O Corinthians tem oscilado, mas ninguém tem aproveitado

Créditos da imagem: Daniel Augusto Jr / Ag. Corinthians

Desde que o time de Fabio Carille iniciou sua surpreendente arrancada no Brasileiro, especialistas e torcedores previam que em algum momento o líder perderia o ímpeto. Renato Gaúcho chegou a falar que o Corinthians despencaria, declaração que amenizou dias depois. O fato é que o reduzido elenco do Corinthians não tem conseguido manter nas últimas rodadas o nível de atuações que mostrou em boa parte do primeiro turno. Mas também é verdade que a concorrência não tem conseguido se aproveitar disso.

A rodada do final de semana foi um bom exemplo desta situação. Tirando o erro absurdo no impedimento do primeiro gol de Jô, o Corinthians sentiu a falta dos titulares ausentes e cedeu o empate ao Flamengo em Itaquera. Mas os rivais Grêmio e Santos ficaram no empate. O Palmeiras aproveitou para ganhar posições e se aproximar do líder (baixou de 14 para 12 pontos a diferença). Ou seja, no final das contas, a diferença entre o Corinthians e o segundo colocado continuou em oito pontos.

A queda de ritmo das últimas rodadas coincide com as contusões de Jadson, Pablo, Romero e Marquinhos Gabriel (primeiro reserva dos meias). São problemas previsíveis para um campeonato longo e agravados pelas poucas peças de reposição que Carille tem em mãos.

O lado positivo é que os rivais não têm aproveitado as chances. Ainda há muito campeonato pela frente. O sobe e desce dos times continuará. Mas até agora o Corinthians tem aliado competência com sorte e contado com a oscilação sincronizada de seus resultados e os dos adversários.

Como bem observou o comentarista Paulo Vinícius Coelho, o Corinthians está ganhando rodadas. Ou seja, manteve mais uma vez a boa diferença que tem em relação aos rivais em mais uma etapa da maratona do Brasileiro.

3 comentários em: “O Corinthians tem oscilado, mas ninguém tem aproveitado

  1. Dos últimos 12 pontos, fez 6. Ou seja, o aproveitamento caiu para 50%.

    Mas acho que mais do que sentir a falta de alguém especifico, o time está sentindo falta é do conjunto. No segundo tempo contra o Flamengo, estava com os terceiros reservas pelas pontas.

    Enfim, parece que agora os resultados de Corinthians e Grêmio já ficaram mais normais em relação ao padrão do Campeonato Brasileiro. Antes estavam destacados demais, não só nesta edição, mas historicamente mesmo.

Deixe uma resposta para Osmar Almeida Cancelar resposta