Hoje, o Brasil inteiro quer ver Bruno Henrique

Oportunidade para jogar: da várzea para a Seleção Brasileira Por diversas vezes, em diferentes veículos, falei sobre a importância de se investir nas escolinhas nos bairros mais pobres e da necessidade de desenvolvimento do processo de captação e de se Leia mais… »

Sobre a primeira “lição de moral” da minha vida

Como o álbum de figurinhas da Quigol, editado em 1959, ajudou na minha formação Que saudade daquelas figurinhas, nas quais os jogadores eram colocados no centro de uma bola de futebol. Detalhe: bola “Drible”, na cor marrom! No álbum, constavam Leia mais… »

Sobre a celebrada apresentação de Daniel Alves

O conto dos entusiasmados Nas suas crônicas sobre o país dos Bruzundangas (uma óbvia paródia do Brasil), Lima Barreto mencionava as organizações do entusiasmo. Eram festas que promoviam uma pessoa na base da exaltação. Exaltação a quê? Era o de Leia mais… »

Relembrando mais um jogo do “negão” contra seu freguês predileto, o Corinthians

Em 1962, o então presidente corintiano Wadih Helu levou o clássico contra o Santos para a Fazendinha. Em vão… Meus amigos, naquela época -ápice do tabu- o Corinthians tentava de tudo para vencer o Santos em jogos do Campeonato Paulista: Leia mais… »

Onde estão os centroavantes?

Levantamento recente da Soccerex -que traz os 20 jogadores com menos de 21 anos mais valiosos do mundo- trouxe um dado interessante: nenhum centroavante na lista. A pesquisa mostrou que, entre os jogadores de frente, os chamados pontas (a terminologia Leia mais… »

Brasil x Peru: chegou a hora de acertar as contas de 1978

“Marmelada histórica” Até hoje a história está mal explicada. Tinha onze anos e foi a primeira Copa que acompanhei com atenção. Lembro-me do acontecido com muita nitidez. Além do mais, o que já li e acompanhei de reportagens sobre esse Leia mais… »

Ainda sobre a Copa do Lacre – terminando de cavar minha própria sepultura entre os politicamente corretos

A dona da outra Copa – ou “arque com sua escolha” Marta foi a grande personagem brasileira na Copa do Lacre. Bem mais do que na Copa do Mundo. Explique-se, Mironga. Em campo, o desempenho da monarca se resumiu a Leia mais… »