Um Fla-Flu esperado por toda uma geração

Créditos da imagem: NetFlu

Flamengo e Fluminense começam a decidir, neste domingo, o Campeonato Carioca. Os dois melhores times nos “pontos corridos” chegam com méritos. A equipe de Abel Braga mostra futebol ofensivo e veloz, um dos mais vistosos do país. Os comandados de Zé Ricardo, mesmo dividindo atenção com a Libertadores, estão invictos no campeonato.

É verdade que o torneio estadual já não vale muito como há 30 anos. É verdade também que o Flamengo está – e tem que estar mesmo – mais preocupado com a Libertadores, como o Fluminense também estaria se estivesse na competição. Ainda é verdade que a fórmula e o inchaço do “mais charmoso estadual do país” atrapalha demais o desenvolvimento do campeonato, afastando milhares de torcedores dos estádios.

Mas ainda é um Fla-Flu. E um Fla-Flu decisivo aguardado por toda uma geração de rubro-negros e tricolores.

A última vez que os rivais se encontraram de maneira decisiva foi esse mesmo que você está pensando. Era 1995 e o badalado centenário do Flamengo de Romário foi maculado na barrigada de Renato Gaúcho, líder de um Fluminense em crise financeira. O jogo não era exatamente a final, mas a última rodada da fase decisiva, o que acabou dando no mesmo: taça nas Laranjeiras.

Final mesmo foi quatro anos antes, quando o Flu levou a Taça Guanabara e o Fla, a Taça Rio: empate de 1 a 1 no primeiro jogo e um 4 a 2 para o Flamengo de Júnior, Zinho e Gaúcho no segundo, título para a Gávea.

Em linhas gerais, são mais de 20 anos (22 ou 26, dependendo do critério) sem uma decisão entre Flamengo e Fluminense. Nesse tempo, jogos marcantes de semifinais e finais de turno, pênaltis espíritas, goleadores improváveis, atrações para todos os lados, mas valendo a taça mesmo, nada.

E não pense que por ser Campeonato Estadual vale pouco. Para o rubro-negro, apesar do foco na Libertadores, o título seria o primeiro de Zé Ricardo e significaria o fim de um jejum incômodo de três anos sem ganhar nenhum troféu. Para o Flu, um reinício avassalador do trabalho de Abel Braga, o “Alex Ferguson das Laranjeiras”, com aposta na badalada categoria de base dos “Garotos de Xerém”.

A expectativa é de casa cheia, pelo menos na finalíssima. Afinal, o clássico mais famoso do Brasil novamente valerá um título.

6 comentários em: “Um Fla-Flu esperado por toda uma geração

  1. Realmente, tanto que vai ser o primeiro grande Fla-Flu decisivo do novo Maracanã!

    E para ajudar, esta final está MESMO sem favorito! Se for para sair do muro e arriscar, acho que em finais costuma ganhar o time que está com mais fome, e acho que esse time é o Fluminense, enquanto o Flamengo está mais focado na Libertadores. Mas esta final é ainda bem mais imprevisível do que o normal!

Deixe sua opinião e colabore na discussão