Flamengo usa Muralha para esconder sua incompetência

Créditos da imagem: GloboEsporte.globo.com

A atual diretoria do Flamengo está no comando desde 2013. Orgulha-se de ter colocado as finanças do clube em dia e melhorado a arrecadação, o que não é pouco. O clube voltou a liderar os rankings de mais valiosos do Brasil e possui uma variada e rica carteira de patrocinadores. Nada mau. Mostra que na administração das finanças tem gente competente.

Mas, no futebol evidencia uma falta total de planejamento, com a condução errática nos rumos do time. Desde 2013, 11 treinadores passaram pelo Flamengo: Dorival Júnior, Jorginho, Mano Menezes, Jayme de Almeida, Ney Franco, Vanderlei Luxemburgo, Cristóvão Borges, Oswaldo de Oliveira, Muricy Ramalho, Zé Ricardo e, agora, Reinaldo Rueda.

Uma média superior a dois técnicos por ano. E o pior: nenhuma coerência entre eles. O time não tem um estilo, só arroubos e jogadas para tentar agradar a torcida. Vamos pegar o exemplo do Corinthians, time brasileiro mais vencedor na última década, que manteve uma linha mestra de trabalho desde a chegada de Mano, passando por Tite e culminando com Carille. Sempre que fugiu da linha, se deu mal. Casos de Adilson Batista, Cristóvão Borges e Oswaldo Oliveira. Hoje, mesmo sem dinheiro e com um time limitado, lidera o Brasileiro com folga.

Nos últimos cinco anos, o Flamengo contratou cerca de 60 jogadores. Tem gente muito boa no elenco, mas também um monte de manés. O resultado é que, com todo esse potencial, desde 2013, ganhou apenas dois Cariocas (2014 e 2017) e uma Copa do Brasil (2013).

Como sua torcida, a diretoria é acostumada a comer quiabo e arrotar caviar. Todo ano, o Flamengo se coloca como grande favorito a tudo que disputa. É a história do “cheirinho”, que, como constatamos, nem sempre é um odor agradável.

Diante desta situação, deve-se tomar providências. E o que adotaram com primeira medida? Achar o culpado. E a tarefa foi fácil, é só procurar o elo mais fraco da estrutura. Pronto! Achamos! É o Muralha!

Como pode pular no canto direito em todos os pênaltis cobrados pelo Cruzeiro na disputa da Copa do Brasil? O goleiro pôs tudo a perder!

Muralha é vítima da incompetência e ansiedade de dirigentes, torcedores e jornalistas. A tônica da cobertura esportiva sobre a final Flamengo x Cruzeiro é que Muralha entregou a taça ao pular apenas para o canto direito. Solução fácil, conveniente e que isenta a todos. Menos ao Muralha.

Vi há dias uma reportagem sobre a família do goleiro, nascido em Três Corações, terra de Pelé. Foi de cortar o coração ver sua mãe, orientadores e amigos humildes relatando o que sofrem ao ver o massacre pelo qual o goleiro tem passado.

Claro que Muralha não é o melhor goleiro do Brasil. Também é verdade que cometeu falhas graves em jogos importantes. Mas nada justifica as tentativas de agressão por torcedores, as piadas e comentários deselegantes, que culminaram no papel ridículo de um jornal de grande circulação, que decidiu ridicularizá-lo em editorial.

Todos os goleiros, mesmo os grandes da história, passam, passaram e passarão por fases ruins. É a pior função do futebol. Quando falha não tem como esconder. E, geralmente, seus erros são fatais. Muralha não está no primeiro time, porém não é um sujeito totalmente desprovido de talento. Mas foi o escolhido.

Ok, o clube não planeja, contrata mal, não dá tempo aos técnicos, troca os comandantes sem uma linha mínima de coerência, traz jogadores de todos os níveis em meio a disputas importantes, não entrosa o elenco etc. Ah, mas se o Muralha não tivesse pulado no mesmo canto em todos os pênaltis….

11 comentários em: “Flamengo usa Muralha para esconder sua incompetência

  1. Concordo totalmente! Enquanto o Muralha chegou a fazer parte da Seleção e podia contribuir para a “grife” do elenco, tudo estava bem. E se o Muralha mostra mesmo não estar à altura do gol do Flamengo, quanto mais o detonarem desse jeito, pior ele ficará…

  2. O Muralha não falhou nas finais e o Flamengo perdeu por causa de varias outras pessoas, não dele!!!!!!!!!!!!! Definir um culpado independentemente do que aconteça é um absurdo!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. E sobre o pênalti perdido pelo “almofadinha” DIEGO (que há muito tempo não joga nada), ninguém comenta?

  4. Belo artigo. Queria lembrar que após a partida, Diego declarou qe bate sempre ali, onde se sente seguro. Contra o Palmeiras bateu do outro lado, sempre à meia altura e entre o canto e o centro do gol. Já devia ter parado de bater, ou começado a treinar mais. É bom jogador, mas precisa de espaço pra aparecer. Acho q o Flamengo está num bom caminho. Mas realmente contrata muito mal. Na direita tem 3 e não tem nenhum. Geuvânio é dose !

  5. Contra os números não há argumentos. O que foi relatado no belo texto acima é realidade dos fatos.

Deixe sua opinião e colabore na discussão