Neymarketing

Créditos da imagem: @PSG_inside/Twitter

O mundo do futebol estremeceu: Neymar foi comprado pelo PSG por mais de 200 milhões de euros (valor recorde – e de longe).

Há muitos pontos neste assunto que a imprensa tem tratado, como comportamento, negociações, torcida, revoltas, amores, fatores técnicos etc. Mas vou me atentar a dois pontos, um menos técnico e outro baseado na minha visão empreendedora da coisa.

Primeiro ponto – Não é só futebol
Neymar recebeu uma singela e bonita homenagem de Messi, um dos maiores jogadores da história. Simplesmente isso mostra o quanto a linha de disputa entre os dois era o menor dos problemas, pareciam dois amigos de infância jogando e comemorando. Afinal, o Neymar chegou no Barcelona com o Messi já consolidado e preterido naquele ano  da disputa pelo que seria sua 5ª Bola de Ouro. Foi homenageado por um grande ídolo, o que é um privilégio e uma honra. Isso mostra que Neymar se consolidou e carrega grande respeito de seus companheiros. Para nós, amantes do futebol, só restará a lembrança dessa grande parceria dentro de campo.

Ponto principal: um grande negócio além do futebol
O ponto principal deste texto é uma observação sobre como a venda do Neymar é, antes de tudo, um grande negócio. Antes que muitos venham a comentar e amplificar as paixões futebolísticas, eu gostaria de convida-los a pensar nessa pequena análise como negócio.

Falar sobre Neymar é algo que vai além do futebol, e qualquer observação neste sentido seria inútil (segure seu coração, torcedor). Convenhamos, o Neymar é mais que um jogador de futebol, ele é um grande produto de marketing, muito bem vendido, e isso vai atrair o quíntuplo do valor investido pelo PSG. Você acredita que ele foi contratado por conta do sonho antigo do PSG de conquistar a Champions? Sim ele foi, mas esse preço não justifica, e eu te provo isso.

Quer uma prova? Veja o gráfico dos #GoogleTrends dos últimos dias, o Barcelona X PSG.  Estamos falando de dois clubes, embora saibamos quem tem mais história. Mas, meu amigo, olha a relevância do PSG em relação ao Barça:

Google Trends, 02/08/2017

Basicamente, a onipresença do Neymar já causou este efeito. Mas vamos falar de dinheiro: o PSG tem muito dinheiro, mas é um time sem alma, é uma seleção sem um grande ídolo, e eles enxergaram no Neymar a possibilidade de construírem essa relação torcida + ídolo. É indiscutível que Neymar é um craque e tem um carisma fora de série, mas no Barça o espaço era dividido; no PSG ele é o coração que faltava. Confesso que agora o time ganha um apelo emocional para os torcedores flutuantes do bom futebol.

O valor investido de longe poderia ser dividido para contratar três a quatro ótimos reforços, mas o valor que se pode arrecadar com um jogador como Neymar é gigante!

Apenas como exemplo, uma camisa do PSG custa EUR 140,00. Estima-se que um jogador popular como Neymar agregue um volume de venda de até 10 milhões de camisas pelo mundo durante a vigência de seu contrato. Vamos fazer uma conta básica: isso geraria um montante de 1,4 bilhão de Euros. Obviamente que essa é uma previsão otimista, mas que venda um terço disso em quatro anos, não estaria pago o investimento?

PSG Store, 02/08/2017

Entendem agora? Não é futebol apenas, também é marketing! E nesse ponto, querendo ou não, Neymar também é craque. Quer a prova? Veja este outro gráfico dos #GoogleTrends (Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo). Hoje quem lidera o ranking de relevância no mundo da publicidade é o Cristiano Ronaldo, que tem mais tempo de carreira:

Google Trends, 02/08/2017

Como se diz no conceito de marketing, Neymar está “mudando de praça”, onde não tem concorrentes à sua altura e acrescentará muito valor ao time.

Agora é sua vez, Neymar. Boa sorte!

7 comentários em: “Neymarketing

  1. Exatamente, Nichollas Marshell! O Neymar era uma oportunidade de mercado única, de um astro mundial, carismático e cracaço que não era o “dono” do seu time. Por isso foi feita essa oferta hostil, que mesmo sendo assim tão surreal, deixou o Barcelona insatisfeito.

  2. PERFEITO! NEYMAR É CRAQUE DENTRO DE CAMPO E TAMBÉM NO MARKETING! E VAI GERAR MUITO RETORNO AO PSG, QUE DE BOBO E LOUCO NÃO TEM NADA!

Deixe sua opinião e colabore na discussão