Um conto de fadas na terra da Rainha

Créditos da imagem: goal.com

24 de maio de 2015: o Leicester goleava o Queens Park Rangers por 5×1 e escapava do rebaixamento na última rodada da Premier League.

02 de maio de 2016: o Leicester é campeão da Premier League, com duas rodadas de antecedência, após o Tottenham empatar por 2×2 com o Chelsea.

Que maravilhoso observar que, assim como a vida, o futebol também dá novas chances.

E que história os rapazes de Leicester escreveram, sob o comando de Cláudio Ranieri.

Ranieri que também se reinventou e nasceu de novo para o mundo da bola. Acusado de ultrapassado, decadente e estigmatizado por não ter títulos de grande expressão no currículo, o italiano fez mágica. De demitido da seleção grega, após uma vexatória derrota para Ilhas Faroe, o técnico de 64 anos conquista a Liga mais rica e competitiva do mundo.

E o que dizer dos atletas? Jogadores até então desconhecidos de grande parte da mídia e dos torcedores. Atletas como Mahrez e Kanté, que zanzaram por divisões inferiores da França. Kasper Schmeichel, o goleiro de 29 anos, era “apenas” o filho da lenda Peter Schmeichel. Huth sempre foi visto como um grandalhão atrapalhado, que servia mais para atacar do que para a sua função própria de zagueiro. Okazaki, um atleta de renome no Japão, mas com passagens apagadas pelo futebol alemão. Morgan, Drinkwalter, Ulloa, todos atletas com passagens por equipes modestas e sem grandes feitos na carreira. Menção honrosa a Andy King, que conquistou a terceira divisão (2009) , a segunda divisão (2014) e agora a Premier League, todos com a camisa do Leicester. Mas o maior retrato dessa conquista épica, é ele, Jamie Vardy. O atacante de 29 anos, que perambulou por equipes semi-amadoras das divisões inferiores da Inglaterra , chegou a conciliar a carreira no futebol com trabalhos em fábricas. E como personagem principal desse enredo surreal, Vardy fez 22 gols na Premier League, encantou o mundo e chegou até a seleção inglesa. É nome certo na Eurocopa e nome carimbado na lista de contratações de grandes equipes do Futebol Mundial.

Meus amigos, amantes desse esporte maravilhoso. Essa temporada ficará eternizada em nossas mentes e corações. A temporada em que um “nanico” ousou desafiar os poderosos milionários. Ousou, desafiou, encantou e venceu.

Parabéns, Leicester City! Seu feito – tenho certeza – fez com que muitos ficassem ainda mais fãs de futebol. Afinal, tanto na vida quanto no esporte, só queremos que o conto de fadas tenha um final feliz.

13 comentários em: “Um conto de fadas na terra da Rainha

  1. Que maravilha, Juliano Ravanelli! Nós que tanto amamos este esporte, sabemos da representatividade do título do Leicester. O Ranieri já pode encerrar a carreira! Nós testemunhamos a história sendo feita! 😉

  2. A-DO-REI ver os milionários Chelsea, Manchester City & cia comendo poeira do GIGANTE (na alma e no futebol jogado!) Leicester.

    EMOCIONANTE!!!

    1. Cara, lembrei do Palmeiras na hora. Um clube que contrata mais de 70 jogadores e não dá em nada. O Leicester vai lá, com um brilhante trabalho e leva a taça. Sem comparar é claro o futebol de um e outro.

Deixe sua opinião e colabore na discussão