W3vina.COM Free Wordpress Themes Joomla Templates Best Wordpress Themes Premium Wordpress Themes Top Best Wordpress Themes 2012

Neymar deveria sair do Barcelona

neymar0605

Créditos da imagem: ElImpulso.com

Muito se tem comentado sobre a possibilidade de Neymar sair do Barcelona e ir para o Paris Saint-Germain. Eu apoio totalmente a ideia.

Antes de mais nada, acho que é necessário que o  craque brasileiro saia do clube catalão. Neymar é um jogador extraordinário, que pode ser dos maiores da história do esporte, então deve ter planos compatíveis com seu potencial. Ficar no Barcelona – indiscutivelmente o clube dominante no futebol mundial na última década – sob o justamente conquistado protagonismo de Messi, e com a companhia de outros atletas excepcionais, como Luis Suárez e Iniesta, acaba colocando o ex-santista em uma espécie de “zona de conforto”.

Sempre achei que Neymar tinha bola suficiente para ser protagonista do Barcelona ou de qualquer outro time. E ele sempre mostrou lidar bem com o protagonismo no Santos e na Seleção. A questão é que Messi construiu sua trajetória de maior ídolo da história do clube ao longo de dez anos, e ainda é, até que se prove o contrário, o melhor jogador do mundo. Diante disso, não seria fácil para Neymar “roubar” a condição do genial argentino.

Quando Messi esteve ausente, Neymar soube ser “o cara” do time. Depois, com a volta de “La Pulga”, sinto que Neymar foi se apagando cada vez mais, e acabou sendo eclipsado  até por Luizito Suárez (que é um jogador incrível, creio que o melhor do ano até aqui, mas não é do mesmo nível da joia brasileira).

Dado o sucesso recente do clube blaugrana, não vencer a Champions já é visto como um fracasso. A conquista, como a da temporada passada, é encarada quase como natural. E com Neymar sendo coadjuvante. Entendo que não é por acaso que seu desempenho despencou também na Seleção (onde não decepcionava até então).

Embora as notícias mais recentes digam que o craque deve continuar no Barcelona, a principal alternativa seria o emergente Paris Saint-Germain. Acho que seria a melhor escolha possível.

O PSG  é a equipe hegemônica na França e vem há alguns anos se firmando como uma das melhores da Europa. Mas sempre falta algo para conseguir mais internacionalmente. E é aí que entra Neymar.

Com a saída do astro Ibrahimovic, o terreno está todo aberto para o brasileiro ser o dono de uma das equipes mais ricas do mundo. Ao contrário do Barcelona, o PSG não é cheio das glórias e dos craques passados, portanto, Neymar (que já conquistou tudo possível na atual casa) poderia ser o divisor de águas na história do clube, o homem que fez uma equipe francesa chegar, pela primeira vez, aos pontos mais altos do futebol. Para complementar, Paris é a cidade da moda e do glamour, características que vão ao encontro do estilo pop star do ídolo brasileiro.

Para finalizar, vivi dois meses em Paris no final do ano passado – justamente no período em que Messi estava fora e Neymar assumiu as rédeas do Barcelona – e fiquei impressionado com a fama e a idolatria que ele tinha por lá. Inclusive vi um especial de duas horas sobre ele produzido por um canal francês. Tal qual o Barça, o PSG e sua torcida também valorizam o “jogo bonito”, encarnado por ninguém no futebol atual como pelo garoto nascido em Mogi das Cruzes. Sei que é ousado, mas Neymar poderia ser em Paris algo como Maradona é em Nápoles. E está mais do que na hora de voltar a fazer valer o lema “ousadia & alegria”.

O dia em que faltou massagista para a Seleção Brasileira
Ao barrar Cássio, Tite envia sinal à equipe

Escrito por:

- possui 164 artigos no No Ângulo.

Nascido dias após a seleção de Telê encantar o mundo e não levar o caneco na Copa da Espanha, esse paulistano é especialista em política urbana. Com formação em gestão do esporte, também encara apaixonadamente o futebol como fenômeno cultural.


Entre em contato com o Autor

21 respostas para “Neymar deveria sair do Barcelona”

  1. Quem tem que escolher é ele que é dono da vida dele, querem mandar até nas escolhas da vida dos outros.. Kkkkkkkkkk

  2. Gabriel Sousa disse:

    Se ele sair do Barça, Ele vai ser mais um Robinho da vida

  3. Rodrigo BSz disse:

    Concordo, mas não acho que o PSG seja a melhor escolha, visto que o campeonato francês é muito fraco. O melhor destino deve ser o City, que também anseia por um título europeu e agora será comandado por Guardiola.

  4. ELE JÁ RENOVOU COM Barcelona essa semana

  5. Concordo “em partes”, ao citar: possa ser que dê um “boom”, como não. São apenas suposições, porém ao meu ver, ele teria um “boom” na carreira superando Messi ainda jogando pelo Barcelona.

  6. Luca Clarense disse:

    Se sair do Barcelona ele terá que assumir a responsabilidade aonde quer que ele vá. E é aí que mora o problema… ele não está preparado para isso.

  7. Gilberto Maluf (Coluna do Leitor) gilberto maluf disse:

    Todas as vezes que precisamos dele na seleção não jogou com seriedade e deu margem para tomar porrada do adversário. Acaba ou machucado ou expulso. Com mais maturidade será o que precisamos dele.

  8. Gilberto Maluf (Coluna do Leitor) gilberto maluf disse:

    Creio que o time inglês ou Real Madri seria o melhor para ele

  9. Bons argumentos, Gabriel Rostey. Só que, para mim, fazer parte de um Barcelona histórico, que tende a continuar sendo o melhor time do mundo nos próximos anos, não é pouca coisa. Sem falar que o Neymar, mais novo que o Messi, deve ser o substituto natural do craque argentino. Hoje, sair do Barcelona, parece ser um retrocesso na carreira de qualquer jogador. Mas concordo que se ele topar correr esse risco de ir para um PSG ou um Manchester City da vida e a coisa der certo, a carreira dele pode dar um “boom”. Talvez somente assim ele poderá brigar de igual para igual com o Messi e o Cristiano Ronaldo. Enfim, há os dois lados e gostei muito dos seus argumentos. Se eu fosse do “staff” do Neymar, leria com atenção a sua coluna. 😉

  10. Tbm acho, em outro time da pra ele mostrar medo o futebol dele.

  11. O Neymar só deixa o Barcelona quando o Palmeiras ganhar um mundial segundo o Presidente do Clube espanhol numa entrevista a Revista “Marca”

  12. Alan Santana disse:

    Ele n vai sai n ele ta em cs Barcelona


Deixe um comentário

Enquete

Qual o maior técnico brasileiro dos últimos tempos?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Colunistas

Emerson FigueiredoEmerson Figueiredo

Formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Redator, repórter, pauteiro e editor-assistente da editoria de Esportes da Folha. Trabalhou também na Folha da Tarde, Agora São Paulo, BOL, AOL e UOL. Paulistano, acompanha de perto o futebol desde a época em que os camisas 10 dos grandes times paulistas eram Pelé, Rivellino, Gérson/Pedro Rocha, Ademir da Guia e Dicá.

Gustavo FernandesGustavo Fernandes

Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, não resiste a um bom debate sobre esportes, desde futebol até curling. São-paulino, é fundador e moderador do Fórum O Mais Querido (FOMQ). Não esperem ufanismos e clichês. Ele torce, mas não distorce.

Jorge FreitasJorge Freitas

“Prata da casa” oriundo da Coluna do Leitor, este internacionalista é tão louco por futebol que tratou do tema até em seu TCC. Mestrando em Análise e Planejamento em Políticas Públicas, neste espaço une o gosto por escrever com a paixão pelo esporte mais popular do mundo.

Fernando PradoFernando Prado

Natural de Brasília, mas residente em São Paulo desde que se conhece por gente, é um apaixonado por esportes e pela “sétima arte”. Jornalista e advogado, busca tratar o futebol com a descontração que lhe é peculiar, com o compromisso da boa informação e opinião consistente.

José Maria de AquinoJosé Maria de Aquino

Em seus mais de cinquenta anos de carreira, teve passagem marcante pelos principais veículos de comunicação do país, de todos os tipos de mídia, como Rede Globo, SporTV, Revista Placar, O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde e Portal Terra. Além de um expoente do jornalismo esportivo brasileiro, também é advogado de formação.

Gabriel RosteyGabriel Rostey

Nascido dias após a seleção de Telê encantar o mundo e não levar o caneco na Copa da Espanha, esse paulistano é especialista em política urbana. Com formação em gestão do esporte, também encara apaixonadamente o futebol como fenômeno cultural.

Fernando GaviniFernando Gavini

Jornalista há 19 anos, já cobriu Copa do Mundo, NBA, Nascar, Pan, Mundial de vôlei, Copa do Mundo de ginástica, Libertadores e as principais competições do futebol nacional. Começou no A Gazeta Esportiva, passou pelo site do Milton Neves, Agência Estado, Agora São Paulo, Terra, ESPN e está na TV Gazeta. A trabalho, conheceu 8 países, 18 estados do Brasil e mais de 100 estádios.

Assinatura por e-mail

Arquivos

©2017 No Ângulo - Todos os direitos reservados