Pot-pourri da quarta de Libertadores, Copa do Brasil e Champions

Créditos da imagem: Montagem / No Ângulo

– Futebol é estranho: por mais que seja a segunda vitória do Palmeiras “na bacia das almas” em suas duas partidas em casa pela Libertadores até aqui, acho que esse tipo de resultado é bom para a formação do caráter da equipe. Mas algo está errado, não há justificativa para tantas dificuldades contra equipes estrangeiras. Dessa vez há o atenuante de que o Peñarol é um gigante do futebol mundial e tem muita camisa, mas é muito drama para uma partida como mandante. Mas se considerar também o Jorge Wilstermann, preocupa.

– Esses gols nos acréscimos simplesmente garantiram a sobrevivência palmeirense na Libertadores. Não fossem os acréscimos fora dos padrões (que foram sim justificáveis, mas não são usuais), o poderoso elenco do campeão brasileiro estaria com grandes chances de ser eliminado já na fase de grupos.

– Em um Maracanã lotado (pra variar), o Flamengo conquistou uma vitória fundamental para se classificar em um dos grupos mais difíceis da competição. O começo foi avassalador e serviu como resposta para os anseios da torcida que era devida desde a vitória contra a San Lorenzo. Ótima notícia foi ter seus “medalhões”, Guerrero e Diego (que preocupa pela entorse no joelho) chamando a responsabilidade.

– Com duas partidas em casa ainda neste “returno” da fase de grupos, o Atlético Paranaense ainda tem grandes chances de se classificar. Mas precisa vencer o Flamengo, na próxima partida em Curitiba.

– Inter x Corinthians foi um jogaço, o melhor que vi neste ano no Brasil! Melhor do que os da Champions desta semana, por exemplo. Duas equipes “modernas” em busca da vitória, com estádio cheio e moderno, alternância de domínio, chances para os dois lados a todo momento, poucas faltas e muita bola rolando (sem ceras, briguinhas ou pressão no árbitro). Para a classificação, obviamente não está definido, mas o Corinthians é claro favorito.

– O elenco do Internacional é muito interessante e prevejo que “passeará” na Série B do Brasileirão. Sempre fui fã de dobradinhas de volantes e laterais, e é exatamente o que ocorre pela direita com William/Edenílson e  pela esquerda com Carlinhos/Uendel. E Valdívia precisa ser recuperado urgentemente, é um jogador diferente e que tem potencial para ser titular de qualquer equipe brasileira.

– Gosto deste time do Corinthians e fico curioso para saber como será seu desenvolvimento quando tiver tempo para treinar. Os pratas-da-casa Maycon e Arana (desde Kléber eu não via um lateral tão certeiro nas assistências) estão entre os pontos fortes, e penso que mesmo Léo Jabá mostra qualidade para merecer mais oportunidades e vir a substituir Romero (ponto fraco absoluto da equipe). Sempre tem se saído bem nos jogos grandes, e é justamente por confrontos do tipo que o Brasileirão é composto, o que pode ser animador para a Fiel.

– Há tempos acho que o Real Madrid é o melhor time do mundo, e fico impressionado como parece não ter falhas! Coeso taticamente, determinado, confiante e cheio de “cracões”. Se o Barcelona é mais cultuado pelos atacantes geniais e dribladores, tem uma série de falhas e uma formação com muitos altos e baixos, enquanto os merengues são quase homogêneos na condição de “a excelência” do futebol praticado hoje. Se não são geniais, Marcelo, Modric, Kroos, Bale, Benzema e Cristiano Ronaldo (nem ele, por mais gols que faça) são senhores da bola, jogadores tremendamente técnicos e do tipo que fazem tudo bem, capazes de mudar o ritmo da partida quando querem.

– Racionalmente eu não consigo imaginar quem pode eliminar este todo-poderoso Real Madrid. Apesar disso, em Munique mesmo o Bayern poderia ter encaminhado a classificação se Vidal fizesse o gol de pênalti que seria o 2 a 0. Enfim, felizmente disso o futebol se encarrega, afinal, sempre aparece alguém para impedir um bicampeonato de Champions League.

3 comentários em: “Pot-pourri da quarta de Libertadores, Copa do Brasil e Champions

  1. O jogo do Palmeiras foi muito ruim, especialmente o primeiro tempo, um time com tantas opções o tempo todo afunilando o jogo contra o ferrolho uruguaio. A partida Corinthians x Inter foi mesmo sensacional! Destaco as atuações dos goleiros, são Marcelo Lomba. O placar justo seria uns 4×4… Sobre o Real: faltou falar do Casemiro, esse menino é um gigante da posição dele, sem ele não sei se o Real seria tão fantástico.

Deixe sua opinião e colabore na discussão