A culpa e o cuspe

Créditos da imagem: Marco Galvão/ Fotoarena

O Palmeiras multou o atacante Deyverson em R$ 350 mil após a cusparada deferida contra o volante Richard no clássico contra o Corinthians pelo Paulistão no sábado passado.

Dentre todas as atitudes humanas, cuspir certamente é uma das mais baixas e remete a tempos de irracionalidade e descivilização.

Fosse o Brasil um país sério e o TJD-SP uma entidade realmente punitiva, Deyverson pegaria um gancho que o afastaria do restante do campeonato, para exemplo do que não se deve fazer dentro de campo.

Mas não é a de Deyverson a única atitude lamentável pós Dérbi 360.

A impressão até aqui, passada mais de uma semana da expulsão, é que o Palmeiras encontrou no atacante a culpa por ter perdido o terceiro clássico nos últimos quatro duelos contra o maior rival em seu estádio.

Não se fala da incapacidade da equipe em criar jogadas e finalizar a gol. Também não se fala do sumiço de Lucas Lima, Dudu, Borja e de tantos outros badalados jogadores que foram engolidos pela defesa corintiana. Muito menos se toca no assunto de Carille se sentir em casa quando pisa no Allianz Parque.

Felipão, com o melhor elenco do Brasil, não consegue demonstrar um bom futebol desde que assumiu o Palmeiras no ano passado.

Embora tenha conquistado o Brasileirão sem sofrer nenhuma derrota, é falta de conhecimento alegar que o Palmeiras jogou um grande futebol em qualquer dos jogos do ano passado. Além disso, contou com a sorte de ver seus principais rivais perderem seus melhores jogadores, como Arthur no Grêmio, Vinícius Junior no Flamengo e Balbuena e Rodriguinho no Corinthians, o que certamente facilitou a caminhada até o título.

As punições a Deyverson são adequadas, mas usá-lo como bode expiatório de mais uma derrota para o maior rival é o ápice da hipocrisia.

Vale lembrar que o atacante foi expulso quase no final do jogo e que, até então, Cássio mal havia sujado suas roupas, tamanha a inoperância do ataque alviverde, incapaz de criar chances claras de gol..

Na falta de explicações, o culpado é quem cuspiu. Já para quem se omite, nesta segunda tem mais.

Deixe sua opinião e colabore na discussão