W3vina.COM Free Wordpress Themes Joomla Templates Best Wordpress Themes Premium Wordpress Themes Top Best Wordpress Themes 2012

“Contratação de peso” ou um “peso” para o clube?

Dudu - Foto do Portal Terra

Créditos da imagem: Portal Terra

Alguns jogadores chegam aos clubes com o status de “contratação de peso”, tornam-se destaque em todas as mídias e deixam o torcedor cheio de esperança.  Porém, são vários os casos em que o que parecia ser solução vira um prejuízo difícil de ser sanado.

Algumas contratações são de maior impacto, outras nem tanto. O volante Wesley, por exemplo, após uma boa passagem por Atlético-PR e Santos, foi vendido a um clube alemão – Werder Bremen – e rapidamente retornou ao Brasil via Palmeiras, que o contratou a peso de ouro e viu o seu grande e desproporcional investimento tornar-se uma verdadeira desilusão para a diretoria, com o atleta saindo pela porta dos fundos do clube, brigado com a torcida e contratado por um grande rival, o São Paulo.

São Paulo, aliás, que recentemente fez um negócio com o arquirrival Corinthians, em uma rara composição (não é muito comum presenciarmos dois grandes rivais negociando atletas desse porte), no caso Alexandre Pato e Jadson. O primeiro chegou ao Corinthians como uma grande estrela que abalou o mercado brasileiro de futebol, enquanto o segundo, com um pouco menos de badalação, chegou para resolver os problemas na armação de jogadas da equipe tricolor, já que o camisa 10 carregava em seu currículo passagens pela Seleção Brasileira. O fato é que ambos foram muito mal e acabaram fazendo com que os rivais se unissem a fim de minimizar o prejuízo.

E há outros exemplos: o Inter, com a estrela da seleção uruguaia, Diego Forlán; o Santos, com o caríssimo Leandro Damião (que sentiu a pressão do “peso” de sua contratação e, agora em ambiente menos turbulento, revive os seus melhores momentos vestindo a camisa do Cruzeiro); Júlio Baptista no Cruzeiro, que teria o maior salário do país (!).Na mesma linha, em proporções menores, o Figueirense, na frustrada tentativa com Loco Abreu.

Realmente são muitos os exemplos que poderíamos citar. Fato é que os clubes investem pesado, o torcedor cria grande expectativa, e nem sempre os resultados são favoráveis.

Nesse Campeonato Brasileiro de 2015, alguns atletas terão que jogar muita bola para não caírem nesse conto.  Cito alguns: Anderson do Internacional de Porto Alegre. O atleta apareceu para o mundo do futebol no arquirrival Grêmio. Agora no Colorado, terá que justificar o investimento da diretoria e correr bastante já que, por ter sido ídolo do rival, não será tão simples conquistar o torcedor. Na mesma situação, porém em times contrários, está Giuliano. O jogador ainda não conseguiu apresentar o mesmo futebol que o levou à condição de xodó da torcida colorada. Hoje no Grêmio, ainda tem que superar alguma desconfiança do torcedor e terá que se superar.  Diego Souza foi contratado pelo Sport como grande astro. O atleta preteriu diversos clubes do Brasil para apostar as fichas no projeto do clube do Recife. Ainda não encantou o torcedor, pelo contrário, é bastante contestado por lá. Dória chegou ao São Paulo por empréstimo com status de grande zagueiro. Porém, até agora o jogador sofreu com seguidas lesões e suspensões. Terá que justificar com ótimas atuações no pouco tempo que lhe resta de contrato.  Borges surpreendeu a todos fechando contrato com a Ponte Preta de Campinas. O jogador assinou vínculo até dezembro de 2015. O torcedor pontepretano espera agora desfrutar dos gols do artilheiro. Vágner Love é mais uma contratação que gerou bastante discussão entre os torcedores corintianos. Por ter sido ídolo do rival Palmeiras, o centroavante sabe que terá que superar todos os limites para conquistar a exigente torcida, já que até o momento atuou em 18 partidas e anotou apenas 2 gols. Dudu chegou ao Palmeiras depois de uma longa novela. O atleta esteve muito próximo de fechar acordo, com os dois grandes rivais do clube alviverde, Corinthians e São Paulo. Com a polêmica contratação, o torcedor palmeirense criou grandes expectativas e, após um decepcionante Campeonato Paulista, o atleta terá a chance de se redimir no Brasileiro.

Esses são apenas alguns dos jogadores que o torcedor estará de olho, um tempero a mais para o Brasileirão que está apenas começando.

Um "Gre-Nal" desigual no Brasileirão
E se nunca tivéssemos tido pontos corridos?

Escrito por:

- possui 38 artigos no No Ângulo.

Administrador de empresas em São Paulo, é também jogador nas horas vagas. Amante da redonda, acredita no poder do futebol em agregar as pessoas, aproximar os amigos e unir a família. Com ele, a resenha está garantida.

Entre em contato com o Autor

35 respostas para ““Contratação de peso” ou um “peso” para o clube?”

  1. SÓ MIDIA,NÃO JOGA NADA E AINDA POR CIMA É UM INDISCIPLINADO

  2. + muitos queriam ele em seus times em kk

  3. Mateus Lima disse:

    Jogou muito no Paulista, ainda promete, tem só 22 anos.

  4. Começando com a GNT agr o cara. Tem credito sim.

  5. OS times q queria ele ta dando graças a deus pelo q levo

  6. Cleidson Rosa disse:

    Joga nada esse fio da desgraça

  7. Joga muito , vamos t calma com o garoto !

  8. O garoto joga muito pow a inveja e grande ne

  9. Jorge Ribeiro disse:

    Muito bom jogador vamos ter calma ainda e jovem tem muito q aprender…

  10. Ainda bem que ele do palmeiras

  11. A torcida tem que ter paciência com o cara

  12. Smiith CM disse:

    Concordo, mas que tá um lixo tá kkkk

  13. Smiith CM disse:

    Belo chapéu kkkk

  14. Tem muito futebol para mostrar

  15. Por enquanto peso pro time …. esperamos que se firme

  16. Will Paes disse:

    Jogador comum, inventado pela mídia, seu diferencial é a facilidade em arrumar confusão, só vai dar dor de cabeça para o clube.

  17. Vande Siquera disse:

    Joga muito ainda vai ajudar muito nosso time.

  18. Alex Pires disse:

    PIOR QUE ELE SO O VAGNER LOVE….

  19. Eu acredito tem muito futebol

  20. Jorge Orniz disse:

    Bom jogador, vai amadurecer…agora nao vale nada né, mas os adversarios queriam…

  21. Nimgen nem saber dar onde sai kkkk

  22. Foi o melhor chapéu que tomamos. Que mico.kkkkkkk

  23. Yan Lessi disse:

    Nada de peso, jogador de qualidade !

  24. Só pegar os números dele no Paulista.

    Esteve presente em 86% das jogadas de Gol.

  25. Dudu um maikon leite com grife kkkkkk

  26. Ancelmo Souza disse:

    Um dos melhores do brasil

  27. E um ótimo jogado vai pra cima

  28. Começar a ter atitude de jogador.

  29. Wender Sousa disse:

    Dudu e lixo não joga nada

  30. Renato Paulo disse:

    Ele é bom, porém por causa dela não ganhamos o paulistao

  31. Júnior Lima disse:

    Jogador de peso e personalidade. Caiu bem no vedão

  32. Adriano Silva disse:

    Vcs acha se ele fose muito bom msm o cruzeiro tinha inprorado pra vender ele, sendo q ele queria ficar de todo jeito, se tivese cabeça boa jogava muito, mais e as baladas igual Bernado do vasco so q fara!


Deixe um comentário

Enquete

Qual o maior técnico brasileiro dos últimos tempos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Colunistas

Fernando PradoFernando Prado

Natural de Brasília, mas residente em São Paulo desde que se conhece por gente, é um apaixonado por esportes e pela “sétima arte”. Jornalista e advogado, busca tratar o futebol com a descontração que lhe é peculiar, com o compromisso da boa informação e opinião consistente.

Gustavo FernandesGustavo Fernandes

Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, não resiste a um bom debate sobre esportes, desde futebol até curling. São-paulino, é fundador e moderador do Fórum O Mais Querido (FOMQ). Não esperem ufanismos e clichês. Ele torce, mas não distorce.

Gabriel RosteyGabriel Rostey

Nascido dias após a seleção de Telê encantar o mundo e não levar o caneco na Copa da Espanha, esse paulistano atua e segue aprofundando estudos nas suas principais paixões: futebol e cidades. Especialista em gestão do esporte, como jornalista também encara o futebol como fenômeno cultural.

José Maria de AquinoJosé Maria de Aquino

Em seus mais de cinquenta anos de carreira, teve passagem marcante pelos principais veículos de comunicação do país, de todos os tipos de mídia, como Rede Globo, SporTV, Revista Placar, O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde e Portal Terra. Além de um expoente do jornalismo esportivo brasileiro, também é advogado de formação.

Jorge FreitasJorge Freitas

“Prata da casa” oriundo da Coluna do Leitor, este internacionalista é tão louco por futebol que tratou do tema até em seu TCC. Mestrando em Análise e Planejamento em Políticas Públicas, neste espaço une o gosto por escrever com a paixão pelo esporte mais popular do mundo.

Emerson FigueiredoEmerson Figueiredo

Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Redator, repórter, pauteiro e editor-assistente da editoria de Esportes da Folha. Trabalhou também na Folha da Tarde, Agora São Paulo, BOL, AOL e UOL. Paulistano, acompanha de perto o futebol desde a época em que os camisas 10 dos grandes times paulistas eram Pelé, Rivellino, Gérson/Pedro Rocha, Ademir da Guia e Dicá.

Fernando GaviniFernando Gavini

Jornalista há 19 anos, já cobriu Copa do Mundo, NBA, Nascar, Pan, Mundial de vôlei, Copa do Mundo de ginástica, Libertadores e as principais competições do futebol nacional. Começou no A Gazeta Esportiva, passou pelo site do Milton Neves, Agência Estado, Agora São Paulo, Terra, ESPN e está na TV Gazeta. A trabalho, conheceu 8 países, 18 estados do Brasil e mais de 100 estádios.

Assinatura por e-mail

Arquivos

©2017 No Ângulo - Todos os direitos reservados