Benefício da dúvida? Não, no Brasil o que importa é a gritaria

Benefício da dúvida – a defesa do cidadão contra os exploradores da indignação Mais uma vez, a desinformação, a histeria e a procura por atenção (não raro por motivos econômicos) querem prevalecer sobre a busca da verdade e o respeito Leia mais… »

Sobre Jesus e Renato Maurício Prado: festim estrambólico – ou “conta outra, Gian!”

Jorge Jesus voltou a ser unanimidade. Só que ao contrário. Foi parte de uma trama tão inteligente quanto comprar a Praça da Sé no Mercado Livre. Já começou disfarçando mal, com a desculpa de vir pro Carnaval de abril. Maio Leia mais… »

Santos (Ninguém?) FC – a nada santa ira de um clube em frangalhos

Juca Kfouri é uma das figuras mais lamentáveis do jornalismo esportivo brasileiro, unindo tara ideológica a uma espécie de pedantismo moral. Há dez anos, Danilo Mironga o comparava às heroínas mexicanas que aguardavam pela chegada do único homem digno em Leia mais… »

Palmeiras – a trilha para se tornar – e o rumo para se manter – vencedor

Não que me sinta compelido a isso, pois não me curvo a malcriações. Porém, vale completar a trilogia do Mundial (dentro da parceria com Danilo Mironga) com uma coluna a respeito da correta postura do Palmeiras em seus planos para Leia mais… »

Deem um Mundial ao Palmeiras, por misericórdia!

Decidi mudar meu posicionamento de décadas e apoiar o Troféu Fax. A FIFA tem que definir a Copa Rio de 1951 como o primeiro Campeonato Mundial de Clubes. Não porque é verdade, porque verdade não é. Seria um gesto de Leia mais… »

Campeonato mundial de bobagens – é (de novo) do Brasil!!!!!!!!

Não vou dar nomes, mas um amigo que vive na Europa veio passar uns dias no Brasil. Após assistir à decisão do Mundial de Clubes, revelou que seu filho fez a seguinte pergunta: os comentaristas da partida assistem ao futebol Leia mais… »

O passado cruzeirense tem que ir pro museu – da glória e da vergonha

É melhor o silêncio que certas defesas. O Cruzeiro e sua SAF vêm constatando isso nas últimas horas. Não bastassem os clichês para justificar a rejeitada permanência de Fábio (sobrou até “direito aos mil jogos”), algumas explicações supostamente negociais para Leia mais… »

Muricy e Casares no mundo da imaginação – te cuida, Willy Wonka!

Que o SPFC virou CRBJL por conta dos velhos ricos (incluindo os jovens velhos ricos) do Conselho, não é novidade. Mas tem a outra parte da relação tapeador-tapeado. A torcida são-paulina foi – e continua sendo – a nação mais Leia mais… »