W3vina.COM Free Wordpress Themes Joomla Templates Best Wordpress Themes Premium Wordpress Themes Top Best Wordpress Themes 2012

Messi é favorito. Mas não se surpreenda: Neymar está na briga

622_26f1c06b-159b-3681-afa8-c2ee5f63264b

Créditos da imagem: ESPN.com.br

Há quase uma década, o mundo do futebol se divide em saber quem é o melhor jogador do mundo: Messi ou Cristiano Ronaldo? Desde 2007, quando o troféu ficou com Kaká, os dois craques quebram recordes e extrapolam nos números, colocando dúvidas na cabeça de muita gente. Argumentos não faltam para os dois lados. Somos privilegiados em assistir, no tempo real, a história sendo feita. Tanto o argentino quanto o português estão entre os maiores de todos os tempos, tendo Messi quatro prêmios, todos seguidos, e Cristiano, três, antes de La Pulga e os dois últimos. Cada qual ao seu estilo, eles encantam com jogadas geniais e eficiência, fatores que levaram os craques a colecionar não só os prêmios individuais, mas títulos em seus clubes.

No meio dessa disputa, surgiu Neymar. O brasileiro desde pequeno é tratado como joia e preparado para ser o melhor do mundo alguma hora. A pressão em cima do antes menino Ney foi a mesma que destruiu vários talentos ainda na base, e que ajudou outros a não corresponderem durante a carreira. Para ser um craque brasileiro de pedigree, é necessário o tal troféu instituído pela Fifa há mais de 20 anos que Romário, Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho e Kaká ganharam. Sem ele, Neymar será uma grande decepção para a opinião pública.

Mas aos 23 anos, Neymar parece nem aí para a pressão. Mesmo dividindo seu tempo entre a vida de celebridade e a de jogador, o craque do Barcelona gasta seu talento naquele que parece ser o grande objetivo, ainda que não assumido. Há quem crave que Neymar será o próximo melhor do mundo, restando saber apenas em que ano conquistará o prêmio. Para a maior parte, Messi, 28 anos, e Cristiano, 30, ainda duelarão nas temporadas seguintes. Mas eu vou além: Neymar tem chances de ser o melhor do mundo já em 2015.

É bom que se diga que ganhar o prêmio não é ser o melhor em absoluto, mas sim, o melhor do ano. E o 2015 do brasileiro tem sido, no mínimo, no patamar dos dois concorrentes.

Primeiro, é prudente esclarecer: Messi aparece, com razão, como favorito a levar ao prêmio. Depois de perder duas vezes para o arquirrival Cristiano, o argentino recuperou o Barcelona e foi o grande nome da temporada da segunda tríplice coroa do clube, com uma média de um gol por jogo. Ponto pacífico. Parece barbada. Mas pode não ser. E não por causa do português.

O final da temporada, e portanto, a primeira parte do ano de 2015, foi o momento em que Neymar assumiu maior protagonismo. Fez gol em todas as fases do mata-mata da Champions, e de lambuja, encerrou a competição com um gol que lhe deu a artilharia do maior torneio de clubes do mundo. Tá bom? Não.

A segunda parte de 2015 reserva um momento ainda mais especial para o brasileiro: sem Messi, fora por dois meses, Neymar chamou a responsabilidade e assumiu um protagonismo que parecia que não seria capaz de fazer, pelo menos não tão cedo. Mas o craque da Seleção desandou a fazer gols e lidera a artilharia de La Liga, da qual o Barcelona é primeiro colocado. E não se deixe enganar pelo pênalti perdido por Neymar na partida de ontem, contra a Roma, pela Champions. Mesmo sem fazer gols, o craque jogou muito. No ano, já são 43 tentos, apenas quatro a menos do que… Messi e Cristiano.

Os números mostram que não podemos considerar o português carta fora do baralho, mas não ter conquistado título costuma atrapalhar na hora da premiação individual. Aí, reforço do favoritismo em cima de Messi e mais uma vantagem para um Neymar que só cresce neste fim de ano. Se decepcionou com a Seleção Brasileira na Copa América, o argentino também nada fez, bem como Cristiano até tenta levar Portugal, mas esbarra na falta de grandes conquistas com a seleção lusitana. Aqui, o empate de zero entre eles joga a decisão para seus desempenhos nos clubes.

Outro fator que ajuda o brasileiro a chegar no topo: Iniesta (noves fora a partida espetacular contra o Real), Ribéry e Neuer, os que chegaram perto dos dois foras-de-série nos últimos anos, não jogaram como em seus ápices. Corre por fora Suárez, que engrenou no time catalão e talvez tenha a chance de aparecer na festa de premiação na Suíça, para muitos, com atraso de um ano após espetacular temporada no Liverpool.

Por fim, é impossível não citar o marketing em cima do carismático brasileiro, que coleciona fãs mundo afora com seu jeito pouco natural, mas inegavelmente cativante. Como se sabe, Neymar já era alçado ao patamar de melhor do mundo antes mesmo de sair do Santos, tudo muito bem arquitetado por seu staff, aliado ao talento absurdo com a bola no pé. Ao contrário de Sneijder, Robben, e o próprio Suárez, entre outros, sobra grife para o camisa 11. E isso, claro, pode ter um peso.

O ano de 2015 ainda tem em Messi seu grande nome. O argentino vai voltando aos poucos ao time e deverá reassumir o protagonismo, confirmando seu quinto prêmio. Caso Messi demore a engrenar e Neymar continue dando as cartas, como está nessa temporada, poderá encerrar o ano com uma impressão excelente. Aí, não se surpreenda se, depois de sete anos, nem Messi nem Cristiano levarem o troféu.

Roteiro da final da Copa do Brasil é parecido com o da final do Paulistão. Mas há uma diferença
"Clássico da Saudade" na decisão da Copa do Brasil de 2015

Escrito por:

- possui 71 artigos no No Ângulo.

Carioca, graduado em Direito e universitário de Jornalismo. Mas antes de tudo, um opinólogo profissional, cronista do cotidiano, comentarista do dia a dia e palpiteiro da rotina.


Entre em contato com o Autor

33 respostas para “Messi é favorito. Mas não se surpreenda: Neymar está na briga”

  1. Matheus Leichsenring Alves disse:

    Só não concordo que o Neymar vai brigar pela bola de ouro pois acho eu que a bola de ouro ja ta garantido para el punga.

  2. retardado baba ovo de gringo

  3. Rafael Mosso disse:

    Vsf, seu merda! Antes de vc vim aki fala merda, tenho sangue de argentino seu cuzao

  4. Vamos messi melhor de todos

  5. Rafael Mosso disse:

    Fazer oq está sim!

  6. Messi eh super favorito, todos sabem q falta soh entregar a ele a bola de ouro mas o mlk Neymar tah jogando muito tbm esse ano ele não leva mas futuramente sim!

  7. Neymidia Vai ser Teu kkkk essa ano.

  8. “Oque Neymar vem fazendo á 5/6 meses, Cristiano Ronaldo faz a 5/6 anos”

  9. Kkkk o piada, a matéria e o neymar são uma grande piada

  10. A temporada de Neymar é melhor que a de MS10 e CR7!

  11. Marne Martins disse:

    Vamo la midia …. Agora ta na hora de ajuda o Neymidia

  12. Mario Walter disse:

    Aí o CR7 ganha e cala a boca de todo mundo.

  13. caramba tem gente q pareci q trm inveja do neymar o mlk é gênio tem qui parabenizar i ñ criticar o cara.neymar melhor do mundo 2015

  14. Gui Vallandro disse:

    Neymar jogou mais e melhor que os dois, pena que esse reconhecimento não vira tão cedo.

  15. ninguém tira essa 5 bola de ouro de messi

  16. Daniel Diniz disse:

    acho que a disputa está entre Neymar e Cristiano Ronaldo

  17. Fabio Eduardo disse:

    Messi mal jogo essa temporada entao favorito na minha opniao é neymar

  18. Até que fim chegou um pra Ganhar de Messi e Penaldo

  19. Esses fdp. Comenta Nao. Entendi. Nada de futebol. O momento. E de neyma. Messi. Jogou nada esse ano. Ainda

  20. Messi ainda é melhor, mas se cuida CR7, Neymar está te desbancando.

  21. Temporada 2014/2015 é do Messi. 2015/2016 por enquanto tá sendo do Neymar

  22. não exagera neymar e que nem pele sempre precisa do garrincha como o empurrão do ganso para neymar ganhar o mérito


Deixe um comentário

Enquete

Qual o maior técnico brasileiro dos últimos tempos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Colunistas

Emerson FigueiredoEmerson Figueiredo

Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Redator, repórter, pauteiro e editor-assistente da editoria de Esportes da Folha. Trabalhou também na Folha da Tarde, Agora São Paulo, BOL, AOL e UOL. Paulistano, acompanha de perto o futebol desde a época em que os camisas 10 dos grandes times paulistas eram Pelé, Rivellino, Gérson/Pedro Rocha, Ademir da Guia e Dicá.

Gustavo FernandesGustavo Fernandes

Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, não resiste a um bom debate sobre esportes, desde futebol até curling. São-paulino, é fundador e moderador do Fórum O Mais Querido (FOMQ). Não esperem ufanismos e clichês. Ele torce, mas não distorce.

Jorge FreitasJorge Freitas

“Prata da casa” oriundo da Coluna do Leitor, este internacionalista é tão louco por futebol que tratou do tema até em seu TCC. Mestrando em Análise e Planejamento em Políticas Públicas, neste espaço une o gosto por escrever com a paixão pelo esporte mais popular do mundo.

Fernando PradoFernando Prado

Natural de Brasília, mas residente em São Paulo desde que se conhece por gente, é um apaixonado por esportes e pela “sétima arte”. Jornalista e advogado, busca tratar o futebol com a descontração que lhe é peculiar, com o compromisso da boa informação e opinião consistente.

José Maria de AquinoJosé Maria de Aquino

Em seus mais de cinquenta anos de carreira, teve passagem marcante pelos principais veículos de comunicação do país, de todos os tipos de mídia, como Rede Globo, SporTV, Revista Placar, O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde e Portal Terra. Além de um expoente do jornalismo esportivo brasileiro, também é advogado de formação.

Gabriel RosteyGabriel Rostey

Nascido dias após a seleção de Telê encantar o mundo e não levar o caneco na Copa da Espanha, esse paulistano é especialista em política urbana. Com formação em gestão do esporte, também encara apaixonadamente o futebol como fenômeno cultural.

Fernando GaviniFernando Gavini

Jornalista há 19 anos, já cobriu Copa do Mundo, NBA, Nascar, Pan, Mundial de vôlei, Copa do Mundo de ginástica, Libertadores e as principais competições do futebol nacional. Começou no A Gazeta Esportiva, passou pelo site do Milton Neves, Agência Estado, Agora São Paulo, Terra, ESPN e está na TV Gazeta. A trabalho, conheceu 8 países, 18 estados do Brasil e mais de 100 estádios.

Assinatura por e-mail

Arquivos

©2017 No Ângulo - Todos os direitos reservados