W3vina.COM Free Wordpress Themes Joomla Templates Best Wordpress Themes Premium Wordpress Themes Top Best Wordpress Themes 2012

Botafogo e Vasco, último ato: a superação contra o respeito

2_1

Créditos da imagem: André Durão

Quando eliminou o arquirrival das semifinais do Carioca de 2015, o torcedor vascaíno bradou, ecoando o seu anti-herói preferido: o respeito voltou. Engasgado com o título que escapou pela bandeirinha do auxiliar em 2014, o Vasco comemorou ainda mais a classificação à final por ter sido com boa dose de polêmica. Afinal, ‘roubado’ é mais gostoso, como o futebol tinha lhe ensinado ano passado.

Do outro lado da chave, o sempre claudicante Botafogo via sua vaga na final assegurada ao vencer o rival-vovô nas penalidades dos goleiros. Também sem dispensar as polêmicas. Campeão da Taça Guanabara e com a melhor campanha do campeonato, o revigorado time de Renê Simões dá esperanças à torcida, mesmo com ela insistindo em recusar a crença de que pode. Não é raro vermos o botafoguense daquele jeito, meio… botafoguense: um misto de satisfação só por ser Botafogo, com resignação pelos últimos tempos de sofrimento.

Mas o time da Estrela Solitária pode conquistar o Carioca de 2015. Pode porque o time se uniu em torno de um objetivo. Pode porque do outro lado não há um Expresso da Vitória. Pode porque se superou e ainda se supera. Pode porque em clássico, afinal, tudo pode.

Pode também o Vasco sair da fila, enfim. Não porque “o respeito voltou”, mas porque há um treinador. Doriva conseguiu dar um padrão ao time. O Vasco sabe como deve jogar e o faz com competência. No limite.

Amanhã, quando o Alvinegro de General Severiano e o Gigante da Colina entrarem no Maracanã  lotado, será o encontro entre dois clubes que pareciam estar abandonados. De um lado, a sensação vascaína de que o respeito voltou. Do outro, o sentimento botafoguense de superação das dificuldades.

Que Vasco e Botafogo engrandeçam o último ato do decadente espetáculo carioca. O Estadual do Rio precisa. E seus torcedores também.

Deu a lógica nos estaduais? Não é bem assim
Gallo de briga?

Escrito por:

- possui 70 artigos no No Ângulo.

Carioca, graduado em Direito e universitário de Jornalismo. Mas antes de tudo, um opinólogo profissional, cronista do cotidiano, comentarista do dia a dia e palpiteiro da rotina.

Entre em contato com o Autor

9 respostas para “Botafogo e Vasco, último ato: a superação contra o respeito”

  1. Acacio Silva disse:

    vasco vamos ser campeaõ hoje

  2. vamos q vamos pra cima


Deixe um comentário

Enquete

Qual o maior técnico brasileiro dos últimos tempos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Colunistas

Fernando PradoFernando Prado

Natural de Brasília, mas residente em São Paulo desde que se conhece por gente, é um apaixonado por esportes e pela “sétima arte”. Jornalista e advogado, busca tratar o futebol com a descontração que lhe é peculiar, com o compromisso da boa informação e opinião consistente.

Gustavo FernandesGustavo Fernandes

Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, não resiste a um bom debate sobre esportes, desde futebol até curling. São-paulino, é fundador e moderador do Fórum O Mais Querido (FOMQ). Não esperem ufanismos e clichês. Ele torce, mas não distorce.

Emerson FigueiredoEmerson Figueiredo

Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Redator, repórter, pauteiro e editor-assistente da editoria de Esportes da Folha. Trabalhou também na Folha da Tarde, Agora São Paulo, BOL, AOL e UOL. Paulistano, acompanha de perto o futebol desde a época em que os camisas 10 dos grandes times paulistas eram Pelé, Rivellino, Gérson/Pedro Rocha, Ademir da Guia e Dicá.

Jorge FreitasJorge Freitas

“Prata da casa” oriundo da Coluna do Leitor, este internacionalista é tão louco por futebol que tratou do tema até em seu TCC. Mestrando em Análise e Planejamento em Políticas Públicas, neste espaço une o gosto por escrever com a paixão pelo esporte mais popular do mundo.

Gabriel RosteyGabriel Rostey

Nascido dias após a seleção de Telê encantar o mundo e não levar o caneco na Copa da Espanha, esse paulistano atua e segue aprofundando estudos nas suas principais paixões: futebol e cidades. Especialista em gestão do esporte, como jornalista também encara o futebol como fenômeno cultural.

José Maria de AquinoJosé Maria de Aquino

Em seus mais de cinquenta anos de carreira, teve passagem marcante pelos principais veículos de comunicação do país, de todos os tipos de mídia, como Rede Globo, SporTV, Revista Placar, O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde e Portal Terra. Além de um expoente do jornalismo esportivo brasileiro, também é advogado de formação.

Fernando GaviniFernando Gavini

Jornalista há 19 anos, já cobriu Copa do Mundo, NBA, Nascar, Pan, Mundial de vôlei, Copa do Mundo de ginástica, Libertadores e as principais competições do futebol nacional. Começou no A Gazeta Esportiva, passou pelo site do Milton Neves, Agência Estado, Agora São Paulo, Terra, ESPN e está na TV Gazeta. A trabalho, conheceu 8 países, 18 estados do Brasil e mais de 100 estádios.

Assinatura por e-mail

Arquivos

©2017 No Ângulo - Todos os direitos reservados