No Mundial Interclubes, a disputa é sobre quem é melhor ou sobre quem é mais rico?

Créditos da imagem: ovaciondigital.com.uy

Bastou o Barcelona conseguir uma vitória moderada, para seus padrões, sobre o River Plate para que começassem as avaliações derrotistas sobre o futebol sul-americano. É claro que o River e os demais argentinos não estão em sua melhor fase. Por isso, os porteños foram defensivos e até violentos em algumas jogadas. Não há justificativa para isso, mas deve-se levar em conta que encararam o time que neste ano enfiou 4 a 0 no Real dentro do Santiago Bernabéu, fez 6 a 1 na Roma, e … 3 a 0 no poderoso Bayern.

São tempos em que times europeus ricos (cerca de 6 ou 8) estão superiores aos latino-americanos. Aliás, graças a muitos craques revelados deste lado do Oceano Atlântico, como Messi, Suárez e Neymar (a alma do Barça), Cavani, Lucas, David Luiz, Thiago Silva, Lavezzi, Douglas Costa, Marcelo, Pepe, James Rodríguez, William, Oscar etc…

Os clubes latino-americanos, apesar de grandes avanços nos últimos anos, ainda têm em sua maioria administrações pouco competentes. Além de trabalharem com moedas muito pouco competitivas em contratações internacionais. Isso faz com que seus garotos brilhem nos adversários europeus. Mesmo assim, são poucos (acho que dá para contar nos dedos) os que podem se dar ao luxo de considerar favas contadas os duelos contra os latino-americanos.

O europeu Barcelona é, de forma incontestável, o tricampeão do Mundial da Fifa. Mas suas principais jogadas e todos os seus gols no torneio saíram de pés latino-americanos.

A disputa é sobre quem é melhor ou sobre quem é mais rico?

 

Leia também:

8 comentários em: “No Mundial Interclubes, a disputa é sobre quem é melhor ou sobre quem é mais rico?

  1. Os jogadores sul-americanos são e sempre serão os melhores do mundo, pois a “alma de boleiro” é algo que não se introduz em uma cultura, é inato do nosso povo.

  2. JÚLIO CÉSAR, BRAVO, DANIEL ALVES, GODÍN, MIRANDA, MASCHERANO, HERNANES, VIDAL, JONAS… O TÉVEZ, QUE FOI PRA LÁ, BRILHOU E VOLTOU…

Deixe sua opinião e colabore na discussão