Se vencer o Brasileiro, o Palmeiras será eneacampeão? Ou o Flamengo, hepta? Polêmica à vista

Créditos da imagem: Montagem / No Ângulo

Os dois principais concorrentes ao título brasileiro de 2016, Palmeiras e Flamengo, deverão reacender uma polêmica já antiga: o reconhecimento, pela CBF, das Taças Brasil (59 a 68) e do Roberto Gomes Pedrosa (67 a 70), o Robertão, como títulos nacionais. Além da decisão de considerar Flamengo e Sport os campeões de 1987.

Antes de aprofundar a polêmica, façamos um resumo da história. Até o final dos anos 50, o Brasil não tinha um torneio nacional de clubes. Foi com a chegada de João Havelange à presidência da então CBD (em janeiro de 58), que se iniciou a discussão de organizar esta competição. Assim, foi criada a Taça Brasil, disputada entre 59 e 68. Eram campeonatos restritos por um longo tempo a times de menor expressão e que ganhavam a participação dos grandes, principalmente os do Sudeste, nas fases semifinal e final. Foram vencedores: Santos (1961, 1962, 1963, 1964 e 1965), Palmeiras (1960 e 1967), Botafogo (1968), Cruzeiro (1966) e Bahia (1959).

Para se ter uma ideia da fragilidade da Taça Brasil, Santos e Palmeiras, que seriam representantes de São Paulo em 1968, simplesmente abriram mão de participar.

Em 1967, o Torneio Rio-São Paulo, sob o nome de Roberto Gomes Pedrosa, foi ampliado com a participação dos principais times de outros Estados. Foi a primeira organização de um campeonato com os principais centros, muito parecido com o que temos hoje. O Robertão teve quatro temporadas: 67 (Palmeiras campeão), 68 (Santos), 69 (Palmeiras) e 70 (Fluminense).

Em 1971, foi lançado o atual Brasileiro, chamado inicialmente de Primeiro Campeonato Nacional de Clubes. Até por conta de o Governo Militar pregar a integração de Norte a Sul (ou do Oiapoque ao Chuí), o torneio passou a ser considerado a fundação de uma competição representativa de todo o país.

Conceito que perdurou por décadas, até que, em 2010, a CBF decidiu considerar campeões brasileiros todos os vencedores das Taça Brasil e do Robertão. Assim, tivemos casos estranhos, como o Palmeiras bicampeão brasileiro em apenas um ano (1967) ou dois campeões nacionais em 1968 (Santos e Botafogo).

Em 1987, a situação foi diferente. A CBF não conseguia conter a crescente insatisfação dos grandes times, organizados no Clube dos 13, e nem tinha condições de fazer um campeonato nacional com 40 equipes, como era previsto. Assim, houve o racha. O Clube dos 13 organizou a Copa União (chamado de módulo verde), com seus fundadores (Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Santos, Grêmio, Internacional, Atlético Mineiro, Cruzeiro e Bahia) e três convidados: Coritiba, Santa Cruz e Goiás. A CBF realizou uma competição própria (módulo amarelo) com outras 16 equipes.

Para tentar valorizar seu torneio, a CBF propôs um quadrangular entre os dois primeiros colocados em cada módulo para definir o campeão brasileiro. Eurico Miranda, que representava o Clube dos 13 na reunião, aceitou. Mas o Flamengo encabeçou um movimento contra a ideia. Assim, Flamengo e Inter, campeão e vice do módulo verde, se recusaram a enfrentar Sport e Guarani, vencedores do amarelo. Resultado: a CBF reconheceu como campeão brasileiro o Sport, que representou o país, ao lado do Guarani, na Libertadores de 1988.

Em 2011, a CBF declarou Flamengo e Sport campeões brasileiros de 1987. E deu início ao litígio entre são-paulinos e flamenguistas pela posse da “Taça das Bolinhas”, que deveria ser entregue em definitivo ao primeiro pentacampeão nacional. O Flamengo considera que atingiu a marca em 1992. O São Paulo, que presidia o Clube dos 13 em 87, contesta. E a pendenga ainda continua.

Perdoem o texto longo, mas achei importante dar uma passada na história que muitos ainda não conhecem por completo. E aproveito para dar meu modesto pitaco. Acho que os Roberto Gomes Pedrosa têm que ser considerados títulos brasileiros, por terem sido os primeiros torneios de abrangência nacional. As Taças Brasil não. Foram competições esvaziadas em que os grandes disputavam no máximo quatro partidas.

Sobre a Copa União, a questão política deve dar lugar à obviedade técnica. Os campeonatos nacionais reúnem as principais equipes do país. Em 87, elas estavam no torneio do Clube dos 13, vencido pelo Flamengo.

Portanto, considero que, se o título de 2016 ficar entre Palmeiras e Flamengo (como tudo indica – com favoritismo disparado do time paulista), teremos o primeiro heptacampeão nacional. Mas esta velha discussão certamente voltará para animar as rodinhas de torcedores de futebol.

39 comentários em: “Se vencer o Brasileiro, o Palmeiras será eneacampeão? Ou o Flamengo, hepta? Polêmica à vista

  1. Como sempre, ótima explicação, Emerson Figueiredo!

    Eu não consigo concordar com o que fez a CBF. Se é verdade que a Taça Brasil e, especialmente, o Robertão mereciam maior destaque (eram quase ignorados), não é na base da canetada e equiparando ao Brasileirão que isso pode ser feito! Ou seja, chegamos a uma situação na qual a Taça do Brasil equivale ao Brasileiro, e a Copa do Brasil não é nem considerada “título nacional”.

    Sobre a polêmica de 87, vou contra a maré, mas acho que os dois devem ser considerados campeões. Se é incontestável que o Flamengo venceu “o de verdade”, não entendo como tanta gente acha natural que o vice (Guarani) e o terceiro colocado (América) do ano anterior tenham simplesmente sido arrancados por fatores externos de qualquer possibilidade de lutarem pelo título. Se tivesse havido o confronto entre os campeões dos dois módulos, como queria a CBF, acho que estaria resolvido. Como não houve, sou favorável a uma “concentação” mesmo.

  2. Bom texto Emerson Figueiredo.
    Acho que não podemos retirar os títulos do Robertão e da Taça Brasil. Por isso, quando os Palmeirenses dizem que o time é o maior campeão nacional, não discordo. Mas quando dizem que serão enea-brasileiro, é só pegar a tabela desde 1971 e ver que o time ainda luta pelo penta.
    Já em relação ao Flamengo, gosto de dividir os títulos. Ambas as torcidas comemoraram, então pra que desiludir alguma das duas? Se temos na Taça Brasil dois campeões no mesmo ano, por que não termos também em 1987? Acho válido e justo.

    1. Sou Palmeirense e vou ser DEMOCRÁTICO ao dizer, o BRASIL é o unico país (ENTRE OS GRANDES CAMPEONATOS NACIONAIS) que demorou tanto pra ter um campeonato de abrangência NACIONAL, não podemos menosprezar/esqucer dos feitos conquistados pelo Santos de Pelé, pelo Palmeiras do Divino e pelo Botafogo do Garrincha, acredito que mesmo se tivesse uma outra organização os campeões seriam os mesmos, pois realmente tinham os melhores elencos da época, tanto é que essas competições é q credenciavam para a Libertadores, se fosse mudar algo, seria cabivel Converter as taças brasil em Copas do Brasil, e Manter os Robertoes como Brasileiros. (Mas dificilmente isso será mudado).
      Sobre o flamengo, pra mim ele é Hexa atualmente.

      Obs. Vivemos em uma cultura clubista, em que os torcedores dos seus clubes menosprezam os titulos dos outros. (Isso vale para a nossa midia jornalistica também).

    1. Paulo S. Smith ,mas tinha haver o confronto entre o módulo dele e o do sport!!quem esta desinformado aqui é vc parceiro!!e detalhe,em virtude disso,pelo regulamento teria q ter sido rebaixado,mas pela quarta ou quinta vez fizeram de tudo pra livrar teu time,,,o q não é novidade pra ninguém!!!

  3. Gente, Taça Brasil e o Robertão correspondiam ao campeonato nacional da época. Dando inclusive vaga para libertadores. E consecutivamente o intercontinental (mundial).
    Esses campeonatos foram somente modificados e mudaram os nomes para se igualar ao europeus.
    E não reconhecer esses títulos é o mesmo que menosprezar a história dos grandes clubes do futebol nacional, já que esses torneios representavam o maior título nacional da época.
    Não podem ser descartados !
    Então vamos lá, se reformularem a libertadores, quer dizer que não é mais libertadores ? Aí todos os times passam a não ter libertadores ?
    Muito mimimi. Os campeonatos sempre serão modificados. Porém continuam representando o mesmo título.
    Podem chorar, mas Santos e Palmeiras se igualam ainda em 8 brasileiros cada. Quer queiram, quer não !

    1. Paulistas e Cariocas só jogavam quando tinha 6 times só, tem q discrição certa,
      Tipo,
      Palmeiras é Tetra Campeão Brasileiro, e o Resto é Taça Brasil, como pode ser duas vezes Campeão num ano só?
      Tem q Definir a CBF
      Taça Brasil é Taça Brasil
      BRASILEIRÃO É BRASILEIRÃO.

    2. Olha Dênis Martins, eu entendo o seu argumento, mas é justamente do que eu discordo. Uma coisa é reconhecer esses títulos, e eles devem sim ser reconhecidos.

      Se amanhã ou depois a coisa mudar totalmente na Libertadores, de modo que a temporada passe a ser centrada nela, ela tenha mais jogos do que os campeonatos nacionais e se torne um verdadeiro “Campeonato Sul-Americano de Clubes”, eu vou achar muito justo que ela tenha um status diferente da atual Libertadores. Isso não quer dizer que a Libertadores será apagada, mas simplesmente que é um título diferente.

    1. Já conhecia a história do clube dos 13. Vc vai achar q é clubismo, mas n acho válido o Robertão ser considerado brasileiro, pq na real n era msm. O brasileiro ainda n existia, e considerar outro campeonato como tal n é válido na minha opinião. Já o clube dos 13, a CBF simplesmente usou da politicagem pra declarar o Sport campeão pelo fato do flamengo n ter se rendido a algo que eles mesmos causaram quando decidiram nao realizar o brasileiro daquele ano. Mas mano, flamengo e palmeiras estão disponibilizando um espetáculo pra todo mundo.

    2. vou ser DEMOCRÁTICO ao dizer, o BRASIL é o unico país (ENTRE OS GRANDES CAMPEONATOS NACIONAIS) que demorou tanto pra ter um campeonato de abrangência NACIONAL, não podemos menosprezar/esqucer dos feitos conquistados pelo Santos de Pelé, pelo Palmeiras do Divino e pelo Botafogo do Garrincha, acredito que mesmo se tivesse uma outra organização os campeões seriam os mesmos, pois realmente tinham os melhores elencos da época, tanto é que essas competições é q credenciavam para a Libertadores, se fosse mudar algo, seria cabivel Converter as taças brasil em Copas do Brasil, e Manter os Robertoes como Brasileiros. (Mas dificilmente isso será mudado).
      Sobre o flamengo, pra mim ele é Hexa atualmente.

      Obs. Vivemos em uma cultura clubista, em que os torcedores dos seus clubes menosprezam os titulos dos outros. (Isso vale para a nossa midia jornalistica também).

    3. Sim, todo mundo tender a puxar pro seu lado n só em relação ao esporte. N estou menosprezando o título de nenhum dos clubes. Com certeza tiveram méritos e provavelmente seriam campeões se a disputa estivesse em outros modelos como vc msm disse. Se reconhecerem dessa forma, não ficaria surpreso pq isso é questão de interpretação e opinião. Mas na real, isso só iria gerar mais polêmica.

    4. Ent vey, sempre gera polemica, mas a culpa disso é da CBF e em outros casos a culpa é da FIFA (Mundial de 2000 do corinthians, sendo que no mesmo ano qm ganhou a libertadores foi o Boca, que enfrentou o Real campeao da champions no mundial em Tóquio, isso no msm ano).

  4. brasileiro e de 1971 pra ca, e nesse formato original o verdinho ae so tem 4 e se vencer mesmo sera penta, ja o menguito sobre o titulo de 1987, 1987 e do sport e o que diz o sistema da CBF, e se vencer se igualara ao coringão e as meninas do morombi com 6 conquistas cada, pois estes sao os maiores campeões brasileiros da historia, a maior porcaria que a CBF fez foi isso ae, reconhecer titulos do tempo que inventaram o camborão, taça gomes pedroza, e taça gomes pedroza, robertão e robertão, e pronto, nao tem nada ver com o brasileiro, essa taça gomes pedroza teve timinho ae que venceu 2 vezes no mesmo ano e mole?? isso e brasileiro nao e, brasileirão e de 1971 pra, ainda bem que o meu time nao ganhou essas porcarias ae de tal de taça gomes pedroza, e robertão, tem 6 titulos e sem fax, como muitos ae, a unica coisa que talvez pode ser discutido ae e o titulo de 1987 entre sport e menguito e so, o resto e palhaçada, #BrasileiroEDe1971PraCa!!!

    1. E se o seu time tivesse vencido esses mesmos torneios e tivesse destaque naquela época? Será que ainda assim você pensaria desta forma?

  5. Pra mim taca brasil e o mesno que brasileiro simpremente com alteracoes de nome com tempo se passando.os que nao acha que e considerado brasileiro reconhecido pela cbf e porq os times que torcem nao conseguiro ganhar por incopetencia por si mesmo.meretos ao santos e palmeras.

  6. Não existe discursão sobre o assunto, o que existe é um monte de mimimi de torcedores de times que não tiveram competência de vencer a taça brasil e o torneio roberto Gomes pedrosa, o dossier do jornalista odir cunha comprova que a taça brasil foi criada em 1955 no primeiro congresso da CBD para se apurar o campeão brasileiro interclubes e que foi posto em disputa apartir de 1959 com a criação da copa dos campeões da América (antigo nome da Libertadores) onde por regulamento só aceitava 1 representante de cada pais sul-americano e que deveria ser obrigatoriamente o campeão nacional. Toda imprensa da época classificavam seus os campeões como campeões brasileiros. O taça brasil foi disputada da melhor maneira possível da época pelas dificuldades de logística em um pais continental e onde também os clubes eram pobres vivendo somente pelas rendas dos jogos. O torneio Roberto Gomes Pedrosa reunia os 7 estados mais fortes do pais e os próprios boletins oficias da CBD dos anos 70 reconhecia os campeões como campeões brasileiros igual aos de 1971 pra cá. O fato de ter 2 campeões no mesmo ano não é absurdo já que tivemos vários outros acontecimentos como o paulistão que já teve 14 vezes 2 campeões, no rio de janeiro 8 vezes e o flamengo ganhou 2 em 1979, o mundial de clubes teve 2 campeões em 2000 boca jrs e Corinthians já que a imprensa e os clubes vencedores da copa intercontinental consider esta copa mundial de clubes. Temos vários países latino-americanos que tem 2 campeões por ano houve também na copa américa de seleções em 1959 2 campeões em 2 torneios. Em fim, é só mimimi mesmo. Palmeiras eneacampeão.!!!

  7. O problema do Brasil é o brasileiro! E o futebol só reflete isso. A tão aclamada “nação rubro negra” nada mais é do que a maioria da população do RJ: bandidos, delinquentes, ignorantes e analfabetos. Uma vez que a INSTÂNCIA MAIOR DA JUSTIÇA NO PAÍS JÁ DECIDIU QUE O CAMPEÃO DE 1987 É O SPORT, NÃO EXISTE MAIS POLÊMICA! A justiça é prescritiva. Para mulambo analfabeto eu explico: QUANDO A JUSTIÇA DECIDE ACABOU. Ficar dizendo que o flamengo é hexa equivale epistemologicamente a dizer que roubo não é crime, que 2+2=5, que positivo com negativo se repele, que água e óleo de misturam. Esse Zé ninguém que escreveu esse artigo horroroso sequer apresenta um argumento pra defender a sua falácia. Então aqui está a verdade de vida:
    http://stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=311893

    CARIOCAS, VOCÊS PRECISAM APRENDER A RESPEITAR A LEI, COM ELA NÃO SE DISCUTE NEM SE QUESTIONA. Flamengo é penta, Palmeiras será eneacampeão e quem está dizendo não sou eu E O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL! FIM DE PAPO PARA TODO SEMPRE.

  8. Outra coisa, o autor do texto se engana quando disse {“” para se ter uma idéia da fragilidade da taça brasil, Palmeiras e santos que seriam representantes de são paulo em 1968 simplesmente abriram mão de participar””}. Veja, se seguirmos a lógica do autor do texto, no brasileirão de 1979, São Paulo FC, Corinthians, Santos, portuguesa e Ponte Preta também abriram mão de disputar o brasileirão desde ano então isto também demonstra toda a fragilidade dos torneios disputados desde 1971 ???????

  9. A questão é realmente complicada, contudo, dizer que os títulos conquistados por Pelé não merecem uma relevância como há dos campeonatos brasileiros a partir de 1971 sinceramente me faz até sorrir, por que? Sinceramente eu preferiria dizer que tive o privilégio de vê as conquistas e gols marcados pelo Santos de Pelé, pelo Palmeiras de Ademir da Guia, pelo Botafogo de Garrincha e outros CRAQUES que compunham o elenco desses times, escrevo craques com letras maiúsculas, pois estes de fato davam gosto de assistir e o que temos hoje? Com todo respeito e sem querer menosprezar qualquer clube ou jogador, mas, os jogadores hodiernamente não jogam nem 30% do que aqueles times da década de 60 jogavam e olha sou palmeirense, mas, não troco o Palmeiras de hoje pelo de Ademir, ainda que esteja satisfeito com a atual campanha do verdão, por isso em nome do bom futebol neste quesito a CBF acertou em reconhecer os títulos desses clubes, nada mais que merecido.

  10. “Uma imprensa que não respeita a própria história não pode ser uma imprensa séria”
    Vou adiantar a discussão que deveria só ocorrer em aproximadamente 60 anos:
    …Esses times que se dizem campeões mundiais, na realidade não são, pois os campeonatos ditos mundiais não tiveram representantes do continente Antártico…

  11. Interessante essa discussão. Porém, para ter uma opinião formada, é preciso estar bem informado. Sugiro que os queridos colegas deste blog, leitores e comentaristas, aproveitem a Black Friday, nesta sexa-feira, dia 25 de novembro, e adquiram o Dossiê que unificou os títulos brasileiros no http://blogdoodir.com.br/ Só nesta sexta por apenas 25 reais. Com o documento na mão suas opiniões serão muito mais abalizadas. Acabemos com os achômetros. Vamos aos fatos e argumentos. Abraços a todos!

  12. Apenas o Corinthians possui 6 Campeonatos Brasileiros, pois antes de 1989 nenhum título se chamava Campeonato Brasileiro.

    Chorem antis!

Deixe sua opinião e colabore na discussão