da Juventus. Antes, chegou a ficar em 3º lugar atuando pelo Nancy, em 1977, e pelo Saint-Étienne em 1980
Alain Giresse, atuando pelo Bourdeaux, ficou em 2º em 1982, perdendo apenas para Paolo Rossi, ano de Copa do Mundo, na qual ajudou a França a fazer uma boa campanha até a semifinal.

Lembrando que Eric Cantona, Zidane Zidane, Thierry Henry, Franck Ribery e Antoine Griezmann aparecem na lista, mas por clubes de fora da França.

11 comentários em: “Neymar inverte a lógica e tentará ser melhor do mundo no PSG

  1. Na verdade não é bem invertida. É a lógica “Cristiano Ronaldo”. Todo mundo sabe, alguns não admitem, que o Messi é de longe o melhor jogador do mundo. Cristiano Ronaldo só consegue ganhar a bola de ouro se conquista a Champions League. Se Cristiano Ronaldo fosse do PSG o Neymar não iria pra lá. Ele quer o protagonismo e a chance de ganhar a Champions como destaque para levar a bola de ouro mesmo estando abaixo de Messi e Cristiano Ronaldo.

  2. É verdade, mas acho que é uma questão lógica: o futebol francês normalmente não conta com jogadores em condições de serem eleitos os melhores do mundo, por isso também não são eleitos. O Neymar chega em uma condição totalmente atípica para o futebol francês, vindo como a contratação mais cara da história e a mais badalada desde, no mínimo, a do Cristiano Ronaldo pelo Real Madrid em 2009. Ou seja, como foge do padrão francês em tudo, também pode fugir nisso de ser eleito o melhor do mundo atuando por lá.

    1. Acho que não foge. supondo que ganhe a champions league pelo PSG independente do francesão ele leva.
      Acredito que por estar num patamar que Messi, Cristiano Ronaldo, ele e Luis Suárez estejam.

      Não aconteceria o que aconteceu com Ribery quando o bayern ganhou, por exemplo. Ele foi o grande responsável pelo título mas não estava nesse patamar de disputa, por isso ficou em terceiro na bola de ouro.

  3. Eu acho essa história de ser eleito o melhor do mundo uma encheção de saco!!!!!!! Isso não pode ser objetivo de ninguém, tem que ser consequência, tá rolando uma inversão de valores nisso aí!!!!!!!!!!!!

  4. O Kaká não tinha essa loucura de ser ou não o melhor do mundo. Chegou lá fazendo o simples, jogando bola. Dificilmente o Neymar chegará lá com suas firulas. E pra quem tem a loucura de dizer que o Neymar era o garçom do trio MSN.
    Segue alguns números do trio.
    Messi, 153 gols e 66 assistências.
    Suárez, 121 gols e 59 assistências.
    Neymar, 90 gols e 48 assistências.

    1. Futebol não se resume a quantos gols e assistências cada um fez. Neymar se não me engano era o que mais criava chance de gol no campeonato espanhol, oq mais sofria falta, advertindo os adversários com cartão amarelo, e era oq mais driblava também. Talvez ele não seja o melhor do mundo pelo Paris, mas isso não é nenhum demérito. Jogar na mesma geração que um dos melhores da história e chegar por vezes ser mais decisivo que ele (vide Barcelona e psg pela ucl) já deveria ser uma “vitória”. Mas a Gnt tem o costume de que se não for o “melhor” é “ruim”, “não joga nada “…

  5. O mania que esse povo tem de dizer q Neymar faz firulas . Ele faz oque sabe fazer de me melhor dribla dá chapéu e faz gols e dá chapéu . Ninguém tem culpa se KaKA não fazia essas coisas.

Deixe sua opinião e colabore na discussão