2018, o ano de Vitor Bueno

Créditos da imagem: Ivan Storti / Santos FC

Sem Lucas Lima, Santos deve apostar as fichas no jovem que foi a revelação do Brasileirão 2016

Pode soar esquisito, mas Vitor Bueno contundiu-se na hora certa.

Veja, com um futebol oscilante (que ainda assim lhe conferia os melhores números do elenco na temporada até então), o jovem meia já começava a ser questionado e até perseguido por parte da exigente torcida santista por ocasião de sua contusão, quando o Santos, ainda comandado por Dorival Júnior, vivia um momento bastante turbulento – foi assim durante praticamente o ano todo, aliás.

Mais experiente depois da pausa forçada na carreira, Vitor Bueno tem tudo para fazer de 2018 o seu ano.

Além de saber fazer gols, como bem frisou o eterno ídolo santista Giovanni, o talentoso jogador pode tanto fazer a função de meia armador mais centralizado (uma necessidade do time após a saída de Lucas Lima) como a de quarto homem, quase como um atacante pela direita – função em que, penso, o seu excelente aproveitamento nas finalizações poderia ser mais útil à equipe.

De maneira que, independentemente de sua posição em campo, Vitor Bueno deve figurar entre os titulares do Peixe em 2018, já que é um atleta de muito repertório técnico e que tem tudo para crescer taticamente nas mãos do promissor Jair Ventura.

E segue o jogo.

12 comentários em: “2018, o ano de Vitor Bueno

  1. A minha esposa até deixa eu ir para o bar com os meus amigos. Mas antes, tenho que lavar a louça, lavar o banheiro, arrumar o quarto e colocar o lixo na rua.
    Aí quando chego no buteco os meus amigos já foram embora…

Deixe sua opinião e colabore na discussão