Filipe Luís > Marcelo

Créditos da imagem: CBF

Não é apenas defensivamente que ganharemos com a entrada de Filipe Luís no time

Tite deve ter gelado quando viu Marcelo sentir a contusão nas costas na partida contra a Sérvia.

Só que Filipe Luís entrou, não sentiu o peso de jogar uma Copa do Mundo, e ainda teve desempenho superior ao da estrela do Real Madrid.

Sobre isso, legal registrar a entrevista concedida por Cicinho ao UOL, na qual ele admite que sentia medo de entrar em campo no Mundial de 2006, quando era o reserva imediato de Cafu.

Marcelo é um craque. Seu domínio de bola e sua visão de jogo são extraordinários. Dignos de um camisa 10.

Mas a ele faltam algumas qualidades.

Pela Seleção, o lateral revelado nas Laranjeiras nunca conseguiu se aproximar do desempenho que tem no clube.

Já Filipe Luís consegue mais: produz com a mesma regularidade que o caracteriza no Atlético de Madrid e ainda se apresenta com fome, brilho nos olhos e comprometimento (tático e comportamental) com a Amarelinha.

Não à toa, é um dos homens de confiança de Diego Simeone (fã assumido de sua capacidade defensiva e qualidade no passe) e um dos grandes responsáveis pela subida de patamar dos colchoneros nos últimos anos.

Como diria o treinador argentino (e, aparentemente, agora Tite também, já que as informações são de que Marcelo teria condições físicas de atuar, mas ficará no banco contra o México), “se eu chamar o Filipe Luís, ele vai responder”.

Caráter, disposição, competitividade, e, claro, bom futebol, não faltarão.

E segue o jogo.

16 comentários em: “Filipe Luís > Marcelo

  1. Olha só, eu também prefiro o Filipe Luís na lateral.

    Menos frescurento e mais efetivo. kkkkk

    Que tal então o Marcelo como nosso meia???? Cerebral ele é…….

  2. Concordo com absolutamente tudo! Mas, ainda assim, escalaria o Marcelo na próxima partida! Engraçado, mesmo achando que o Filipe Luis jogou melhor do que o Marcelo nesta Copa, eu seguiria insistindo no craque…

  3. Aqui no Brasil esse estilo e comentários conservadores já castraram novas geracoes e nos tiraram melhores desempenhos em copas, que quem sabe virariam até títulos… exemplo clássico o parreira que depois do grande título de 94, nunca mais deveria ter voltado, pois conseguiu fazer o super time de 2006, simplesmente não jogar, lembrando que em 2005 a seleção havia dado show, sem os medalhões Ronaldo, Cafu e Roberto Carlos, mas justamente por esse pensamento conservador, ele barrou entre outros o Robinho, fez os medalhões voltarem onde os laterais foram o nosso ponto fraco, ou o exemplo de não confiar nos meninos santistas de 2010, nem para o banco, mesmo que aquele super time santista, ja havia feito mais de 150 gols de janeiro até metade de maio, onde só levou o Robinho pela carreira na europa, não pelo desempenho no Santos, mas enfim se fosse pra falar mais eu ficava até amanhã…

  4. Depende, se o Brasil for com uma postura mais defensiva Felipe Luís! Agora se for pra partir pro ataque Marcelo! Não há o que discutir. Cada um faz sua função dentro de jogo, mesmo jogando em mesma posição.

  5. Felipe Luis joga muito sério, não tem firula e chega junto. Marcelo é um ótimo apoiador no ataque mas não marca e tira o pé em dividida. Deixaria o Felipe no time.

Deixe sua opinião e colabore na discussão